fbpx

Boi no cocho: como manter a engorda durante a seca

O pasto secou, a chuva vai demorar para cair e seu gado está perdendo peso. Com boi magro, você não terá condições de negociar a venda e ter a margem de lucro esperada até mesmo para cobrir as despesas de produção. Esse cenário é a realidade de muitos produtores de todas as regiões do país durante a seca. Manter a engorda do boi no cocho entre maio e outubro exige uma série de esforços que a Boi Saúde te indica nas próximas linhas!

Como criar boi no cocho?

O boi é criado no cocho em diversos formatos. Mesmo que o produtor seja adepto do sistema a pasto, o cocho tem papel importante no oferecimento do sal e demais suplementos. E na seca, serve como base da alimentação com ração, silagem e também nutrição.

No confinamento, o cocho é o principal aliado da engorda. Todo o peso é 100% baseado no que é oferecido ali. No semiconfinamento, durante a seca, também entra como fonte de alimentação e ganho de peso.

O que oferecer no cocho para deixar o boi gordo na seca? 

Já que não tem pasto, o foco será o cocho, concorda? Porém, o que inserir como fonte de alimento? Não basta abastecê-lo com qualquer coisa apenas para manter o gado sem fome. Quem tem criação de gado, trabalha com metas progressivas de engorda e ao chegar no fim da seca, precisa ter arrobas suficientes para que a negociação com o frigorífico seja lucrativa.

Quanto maior a antecipação, mais preparada a propriedade estará. Muitos produtores começam a produzir a alimentação que irá servir na seca, ainda durante as águas. Nós te indicamos que você faça o mesmo.

Caso tenha um espaço para estoque de sacas, essa atitude vai trazer muita facilidade no seu dia a dia. A preparação pode ir desde ração até o sal proteinado que você mesmo tem condições de produzir na sua propriedade.

 


banner banner
 

Veja o que oferecer durante a seca para que o boi no cocho ganhe peso:

Ração 

Começando pelo mais comum, quando você pensa em ração para gado, o que vem na sua mente? Algumas propriedades consideram ração diversas misturas, algumas que até levam restos de alimentos não consumidos pelos humanos, sem nenhuma estratégia. Em casos extremos, em que o gado realmente não tem o que comer, é até válido, porém, o retorno expressivo em forma de arrobas não virá.

Então, qual a melhor ração para boi no cocho durante a seca? Aquela que irá repor o que o gado não encontra na pastagem, irá alimentá-lo a ponto de não comer lixo e que trará o peso de acordo com a fase de cada bovino.

 


banner banner
 

A ração é apenas um ponto em toda a estrutura alimentar e nutricional da seca. Se a propriedade estiver passando por aperto financeiro, existem opções com ingredientes com preços mais acessíveis, como o arroz.

boi no cocho
Alimentar o boi no cocho durante a seca de forma adequada, rende boas arrobas na entressafra. Foto: Campo Fácil.

Suplemento para engordar boi no cocho 

Se você pensou que a ração sozinha faz todo o trabalho de engorda boi no cocho na seca, sentimos te dizer está enganado. A ração é sim fundamental para manter o gado alimentado e ganhar peso. Mas o que dá aquela força extra e evita que o gado perca peso na falta de pasto são os suplementos.

O sal branco, muito utilizado na pecuária, tem sua importância, entretanto, não é o ideal. Caso você já o ofereça na propriedade, sugerimos uma troca dele pelo sal proteinado. Esse sim potencializa o ganho de peso, fornecendo doses de proteínas que não estão disponíveis no ambiente, além de outros micro e macroelementos que equilibram o funcionamento do organismo dos bovinos. Inclusive, evitando doenças, desde as menos agressivas até as mais graves.

Outro suplemento indicado pela Embrapa para uso na seca é a ureia. Por ser fonte de nitrogênio, a ureia atua diretamente nas bactérias que digerem o capim oferecido por meio da silagem e sintetiza as proteínas para potencializar a nutrição do boi.

A nossa orientação aqui é seguir o uso com cuidado para evitar a intoxicação do gado, muito comum quando a ureia é molhada, formando o sopão no cocho. Por outro lado, a solução para esse problema já existe e chama-se Total Ureia Premium. Mesmo consumida molhada, não causa problemas na saúde do gado e também dispensa a adaptação necessária nas primeiras semanas de uso.

 


banner banner
 

Silagem 

A fermentação é o astro desse tipo de alimentação. As bactérias de cada ingrediente atuam para conservar os elementos nutricionais, a partir do modo de preparo. Dependendo da matéria prima, é possível armazenar as sacas por meses, o que garante vantagens ao produtor. Apenas tenha cuidado no armazenamento para evitar mofo e contaminação por roedores.

A fonte da silagem varia de acordo com o preço e disponibilidade na região. Muitas dessas fontes, você tem condições de cultivar na propriedade, como a cana, por exemplo, ou mesmo o próprio pasto.

Os tipos de silagem mais comuns são:

  • milho;
  • sorgo;
  • forragem;
  • cana.

Grãos 

Milho, sorgo e a soja estão no ranking de grãos mais utilizados na alimentação do gado. Fornecem boa quantidade de energia e são muito utilizados no confinamento e no cocho durante a seca para animais criados a pasto nas águas.

Acima de tudo, ao oferecer grãos, fique atento ao excesso. Equilibrar alimentos concentrados com volumosos reduz as chances de desenvolvimento de doenças que levam o animal a óbito, como a acidose e o timpanismo.

Mas se você quer potencializar a engorda com uma dieta de grãos, precisa proteger o organismo do gado para evitar ao máximo que esses problemas de saúde aconteçam. E por incrível que pareça, é direto no cocho que você faz a prevenção. Já ouviu falar da virginiamicina? Esse aditivo é um dos segredos dos pecuaristas que mais lucram no Brasil.

Manter o boi no cocho com suplementas evita a perda de peso. Foto: Shutterstock
Manter o boi no cocho com suplementas evita a perda de peso. Foto: Shutterstock

A virginiamicina atua muito além de prevenir a acidose e o timpanismo. Ela faz com que o organismo do gado absorva todos os nutrientes consumidos na ração, sal, silagem, pasto e qualquer outra forma de alimentação consumida. Como resultado, o boi engorda, não desenvolve doenças graves que demandam tratamento e custos veterinários e ainda tem um rendimento de carcaça acima da média.

Se você pretende ter gado pronto para negociação na entressafra, passe a incluir a virginiamicina no seu plano nutricional não apenas na seca, mas durante o ano todo.

Quer melhorar seus resultados? Continue a leitura:

 

Referência

Qual a função da ureia na alimentação do gado e como ela age em seu metabolismo. Perguntas frequentes. Embrapa, 10/09/2012.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

×