Como acabar com as ervas daninhas

Gostou? Compartilhe!

Você sabe como acabar com as ervas daninhas ou plantas invasoras na sua propriedade? Por causarem um grande prejuízo na pecuária, essas ervas competem luz solar, água e nutrientes com o pasto. Por isso, a eliminação dessa vegetação precisa ser feita.

 

 

As ervas daninhas são uma praga. Portanto, aparecem em qualquer terreno. No caso do pasto, elas roubam os nutrientes que seriam destinados ao gado e deixam o solo pobre e sem vida.

Então, não deixe de se programar. Inclua no seu calendário de tarefas que devem ser executadas na fazenda durante o ano.

Por ter um crescimento rápido e grande produção de semente que competem com o pasto água, luz e nutrientes, precisam ser eliminadas com frequência. Alguns pastos podem ter até 90% da extensão dominadas por esse tipo de erva.

Além dessa competição, as plantas invasoras podem ser consumidas pelos animais e provocar alguma intoxicação.

Para evitar prejuízos e promover uma pecuária muito produtiva, siga as dicas abaixo.

 

Como acabar com as ervas daninhas

 

1- A principal dica é você se antecipar ao problema. Isso é feito evitando o aparecimento de plantas invasoras. As falhas no pasto são as principais causas de plantas invasoras. Quando a luz solar incide sobre o solo descoberto, germina a semente dessa planta, proporcionando o desenvolvimento dela. Para evitar, observe a quantidade correta de sementes em áreas plantadas.

2- Faça o plantio da pastagem de maneira uniforme. E se esforce o máximo possível para evitar falhas. Assim, não deixará espaços para as ervas brotarem.

3- Não deixe seu pasto abaixar demais. Um pasto em altura média ou alta, sufoca a planta invasora e as ervas daninhas. A altura pode variar de uma espécie para outra. Mas fique atento para que tenha condições de nascer novamente. Para ter uma base, confira: Pastagem: lote ideal, ganho de peso e altura do pasto.

 

Como acabar com as ervas daninhas
Como acabar com as ervas daninhas. – Foto: Forest & Kim Starr/Creative Commons

4- Controle mecânico: quando é utilizado o trator. Mas é necessário ser feito com frequência. Esse tipo de manejo não elimina o problema pela raiz. Retira a erva daninha apenas pela superfície. Ou seja, em pouco tempo, novas folhas nascerão.

5- Foice manual: que tem um grande trabalho e esforço humano. Dependendo dos hectares do pasto, o produtor pode perder dias com essa atividade. Porém, é uma forma que arranca a erva pela raiz. Você pode contratar mão e obra apenas para essa tarefa. Assim, as demais atividades da lida não ficarão em falta.

6- Controle químico: o herbicida interrompe o crescimento total da erva daninha. O alerta é a escolha. O produto não pode ser tóxico ao animais e  aos trabalhadores do local. Foque também na preservação do ambiente e na saúde dos consumidores do produto derivados do gado. Aqui no blog, você encontra uma dica sobre o tema: Quando aplicar herbicida para pastagem?

 

Aprenda mais! 

 

Para continuar no tema de limpeza da propriedade, os cupins são problema no seu pasto? Acesse a dica: Como eliminar cupins no pasto.

E ainda:

Para melhorar sua produtividade, que tal acessar nossos vídeos? No nosso canal, você encontra mais informações sobre lida, manejo e lucratividade na pecuária. Te esperamos lá: Boi Saúde no YouTube. 

 
banner banner
 

 

Por que ervas daninhas devem ser eliminadas do pasto?

Esse tipo de erva compete luz solar, água e nutrientes com o pasto, roubando os nutrientes que seriam destinados ao gado e deixam o solo pobre e sem vida

Como evitar ervas daninhas no pasto?

As falhas no pasto são as principais causas de plantas invasoras. Quando a luz solar incide sobre o solo descoberto, germina a semente dessa planta, proporcionando o desenvolvimento dela. Para evitar, observe a quantidade correta de sementes em áreas plantadas. Faça o plantio da pastagem de maneira uniforme. E se esforce o máximo possível para evitar falhas. Assim, não deixará espaços para as ervas brotarem.

Como acabar com as ervas daninhas?

Entre as formas mais conhecidas estão: 1) controle mecânico - quando é utilizado o trator. Mas é necessário ser feito com frequência. Esse tipo de manejo não elimina o problema pela raiz. Retira a erva daninha apenas pela superfície. Ou seja, em pouco, novas folhas nascerão; 2) foice manual: que tem um grande trabalho e esforço humano. Dependendo dos hectares do pasto, o produtor pode perder dias com essa atividade. Porém, é uma forma que arranca a erva pela raiz. Você pode contratar mão e obra apenas para essa tarefa. Assim, as demais atividades da lida não ficarão em falta; 3) controle químico: o herbicida interrompe o crescimento total da erva daninha. O alerta é a escolha. O produto não pode ser tóxico ao animais e aos trabalhadores do local.

Quais são os riscos das ervas daninhas na pecuária?

Por ter um crescimento rápido e grande produção de semente que competem com o pasto água, luz e nutrientes, precisam ser eliminadas com frequência. Alguns pastos podem ter até 90% da extensão dominadas por esse tipo de erva. Além dessa competição, as plantas invasoras podem ser consumidas pelos animais e provocar alguma intoxicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*