Tudo o que você precisa saber sobre o capim BRS Capiaçu

Uma das forrageiras mais queridas da pecuária, a BRS Capiaçu é a mais utilizada no Brasil. Nesta dica, vamos descobrir porquê se fala tão bem sobre o uso dessa espécie.

Se essa curiosidade também faz parte da sua busca por conhecimento, a  Boi Saúde vai fornecer as principais características dessa pastagem.

Acima de tudo, ter um pasto que alimenta e nutre o gado mantém a produtividade esperada. Como no nosso país, o regime a pasto é o mais adotado, fique sempre atento ao que você oferece.

E mesmo que a espécie escolhida seja de qualidade e adequada para a região e solo, inclua os cuidados e manejo orientados na rotina.

 

Tudo sobre o capim BRS capiaçu

 

O que é o BRS capiaçu? 

É um clone do capim elefante. Segundo a Embrapa, tem um alto rendimento. Quando se trata de suplementação volumosa torna-se uma opção com bons resultados para silagens. Além disso, o oferecimento como picado oferece uma boa nutrição.

Por falar em nutrição, tem um alto valor. Ainda mais quando comparada com outras variedades do capim elefante.

Foi lançada no ano de 2016, desenvolvida pela própria Embrapa, em parceria com outras instituições.

 

Qual o potencial produtivo? 

Tem capacidade de produzir em torno de 100 toneladas de hectare por ano. Devido a essa quantidade, o potencial de uso para produção de biomassa acaba sendo alto. Como o corte acontece três vezes ao ano, considere a expectativa de adquirir 300 toneladas por ano.

Entretanto, diversos fatores influenciem nessa quantidade. Solo, efeitos climáticos, cuidados como evitar parasitas, acima de tudo, oferecendo condições de rebrota.

Sobre a altura, o potencial de porte alto permite alcançar mais de quatro metros.

 

Qual o ponto de colheita para oferecimento ao gado? 

A partir de dois metros, o capim pode ser cortado. Essa altura é conquistada geralmente, após 50 e 70 dias de plantio.

Isso no caso de oferecimento direto como picado verde no cocho.

 

Quais as vantagens da silagem de BRS Capiaçu? 

No período da seca se apresenta como uma suplementação barata. Ao se programar e preparar a silagem nas águas, será possível oferecer como alimento na época sem chuvas. Isso, direto no cocho. 

O ponto ideal de colheita para a silagem é a partir de três metros. Essa altura se dá entre 90 e 110 dias de rebrota. A partir de 120 dias, não é mais indicada para silagem. Portanto, não ofereça nesse formato. A justificativa é a perda do valor nutritivo.

No preparo, programe a máquina para partículas de 1cm, no máximo, 2 cm.

A própria Embrapa recomenda o uso de aditivos para melhorar os resultados.

Não deixe de oferecer sal proteinado, ureia e virginiamicina.

Para fazer seu próprio sal proteinado, acesse o link: Como fazer sal proteinado para o gado: a receita.

 

BRS Capiaçu
BRS Capiaçu é uma das melhores cultivares para uso no Brasil. – Foto: PEREIRA, ANTONIO VANDER.

Como é a propagação e as características? 

 

A propagação acontece a partir dos colmos eretos. Esse formato facilita a colheita, principalmente a de forma mecânica. Inclusive, os colmos são considerados grossos. Em média têm 1,6 cm.

Como tem uma alta taxa de brotação, apresenta gemas.

Já as folhas são longas, largas e têm cor verde. Tem resistência ao tombamento, por exemplo.

A época de florescimento é entre julho e agosto.

Acima de tudo, um ponto muito positivo é a capacidade de resistir ao estresse hídrico.

 

Sobre o custo, podemos comparar com outros cultivos? 

 

Com certeza. A plantação e cultivo da BRS Capiaçu é mais viável economicamente quando comparado com o milho e cana de açúcar, por exemplo.

Além disso, oferece uma maior produção de matéria seca.

 

É suscetível a alguma praga? 

 

Infelizmente sim. A espécie tem tendência e mais fragilidade de contrair uma praga muito temida na pecuária.

Então, já desconfia de qual seja? Pois, é amigo, produtor, se você pensou nas cigarrinhas, acertou!

No entanto, quando bem manejada, a pastagem tem boa resistência a esses insetos.

Mais que eliminar o problema, prevenir evita grandes dores de cabeça. Ao escolher um herbicida, confira se o produto não é tóxico. Em outras palavras, evite causar danos  no pasto, animais e à água.

Se está enfrentando essa praga na sua propriedade, indicamos a leitura: Como evitar a cigarrinha na pastagem.

Citamos as ervas daninhas acima. No entanto, não podemos deixar de reforçar aqui.

Quando não evitada, esse tipo de planta pode reduzir em até 42% a produção de matéria seca do BRS Capiaçu. O controle continua sendo a melhor forma de evitar o problema. Mas, para eliminar, basta se orientar pela dica: Como acabar com as ervas daninhas.

 

Sobre o plantio 

 

Escolheu a BRS Capiaçu para plantio? Então, no momento da aquisição, faça a seguinte conta.

A cada um hectare, você precisará de 10 mil mudas. Os espaços entre elas devem ser entre 80 centímetros a 1 metro e 20 centímetros. A profundidade gira em torno de 20 e 30 centímetros.

É muito adequada para biomas de mata atlântica.

Na preparação, siga as mesmas estratégias de plantio das demais cultivares. A dica é que o plantio seja feito no início da fase chuvosa. No entanto, fique atento quanto às ervas daninhas.

Para saber o melhor processo de adubação, não deixe de fazer a análise de solo. Está em dúvida se vale a pena? Te orientamos na dica: Análise de solo: por que fazer na sua propriedade.

 

Por fim, você gostou dessa dica, amigo produtor?

Não esqueça de deixar seu comentário sobre a espécie que cultiva atualmente na sua propriedade.

Além disso, se quiser ter acesso a mais dicas, confira nossos vídeos. A cada semana, uma nova dúvida é explicada para você melhorar seu desempenho. Clique: Boi Saúde no YouTube.

 
Referência:
Capim elefante – BRS Capiaçu. Soluções tecnológicas. Embrapa.

BRS Capiaçu: cultivar de capim-elefante de alto rendimento para produção de silagem. Comunicado técnico 79. Outubro, 2016. Embrapa.

 
banner banner
 

4 pensou em “Tudo o que você precisa saber sobre o capim BRS Capiaçu”

  1. Celso francisco disse:

    Existe uma linha que diz que ele não é palatável devido a grande quantidade de tanino. Isso é verdade ?

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Celso, obrigado pela pergunta, sugiro que envie um e-mail para “contato@boisaude.com.br” para que possa obter uma resposta completa! Continue nos acompanhando, abraços!

  2. Carlos Henrique disse:

    Parabéns, orientações muito importantes. Obrigado.

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Carlos, obrigado pelo elogio, continue nos acompanhando!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*