Acidose ruminal é evitada com simples ações na nutrição

Gostou? Compartilhe!

Você sabe como evitar a acidose ruminal, amigo produtor? Esse é o assunto do post da Boi Saúde de hoje.

Aqui, você vai aprender como servir a ração e o concentrado aos seus animais sem causar a acidose ruminal. É isso mesmo!

Por isso, continue com a gente até o final! Você terá a resposta em poucos instantes no vídeo abaixo e também nas próximas linhas.

O objetivo como você que acompanha nosso conteúdo já sabe é bem simples: proporcionar mais resultados aí dentro da sua propriedade.

No final, compartilhe com a gente o que achou das dicas. Combinado?

Então, vamos começar?

 

 

O que é?

 

Em primeiro lugar, a acidose é uma doença causada pela ingestão alta e súbita de grãos que fermentam lentamente no rúmen do animal.

 

Sintomas da acidose ruminal

Em segundo lugar, os sintomas são:

  • Desidratação;
  • Falta de apetite
  • Apatia.

 

Tratamento

Acima de tudo, o tratamento e cura são necessários. Você já deve saber a resposta, não é mesmo? Pois é. Infelizmente o animal pode morrer devido a gravidade dos sintomas.

Além disso, a acidose ruminal atinge vacas e bois. Independentemente da idade do animal é comum quando há mudança na nutrição oferecida.

 

Levar o gado faminto para o pasto antes de servir a ração é uma medida para prevenir a acidose ruminal
Levar o gado faminto para o pasto antes de servir a ração é uma medida para prevenir a acidose ruminal. – Foto: Reprodução Internet

Dicas para evitar a acidose ruminal

 

Com ações simples é possível evitar a acidose e garantir um bom desempenho na propriedade:

1- Limite a quantidade de grãos na matéria seca em até 40%;

2 – Evite servir a quantidade de grãos disponível de uma única vez. Sendo assim, fracione. Sirva durante duas ou três refeições ao dia;

3 – Sirva junto com a nutrição, na ração ou concentrado, bicarbonato de sódio, na dosagem de 1% do total da matéria seca. Esse elemento auxilia na prevenção da acidose ruminal;

4 – Virginiamicina e monensina sódica combatem a bactéria que provoca o ácido lático. Então, o uso desses produtos auxilia na prevenção e também fazem a absorção dos nutrientes servidos na dieta dos animais;

5 – Evite servir ração ou concentrado quando os animais estiverem famintos. Quando passam por algum deslocamento ou longo manejo, leve-os primeiro ao pasto, para então só depois servir a alimentação.

Simples medidas evitam que o produtor perca animais por problemas que podem ser prevenidos, sem custos que afetem a lucratividade.

Acima de tudo, ficar atento ao comportamento do gado no dia a dia é uma tarefa fundamental e importante para detectar possíveis doenças que causam sofrimento ao animal.

Por fim, você quer saber mais dicas sobre o rúmen bovino? Então, acesse agora: RÚMEN

Então, gostou do conteúdo de hoje? Caso tenha alguma dúvida, lembre-se de deixar aqui nos comentários, combinado? Será um prazer te responder!

 

Continue aprendendo com a gente!

 

Sabe como, amigo produtor? É muito simples! Basta você acessar o nosso canal no YouTube.

Lá você encontra diversos vídeos totalmente gratuitos, que são atualizados toda semana. Não é incrível?

Por isso, acesse agora mesmo e confira todas as dicas e orientações do nosso consultor, José Carlos Ribeiro: Boi Saúde no YouTube.

 
banner banner
 

 

O que é acidose ruminal?

É uma doença causada pela ingestão alta e súbita de grãos que fermentam lentamente no rúmen do animal.

Quais os sintomas da acidose ruminal?

Desidratação, falta de apetite e apatia.

Quais produtos auxiliam na prevenção?

Virginiamicina e monensina sódica combatem a bactéria que provoca o ácido lático. Então, o uso desses produtos auxilia na prevenção e também fazem a absorção dos nutrientes servidos na dieta dos animais.

Qual elemento auxilia na prevenção da acidose ruminal?

Sirva junto com a nutrição, na ração ou concentrado, bicarbonato de sódio, na dosagem de 1% do total da matéria seca. Esse elemento auxilia na prevenção da acidose ruminal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*