fbpx

Como contratar e fidelizar trabalhadores rurais?

 
banner banner
 

A dificuldade de contratação de mão de obra no campo está presente em boa parte das propriedades do país. Quando finalmente o produtor consegue contratar trabalhadores rurais que se encaixem nas qualificações, os mesmos recebem ofertas mais tentadoras e deixam a lida de um dia para o outro.

Essa situação é mais comum do que se pensa. Dependendo do tamanho da propriedade e do número de cabeças de gado, ter uma equipe é indispensável para manter a produção em dia.

A pecuária em si exige uma série de ações que, muitas vezes sozinho, o produtor não consegue dar conta. Por isso, a equipe de trabalhadores rurais entra como um apoio para as tarefas mais simples até as mais complexas.

Aqui, você entenderá como fazer a contratação de forma correta e ainda saber como manter o pessoal para outras propostas de trabalho.

Para se ter ideia do setor, o agronegócio no Brasil:

  • Emprega mais de 17 milhões de pessoas no Brasil, segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), divulgados em 2021, representando quase 20% dos empregados do país;
  • A agricultura familiar é o setor que mais emprega no agronegócio;
  • Emprega 1 a cada 3 trabalhadores no país.

 

 

Neste conteúdo, você terá acesso aos temas:

 

 

O que é um trabalhador rural?

 

De acordo com a Lei N 5889 de 8 de junho de 1973, publicada no site da Presidência da República, a denominação de trabalhador rural é:

“Art. 2º Empregado rural é toda pessoa física que, em propriedade rural ou prédio rústico, presta serviços de natureza não eventual a empregador rural, sob a dependência deste e mediante salário. 

Art. 3º – Considera-se empregador, rural, para os efeitos desta Lei, a pessoa física ou jurídica, proprietário ou não, que explore atividade agro-econômica, em caráter permanente ou temporário, diretamente ou através de prepostos e com auxílio de empregados”.

Ou seja, o salário é um direito assegurado por lei. Sempre consulte um advogado trabalhista e especialistas em contabilidade para que os direitos e deveres de ambas as partes sejam cumpridos de acordo com as leis trabalhistas.

 

trabalhadores rurais
Uma equipe de trabalhadores rurais é essencial para atingir as metas de produtividade. – Foto: Boy Fotógrafo

Quais são as atividades dos trabalhadores rurais?

 

Em uma propriedade rural que atua com criação de gado, as demandas são muitas. Como já alegamos acima, existem desde as mais simples até as mais difíceis e todas elas exigem atenção de toda a equipe.

Algumas ações não demandam um número grande de funcionários. Para você ter uma noção na hora de contratar, faça o cálculo de dois peões para cada 100 cabeças de gado. Abaixo vamos descrever algumas atividades essenciais para a boa produtividade que necessitam de uma equipe bem treinada.

 

Alimentação do gado

A alimentação é um dos pontos chave para a engorda do gado. Mesmo com o regime a pasto, a suplementação precisa estar presente e com isso, o cocho abastecido e monitorado.

Avaliar diariamente o consumo do que está sendo oferecido, auxilia a entender o peso do gado e a resolver o problema no mesmo dia. Caso o gado não esteja consumindo o sal, saiba como reverter a situação: Evite a rejeição no consumo de sal mineral bovino.

Ainda, tem a produção do sal que pode ser feita na propriedade. Além da silagem como preparação de alimentação no tempo da seca. Tudo isso exige uma atenção para seguir a receita e ter o melhor resultado possível ao fim da safra.

 

Sanidade animal

O dia de fechar o gado exige planejamento. Se a sua equipe de hoje não conta com o número ideal de pessoas, contrate por dia. Pesquise na região a indicação de bons profissionais que topam trabalhar por dia. Neste caso, seria para auxiliar a fechar o gado, aplicar vacinas, vermífugos e até mesmo pesar.

O acompanhamento diário do rebanho todo dia socorre animais que se encontram em situações de risco como atolamentos, presos em cercas, feridos por animais peçonhentos ou até por conflitos entre eles. Ainda, quando bovinos apresentam comportamento fora do normal como apatia, deitados por muito tempo e falta de apetite, podem estar doentes. Quanto mais cedo o diagnóstico, as chances de tratamento e cura são maiores.

 

Limpeza

A limpeza da propriedade é diária e uma atividade que não pode ficar de fora. Excesso de fezes, lama, retirada de lixo do pasto, manutenção da sede e do curral, lavagem do bebedouro e do cocho estão na lista.

Cada propriedade tem uma estrutura e realidades diferentes, então, monte o planejamento de limpeza de acordo com a sua experiência.

 

Procedimentos em novos animais da propriedade e bezerros

Logo que um bezerro nasce na propriedade, alguns procedimentos precisam ser programados como cura do umbigo, consumo do colostro, expulsão da placenta pela vaca. Tudo isso precisa de mão de obra para acompanhamento.

