Ordenhadeira manual para vacas: tire suas dúvidas

Atuar com a pecuária de leite exige uma ordenha que atenda uma série de cuidados. Se você já tem ou está pensando em aderir a ordenhadeira manual, a Boi Saúde irá indicar orientações sobre o uso para que a propriedade tenha o resultado esperado.

Na produção de leite, existem dois formatos de ordenha: a manual e a mecânica. Contudo, aada um tem vantagens e desvantagens.

Acima de tudo, a melhor escolha para sua propriedade depende de diversos fatores.

Aqui no blog, já falamos sobre a ordenha mecânica, confira: Ordenha mecânica: saiba tudo sobre.

Leia o conteúdo até o final. Desta forma, você poderá fazer um comparativo e escolher a que melhor atenderá as necessidades da sua produção.

Depois, veja a nossa receita de ração para vacas leiteiras: Ração para gado de leite: aprenda como fazer. Já que a alimentação é um dos focos de toda a produtividade e resultado da ordenha.

Saiba tudo sobre ordenhadeira manual

Em primeiro lugar, o processo de retirada do leite da vaca de forma manual precisa ser uma atividade muito bem estabelecida.

Confira as dicas da Boi Saúde e tenha sempre uma alta produtividade na sua propriedade.

Qual a melhor estrutura de sala?

Em segundo lugar, o ideal é que o espaço seja adequado para o número de animais da propriedade, além da capacidade de produção.

Portanto, seguir algumas regras de segurança é evitar acidentes e também manter longe outros animais, como parasitas e bactérias. É o recomendado.

A sala precisa ser funcional, ou seja, atender as necessidades de todo o leite produzido e ainda facilitar todas as etapas.

Se você está começando agora, confira as dicas abaixo:

 

Quais os melhores horários para ordenha da vaca?

Em terceiro lugar, quem define sobre o melhor horário é o próprio manejo. Por isso, o produtor deve levar em contar o horário de entrega ou do recolhimento do leite.

Além disso, é preciso considerar o custo da mão de obra.

Acima de tudo, o intervalo ideal é que seja 12 horas entre cada ordenha.

A vaca pode ser ordenhada duas vezes ao dia, mesmo depois do período pós-parto.

Entretanto, caso queira estender para três, o indicado é que essa quantidade seja para rebanhos que tenham a marca de 25 litros de leite por dia.

Falamos aqui das vacas no pós-parto, mas a fase pré-nascimento de bezerros também merece atenção: Cuidados no manejo pré parto de vacas leiteiras.

 

ordenhadeira manual 819x1024 - Ordenhadeira manual para vacas: tire suas dúvidas
Ordenhadeira manual tem bons resultados, mas precisa de cuidados. – Foto: Lechería Don Mario.

Quais processos diários devem ser realizados? 

Os primeiros jatos de leite devem ser descartados. Antes de jogar fora, observe-os se há alguma anormalidade na cor e odor que possa apontar a mastite – vamos falar dela mais abaixo nesse texto.

Depois da ordenha, resfrie o leite o mais rápido possível. E não esqueça de mantê-lo entre 3 e 4 graus Celsius. Assim, você evita que se deteriore.

Saiba mais sobre os cuidados em relação ao leite:

 

Bem-estar animal na ordenhadeira manual 

Em quarto lugar, ao conduzir as vacas para a sala, faça o processo com calma.

Ou seja, quanto mais confortáveis e seguras, melhor será a ordenha e a facilidade para saída do leite.

Além disso, não esqueça de limpar todos os utensílios e o local.

Cuidados com a higiene 

Manter a higiene da ordenhadeira manual (na verdade, não importa o tipo) é uma atividade diária.

Ou seja, é naquele espaço que todo o leite terá a primeira fase de produção e se contaminado ali, toda as demais etapas também estarão prejudicadas.

Os problemas impactam a qualidade do produto, podendo afetar assim a saúde do animal, das pessoas que atuam na ordenha, além dos consumidores que irão usufruir do leite e possíveis derivados.

Para saber mais, confira as dicas:

 

Fique de olho na mastite 

A higiene é fator determinante para evitar a mastite.

A doença, além de causar dor e incômodo, impacta diretamente no resultado da quantidade e qualidade do leite produzido.

Por ser uma inflamação que atinge o úbere, a vaca fica com comportamento anormal por causar desconforto. Atualmente, a doença é considerada de alta incidência no Brasil.

Além disso, os prejuízos vão além da queda da produtividade, pois dependendo do tipo, é necessária a aplicação de pomadas e medicamentos para tratar a vaca, por exemplo.

Por isso, fique atento. Afinal, a higiene em todos os processos é fundamental.

Temperatura 

Manter a temperatura adequada nos espaços onde o gado de leite circula garante uma produção com a quantidade esperada e até acima.

Não só no local de ordenhadeira manual, mas também no pasto com árvores que proporcionam sombras. Dessa forma, a climatização pode ser instalada nos espaços de confinamento para amenizar o calor em regiões mais quentes, por exemplo.

Alimentação de vacas leiteiras 

Você viu no começo do texto uma sugestão de alimentação de gado de leite com uma receita.

Portanto, fornecer uma alimentação balanceada de acordo com a fase das vacas é importante.

Cada uma delas demanda necessidades nutricionais diferentes. Por exemplo, pré-parto, proximidade da estação de monta, recuperação de escore corporal e pós-parto.

Além da ração, não esqueça dos suplementos. Afinal, eles são fundamentais:

Por fim, para saber mais dicas, confira nosso canal de vídeos: Boi Saúde no YouTube.

Referência:

ZOOCAL, Rosângela. Cem recomendações para o bom desempenho da atividade leiteira. Comunicado Técnico 39. ISSN 1678-3123 Juiz de Fora, MG Dezembro, 2004.

 
Ração para Gado de Leite - Ordenhadeira manual para vacas: tire suas dúvidasRação para Gado de Leite mobile - Ordenhadeira manual para vacas: tire suas dúvidas
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*