Gado europeu e sua adaptação no Brasil

O clima da Europa é totalmente diferente do Brasil. Primeiro, estamos em hemisférios opostos. E a maioria dos países de lá não é tropical, e tem fortes nevadas no inverno. Porém, mesmo com essa diferenciação, criar gado europeu no Brasil é um desafio.

Com as temperaturas inversas e a pastagem, pela caracterização do solo, o gado europeu em clima tropical pode sofrer. Além disso, pode não se adaptar pela diferença de ambiente.

Para começar, nosso verão, com chuvas, e inverno seco são totalmente ao contrário. Nesse último, os parasitas como carrapatos, moscas, bernes são muito frequentes. Ainda, o pasto não tem fertilidade suficiente para se manter nutritivo devido a seca.

Já em regiões com clima temperado, como países do Hemisfério Norte, as alterações são diferentes e o gado europeu, geneticamente, está adaptado para esse clima.

 

gado europeu - Gado europeu e sua adaptação no Brasil
Gado europeu pode não se adaptar no Brasil devido a diferença de clima e pastagem. – Foto: Reprodução Internet

Genótipo x ambiente do gado europeu

 

O genótipo x ambiente é aplicado quando animais de outros ambientes são transferidos para outros, fora do seu habitat. Portanto, quanto maior a diferença do genótipo e do ambiente, separadamente, maior a dificuldade de adaptabilidade desses animais. Contudo, muitos produtores realizam cruzamentos genéticos para tentar uma maior qualidade na produção. Todavia, ainda não há resultados que comprovam os benefícios.

 

Não pare seus conhecimentos aqui, amigo produtor! Confira a dica As melhores raças para gado de corte: e-book grátis

 
Boi Saúde Logo Preto - Gado europeu e sua adaptação no Brasil

Raças de Corte:
Conheça as raças de gado mais populares no Brasil!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*