Tipos de sal bovino: qual o melhor para o gado?

Existem três tipos de sal bovino. Será que o que você utiliza na sua propriedade é o melhor para o seu gado?

Nesta dica, você entenderá a diferença entre cada um deles.

Sem contar que vamos reforçar a importância de oferecer o sal bovino durante o ano todo. Não apenas na seca.

O pasto e o solo brasileiros têm características diferentes por região.

E nem sempre a pastagem oferece tudo o que o bovino precisa para se ter uma engorda, mesmo sendo a principal fonte de alimentação.

O sal bovino é um complemento e que em períodos sem chuva pode salvar muitos negócios.

Vamos aprender quais são os tipos?

 

O que é sal bovino? 

 

O sal bovino não é o sal branco comum utilizado para cozinhar. Apesar que alguns produtores o utilizam.

Muitos podem achar que essa afirmação é óbvia, mas para quem está começando na pecuária pode realmente confundir.

O que faz um sal ser próprio para o bovino? Sim, ele contém o cloreto de sódio, mas muitos outros nutrientes.

Já o sal branco, aquele de cozinha, não oferece nenhum benefício para o gado em si.

Por isso, é importante que a propriedade foque no sal próprio para bovinos, que é conhecido como um suplemento essencial para a dieta alimentar na pecuária.

Tem como foco principal suprir toda a falta de nutrientes não encontrados no pasto, diretamente no cocho.

O manejo é simples e não demanda de muitos cuidados. O foco do resultado é oferecer sempre o sal mais adequado para a sua produção.

Se você ainda tem dúvidas, vamos te explicar já já.

 

Por que preciso oferecer o sal para o gado? 

O bovino precisa de muito mais que pasto para manter uma boa engorda, resultando em uma alta produtividade.

Como nem todos os solos brasileiros têm todos os nutrientes e vitaminas necessários para manter o bom funcionamento do organismo, o sal para bovino auxilia a promover o resultado esperado na balança.

Tem como base macrominerais e microminerais. Entre eles, estão: cálcio, fósforo, ferro, cobre, enxofre, potássio, magnésio e outros.

Cada um tem funções diferentes, porém quando juntos no cocho em uma única mistura, promovem melhorias na pecuária.

 

Tipos de sal bovino 

 

Como já citamos, existem três tipos mais usados no Brasil: o sal mineral, o sal proteinado e o sal proteico energético.

A sua escolha deve ser baseada nas seguintes características: a fase do gado, a qualidade da forrageira oferecida, e em quais meses do ano quele tipo será oferecido.

 

Sal mineral 

Baseado em minerais na composição, é o tipo de sal para bovino mais utilizado nas águas.

É nessa época que a deficiência de minerais é maior.

No início do oferecimento pode acontecer a rejeição por parte do gado. Não desista porque é comum.

Para reverter a situação, você pode fazer uma mistura com melaço ou até mesmo fubá.

Te orientamos com mais detalhes na dica: Mistura de fubá com sal mineral para o gado. 

Não deixe de saber mais:

 

sal bovino
Sal bovino é um ótimo aliado da boa pecuária. – Foto: José Luis Nazareth Rizzatti.

Sal proteinado 

Muito utilizado na seca. Como o nome já diz, tem proteína como base.

Pode ser utilizado nas águas também. Inclusive, o ideal é que o fornecimento se inicie antes do período de estiagem.

É um componente muito eficaz, porém muito simples de se produzir.

Você pode comprá-lo pronto em casas especializadas em pecuária e agronegócio.

Se preferir, pode produzir o seu próprio sal proteinado: Como fazer sal proteinado para o gado: a receita.

Na seca, a diferença é o acréscimo de ureia, outro suplemento muito importante na nutrição do gado.

Muitas propriedades não utilizam a ureia pelo medo de intoxicação.

Mas quando utilizada com cuidados, os resultados são satisfatórios.

Confira os cuidados com a ureia: Tudo sobre ureia para bovinos: confira os cuidados. 

 

Aproveitando a abordagem do tema, não deixe de conferir:

 

Sal proteico energético

O principal objetivo é fazer com que o gado tenha uma maior consumo de pastagem.

Na composição, o sal mineral aparece sal mineral, farelo de soja e milho moído.

E o melhor, assim como o sal proteinado, você também pode fazer a sua própria mistura. O passo a passo e mais detalhes estão no link: Sal Proteico Energético.

Confira ainda: Diferença do sal proteico energético da seca e água.

 

Cuidados com o cocho de sal bovino

 

Não basta oferecer o tipo de sal correto de acordo com a época se o seu cocho não tem estrutura adequada.

O ideal é que todos os bovinos tenham acesso ao mesmo tempo. O tamanho adequado é que tenha, no mínimo, sete centímetros lineares por cabeça.

Isso indica que quanto maior o número de animais, maior o cocho, combinado?

E não esqueça da limpeza e de manter sempre um bebedouro por perto.

Muitos produtores focam tanto na ração e nutrição que acabam deixando de lado os cuidados com a água que é tão importante para a engorda e manutenção do peso.

E se precisar de rações para complementar o uso dos tipos de sal na sua propriedade, a Boi Saúde tem uma específica para atender a sua demanda.

É só ir na página: receitas de ração Boi Saúde e conferir qual a mais adequada para a sua pecuária.

 
banner banner
 

Um pensamento em “Tipos de sal bovino: qual o melhor para o gado?”

  1. O sal bovino é necessáRio não só para os bous é também necessrio para os cabritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Black Week