Sala de ordenha espinha de peixe é ideal para minha propriedade?

A ordenha, por ser a principal atividade da pecuária leiteira, é sempre tema aqui na Boi Saúde. Existem cuidados que não podem ser deixados de lado e um deles é a escolha do tipo de sala para o processo. Agora, você irá aprender mais sobre a sala de ordenha espinha de peixe.

Não importa o modelo adotado na propriedade, a sala de ordenha precisa atender as demandas de produção e seguir com alguns princípios:

  • Ter o tamanho de acordo com o número de animais para o conforto;
  • Ser de pisos e estrutura que facilitem a limpeza;
  • Boa circulação de ar;
  • Local estratégico para o armazenamento do produto.

Se você está começando agora ou quer readequar sua pecuária, confira a dica: Sala de ordenha: como montar uma simplificada.

E não tem como citar ordenha sem falar de alimentação das vacas, já que a quantidade e qualidade do leite depende muito do que é oferecido no cocho.

Uma sugestão é conferir se a ração oferecida hoje na propriedade tem realmente todos os nutrientes necessários para atender a sua demanda de produção.

Não se preocupe, você não precisa pesquisar em outras páginas. A Boi Saúde tem uma dica sobre uma ração adequadas para vacas produtoras de leite: Ração para gado de leite: aprenda como fazer.

 

Características da sala de ordenha espinha de peixe 

 

Por recomendação da Embrapa, a sala de ordenha espinha de peixe é adequada para propriedades de até 100 vacas. Essa é uma das principais características desse tipo de sala.

Nesse formato, as vacas ficam próximas uma às outras. E essa proximidade tem vantagens e desvantagens, como veremos abaixo.

 

sala de ordenha espinha de peixe 1024x576 - Sala de ordenha espinha de peixe é ideal para minha propriedade?
Sala de ordenha espinha de peixe é boa opção para pequenas produções. – Foto: reprodução/Jp Inox E Caldeiraria.

 

Vantagens 

 

A sala de ordenha espinha de peixe tem baixo custo. É uma boa opção para pequenos produtores e também para aqueles que estão começando na pecuária leiteira.

Pela proximidade entre os animais, o ordenhador não precisa fazer longas caminhadas. E tem mais produtividade. E também não exige grande mão de obra.

Isso lembra que a saúde do ordenhador também deve ser levada em conta no momento da ordenha: Boas práticas leiteira: como garantir a saúde do ordenhador;

Esse formato também não necessita de baias individuais.

 

Desvantagens 

 

As vacas ficam próximas. E o calor é um fator muito importante quando se trata de pecuária leiteira.

Em períodos e locais muito quentes, a queda na produção de leite pode chegar a 20%, segundo o Heat stress management in Israel. 

Já que citamos o calor, caso sua região seja muito quente, fique atento na escolha da raça: Principais raças de gado leiteiro.

Agora, tem outro ponto. A Boi Saúde sempre alerta sobre a necessidade de se monitorar o gado. E o momento da ordenha é uma boa oportunidade para se avaliar o comportamento e a saúde.

Como a sala de ordenha espinha de peixe pratica a ordenha em grupo, a atenção a cada vaca, de forma individual, é menor.

Você se interesse ou atua na pecuária de leite? Confira mais dicas:

Quer saber mais? Confira nosso canal: Boi Saúde no YouTube.

Referência:

CAMPOS, Aloísio Torres. Tipo e Tamanho da Sala-de-Ordenha. Agência de Informação Embrapa. Agronegócio do Leite.

 
Ração para Gado de Leite - Sala de ordenha espinha de peixe é ideal para minha propriedade?Ração para Gado de Leite mobile - Sala de ordenha espinha de peixe é ideal para minha propriedade?
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

whatsapp