Como produzir carne para exportação

Mais que atender o mercado interno, o pecuarista brasileiro também pode fazer parte do grupo de produtores que atendem a demanda de carne para exportação. Será que a produção é diferente da carne destinada aos fornecedores brasileiros? É o que vamos descobrir nesta dica.

 

 

Quando o produtor passa a ter uma produção diferenciada, de alta qualidade e com grande procura pelos fornecedores locais é um bom indicativo de que terá condições para atender o mercado externo. Apenas em 2019, 1,84 milhões de toneladas abasteceram países consumidores da nossa carne, segundo da Abiec. Os principais destinos foram China, Hong Kong, União Europeia e Egito.

Antes de se tornar um produtor de carne para exportação é necessário estudar todas as regras e exigências sanitárias do país de destino. Assim evitará embargo e problemas não só na saída da mercadoria, mas também na entrada pelo aeroporto ou porto do comprador.

Mas o que será que faz uma carne para exportação atender aos requisitos internacionais?

 

Como produzir carne para exportação

 

Basta seguir a regras de produção para o mercado nacional, amigo produtor! O nosso mercado é exigente quanto às regras sanitárias e de qualidade. E isso implica desde o peso, condições da carcaça, índice de gordura, abscessos, entre outros.

Para se ter uma boa produtividade, é preciso ter uma manejo estratégico bem planejado desde antes do nascimento. A cada fase do animal, seguir à risca o calendário sanitário e também o bem estar animal, logo no parto: Pasto-maternidade: conheça as instalações. 

 

carne para exportação - Como produzir carne para exportação
Para produzir carne para exportação, siga as regras básicas da pecuária. – Foto: Boy Fotógrafo 

Esse manejo adequado que tanto indicamos aqui no nosso blog inclui:

Alimentação adequada de acordo com a fase e também com o método: pasto, confinamento ou semi-confinamento. Confira receitas que irão te auxiliar a alcançar suas metas: dicas de receitas Boi Saúde. Não esqueça da qualidade dos alimentos que serão ingredientes do que é oferecido no cocho.

Suplemento são aliados. Por mais que o sal mineral e o sal proteinado sejam muito utilizados no Brasil, fazer o complemento com o uso da ureia e virginiamicina potencializa os resultados. Caso ainda desconheça os benefícios, clique na dica: Dieta para bovinos concentrada com Virginiamicina

Pasto, solo e forrageira nutritivos: por ser a principal fonte de alimentação dos bovinos, é preciso ter boa qualidade. Escolher a espécie que mais se adapta ao seu solo é bem importante. Na época da seca, existe a possiblidade de ser oferecido como silagem.

 

Bem estar animal 

 

O conceito está cada vez mais em alta em outros países e aqui no Brasil, diversas propriedades se diferenciam por implementarem projetos focados em oferecer uma boa qualidade de vida ao animal, desde o nascimento até o abate.

Inclusive, por citar abate, você sabia que o transporte do gado também precisa ter protocolos de segurança para evitar perda de carcaça e escurecimento da carne? Para evitar problemas e prejuízos, confira a leitura: Transporte de animais: existe regra?.

E se quiser aprimorar a produção, indicamos a produção de um tipo de carne cujo consumo atende uma grande demanda dos restaurantes, lanchonetes e açougues: Como produzir a melhor carne premium.

 
Virginiamicina - Como produzir carne para exportaçãomobile Virginiamicina - Como produzir carne para exportação
 

2 pensou em “Como produzir carne para exportação”

  1. Hermes Aqdolfo de Aquino disse:

    Só me resta parabenizar a todos da equipe por essa iniciativas tão valiosa e estimulante.

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Hermes, obrigado por nos acompanhar. Conte sempre com a Boi Saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*