Brucelose bovina: o que é e como evitar

Entre as doenças que causam grande impacto econômico na pecuária está a brucelose bovina. Por ser infectocontagiosa, é causada pela bactéria B. abortus, ocasionando aborto nas matrizes que são contaminadas. Confira os sintomas e como evitar o problema na sua propriedade.

 

Saiba tudo sobre a brucelose bovina 

 

Como é transmitida? 

Os bovinos são acometidos pela doença, a partir do consumo de pastagem já contaminada pela bactéria. Os animais já doentes urinam no pasto, que passa as bactérias para a forragem. A introdução da bactéria na propriedade pode ser dar a partir de um novo animal inserido no plantel recentemente que não tenha passado por testes.

 

Quais são os sintomas? 

Quando a matriz está contaminada, o aborto, que é o sintoma mais grave, geralmente acontece no último terço da gestação. Porém, não é o único problema. Outros como retenção de placenta, inflamação nas articulações e nos machos, inflamação nos testículos e até infertilidade podem acontecer. Ainda, a produção de leite é afetada. Sem contar no sofrimento animal.

Assim que o produtor e os demais responsáveis pelo manejo detectarem algum comportamento fora do comum, separe imediatamente esse animal dos outros. Além de não medir esforços para identificar a doença e iniciar o tratamento indicado pelo seu veterinário de confiança o mais rápido possível.

 

Como evitar? 

A forma mais conhecida é a vacina B19. Deve ser aplicada somente nas fêmeas entre três a oito meses. A dosagem é de 2 ml por animal, via subcutânea na tábua do pescoço. Pode ser reaplicada a cada sete anos para reforçar a dose. Caso tenha dúvidas sobre vacinas, te ajudamos nesta dica: Vacinas para bovinos: confira perguntas e respostas. 

Outra forma de prevenção é manter a higiene na propriedade sempre em dia. Fezes, lama, água contaminada, são propícios para proliferação de bactérias.

Manter a nutrição da matriz em dia também garante uma reforço no organismo do animal. As matrizes tem grande necessidade de cálcio e fósforo durante a gestação. Saiba a importância desses suplementos: Por que devo oferecer cálcio e fósforo para bovinos?. 

 

Brucelose bovina
Brucelose bovina causa prejuízo e deve ser evitada com vacina. – Foto: Boy Fotógrafo

Como é feito do diagnóstico? 

Existem dois tipos de testes de diagnóstico da brucelose bovina:

  • Testes de rotina – realizado para detecção de rebanhos infectados, saneamento de propriedades e trânsito de animais;
  • Testes confirmatórios – obrigatório para trânsito internacional realizados por laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 

Existe tratamento? 

Infelizmente, não existe. Os animais com teste positivo precisam ser marcados e abatidos para evitar contaminação dos demais.

 

Contaminação em humanos 

Pois é, amigo produtor, deixando sua propriedade e animais protegidos contra a brucelose, você, sua família e funcionários também estarão. Há possibilidade de contaminação de humanos, principalmente, aqueles que tem contato com os animais doentes pode acontecer. A orientação é nunca tocar diretamente feridas, excreção o secreção de forma desprotegida.

 

Certificação de propriedade livre de brucelose bovina 

A propriedade apta a receber a certificação é aquela onde todos os animais são testados e o resultado para todos eles seja negativa em três testes seguidos, realizados com intervalo de 12 meses cada um. Assim, estará em boas condições para receber o selo de qualidade sanitária.

 
Boi Saúde Logo Preto - Brucelose bovina: o que é e como evitar

Controle dos Parasitas:
5 dicas para o controle efetivo dos parasitas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo
Bitnami