Quantidade de matéria seca consumida por dia no pasto

A dúvida sobre a quantidade ideal de matéria seca no pasto por dia é muito frequente entre nossos leitores. Por isso, resolvemos abordar o tema e esclarecer o tema da forma mais objetiva possível.

O que é matéria seca? Segundo a Embrapa, é a definição da ingestão de alimentos. A variação gira em torno do peso, estado fisiológico do bovino e também da qualidade desse alimento oferecido.

Porém, como saber se o gado está consumindo a quantidade ideal? Quando os bovinos são criados em sistema de pasto, mensurar a quantidade ingerida em um único dia é uma tarefa difícil. Uma sugestão é observar o ganho de peso com frequência e fazer o monitoramento na balança.

 

Quantidade de matéria seca no pasto

 

Para o produtor ter um resultado de engorda efetivo, é preciso ter pasto suficiente para atender toda a demanda, de acordo com o número de cabeças. Vamos reforçar aqui que cada solo tem nutrientes específicos e que a raça mais o clima da região impactam diretamente na engorda.

Cada fase do bovino, assim como o peso, demandam um consumo específico de matéria seca no pasto por dia. Para identificar qual a fase que seu rebanho está, acesse a dica: Fase do gado de corte: saiba como classificá-la. 

Vamos dar como exemplo o Nelore macho, de 300 quilos, com estimativa de engorda de 0,6 kg por cabeça ao dia, precisaria consumir em torno de 9,1kg de matéria seca no pasto por dia. Esse número é equivalente a 2,6% do peso vivo do animal. E reforçando, esse dado varia muito de acordo com as condições do pasto e raça do bovino.

Uma informação importante é sempre monitorar o pasto e checar se os bovinos estão consumindo matéria seca de qualidade. Há várias alternativas para manter o pasto consumido sempre sadio, promovendo assim, uma alta produtividade. Uma delas é o pastejo rotacionado.

 

matéria seca no pasto
Consumo de matéria seca pode ser medido na balança. – Foto: Rodrigo Paniago.

Complemente a engorda no cocho 

 

Mais que pasto, amigo produtor, é o que seu gado precisa para ter um ritmo de engorda expressivo. E sem impactar seu manejo, é possível agregar mais nutrição, diretamente no cocho. O uso de suplementos, além de complementar o ganho de peso, reforça o organismo do animal, protegendo contra diversos parasitas e doenças. O uso deve ser o ano todo, não apenas na seca, como muitos pecuaristas pensam. Estar à frente do mercado, garante um melhor preço da arroba, e consequentemente, maior lucratividade.

E se você ainda está em dúvida sobre qual o melhor suplemento mineral deve oferecer aos seus animais, preparamos uma dica exclusiva sobre o assunto: Qual a melhor opção de suplemento mineral para bovinos. 

 

Referência: 

Tabela para estimativa de Ingestão de Matéria Seca de Bovinos de Corte em Crescimento em Pastejo. Comunicado técnico Embrapa. Planaltina, DF. 2007.

 
Boi Saúde Logo Preto - Quantidade de matéria seca consumida por dia no pasto

Total Corte Premium:
Suplemento vitamínico e mineral com virginiamicina!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo
Bitnami