A marcação do gado em animais novos e recém chegados na propriedade é outro manejo que necessita de mais de uma pessoa. Mesmo que o processo de identificação seja por brincos eletrônicos, a aplicação exige cuidados para evitar infecções e uso de instrumentos específicos.

 

Manutenção do pasto e da estrutura

Se a propriedade atuar no sistema a pasto, atuar com um calendário é indicado. Limpeza, aplicação de adubo, herbicida, eliminar plantas invasoras, ervas daninhas, infestação de cigarrinhas e cupins. Esses são alguns exemplos. Temos também a manutenção da cerca e de estruturas dos cochos e currais para evitar acidentes.

 

Divisão das tarefas na lida do gado

 

Não importa quantos trabalhadores rurais a propriedade tenha. Todos precisam ter tarefas distribuídas de forma igual. Dessa forma, nenhum fica sobrecarregado e outro sem ter o que fazer. Para isso, organize uma rotina de agenda semanal de distribuição de tarefas. Faça reuniões no começo da semana para indicar o que precisa ser feito e até como realizá-las, caso os profissionais sejam iniciantes.

Sempre que puder, acompanhe a tarefa de cada um. Caso identifique algum problema, converse individualmente com a pessoa a ponto de corrigir o problema a tempo.

Se necessário, faça uma agenda individual com a atividade por dia, incluindo o período. Por exemplo:

  • 8h – tocar o gado para o pasto;
  • 9h – vistoria do rebanho;
  • 10h – horário de abastecimento de cocho da cria;
  • 11h – limpeza do bebedouro;
  • 11h30 – visita ao pasto-maternidade;
  • 12h – almoço.

 

Contratação de trabalhadores rurais para a lida do gado

 

A contratação dos trabalhadores rurais é por CLT, conhecido como carteira assinada, com todos os direitos trabalhistas como FGTS, INSS, férias, entre outros.

Antes do primeiro dia de trabalho, tenha o contrato já redigido. Peça apoio para uma empresa de contabilidade para preenchimento. Data de entrada, salário, número de horas trabalhadas, folgas, férias, tarefas atribuídas precisam constar nesse documento importante.

Antes da reforma trabalhista aprovada em 2017, a rotina diária era de 8 horas por dia, com 44 horas semanais. Hoje, pode ser de 12h com 36h de descanso, respeitando limite de 44h semanais (ou 48h com 4h extras) e 220h mensais. O descanso que antes era entre 1h e 2h, agora pode ser intercalado, desde que no mínimo de 30 minutos. 

Estabeleça uma rotina de trabalho e um quadro de folgas antecipado. Tenha muito bem estipulada a função de cada um, assim como o horário de entrada, saída e sobre o uso das instalações.

Dependendo do acordo e função, muitas propriedades oferecem moradia e alimentação. Caso sejam descontados em folha, cada um desses itens não pode ultrapassar 25% do salário.

 

trabalhadores rurais na pecuária
Os trabalhadores rurais na pecuária melhoram o manejo ao executarem as atividades planejadas por períodos. – Foto: Rubens Ferreira/@fofodeboi

Contratação por dia

Cada região tem um preço a ser cobrado por dia. Verifique para ficar na média. E sempre consulte sua planilha de contas antes da contratação para checar se tem dinheiro em caixa para o pagamento. E lembre-se que esse tipo de contratação também exige um contrato específico.

Se você ainda não sabe como preencher uma planilha de contas, te ensinamos no link: Como preencher uma planilha de controle de gado?

 

Como fidelizar trabalhadores rurais?

 

Estabelecer metas dá um direcionamento melhor para a equipe e uma motivação extra para melhorar o trabalho a cada dia. Essa meta pode ser por quilos de leite ou por quilos do gado. Por exemplo, até determinado mês, o gado em terminação deverá atingir 450 quilos.

Implemente premiações. Os trabalhadores que baterem a meta e se tornarem destaque serão premiados. Algumas sugestões: aparelhos de celular, televisão ou outros eletrônicos. Caso não tenha dinheiro em caixa, inclua folgas extras como premiação. A equipe toda se uniu e se esforçou para um melhor resultado? Que tal um churrasco no fim do mês? Seria uma forma de agradecimento e comemoração pelo esforço daquele período.

Com a retomada dos eventos de agronegócio, leve a equipe para aprender o que há de novo no setor. Em abril, teremos a Agrishow em Ribeirão Preto. Se você tem mulheres na sua equipe, o Congresso Mulheres do Agro, será em novembro, na cidade de São Paulo e muitos outros que estão retornando com o formato presencial.

 

Referências:

LEI N 5.889, de junho de 1973. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos.
Agronegócio emprega 1 de cada 3 trabalhadores do Brasil. ACRIMAT, 01/06/2021.
Agro é responsável por quase 20% da população empregada no Brasil. Cana Rural, 11/09/2019.
Saiba como a reforma trabalhista muda o dia a dia no campo. Canal Rural, 05/03/2019.

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

×