fbpx

Pecuária: 7 dicas para reverter a perda de dinheiro

 
banner banner
 

Dizem por aí que rasgar dinheiro é coisa de gente doida. Porém, muitas propriedades rurais perdem dinheiro em um piscar de olhos com tarefas e atividades que não fazem sentido ou que são feitas em um momento quando o fluxo de caixa está à beira do vermelho. Se você se encontra nessa situação, entenda aqui como melhorar sua pecuária, eliminando erros e cortando gastos que causam impacto negativo na sua produção.

Aposto que você já teve a sensação de que poderia estar ganhando mais dinheiro. Por isso, analisar alguns pontos dentro e fora da lida, melhoram a renda e proporcionam mais grana ao fim do mês na sua conta.

Implemente algumas dicas simples e que farão a diferença em pouco tempo no caixa da sua propriedade.

 

 

Neste conteúdo, você terá acesso aos temas:

 

 

7 dicas para reverter a perda de dinheiro na pecuária

 

1 – Mantenha o fluxo de caixa atualizado

Sei que tem muita gente aqui que vive adiando essa tarefa. Mas é um divisor de águas na saúde financeira da sua propriedade. Mesmo que você esteja com o saldo positivo no banco, não significa que não está perdendo dinheiro na pecuária.

Sempre tem algumas ações extras para aumentar a economia e dar aquela margem de segurança e até mesmo proporcionar melhorias que aumentem a produtividade.

Você sabe o quanto pagou de luz nos últimos três meses? Ou até mesmo de água? Quando se tem uma média mensal, o controle fica mais fácil para em tempos de gastos desenfreados, tomar uma ação. Por exemplo, a água veio R$ 100 a mais, mesmo sem o aumento do consumo? Então, bora checar o que está acontecendo.

Esse controle serve para entender onde seu dinheiro suado está indo. Coloque na agenda a atualização de uma planilha de contas uma vez por semana, pelo menos, ou sempre que fizer uma compra grande fora da rotina, como uma promoção imperdível de insumos para a ração.

Tire um tempo por mês (uma hora basta) para analisar essas contas. O mês foi melhor ou pior que o anterior? Houve mais gasto ou mais rendimento? Como resultado, você terá mais condições de traças metas e objetivos mais assertivos e evitar o pior: atrasos

 


banner banner
 

 

2 – Corte todos os gastos extras

Muitas vezes, temos alguns hábitos que consomem e muito nosso caixa sem a gente nem perceber. Por isso é importante detalhar tudo na planilha indicada acima.

Por exemplo, sabe aquele churrascada com os funcionários do fim de semana ou no fim de cada mês? Você já parou para somar o quanto gasta? Por mais que seja simples, vai custo com carvão, carne, bebida. Mesmo que seja um momento para aliviar o estresse e relaxar, quando a situação está difícil, precisa ser cortada.

A vida adulta exige sacrifícios e saber dosar momentos é o ideal. A equipe poderá usufruir de muitos momentos futuros. Assim que tudo estiver no azul, terá motivos para comemorar com uma alta produtividade.

Outro custo extra que muitas vezes não percebemos é com o combustível. Ir até a cidade para tarefas picadas vai deixando o tanque cada vez mais vazio. Reúna tudo o que tem que fazer em um único dia: ir ao mercado, passar no veterinário para comprar um medicamento, ir ao banco, na cooperativa, enfim.

E sobre os medicamentos, fique de olho na data de validade. Nada de comprar grande quantidade em promoção sem olhar quando ficará inválido para o uso. E não compre nada sem necessidade.

 

3 – Sua propriedade está em bom estado?

Quando depreciada, a propriedade perde valor. E não só o imóvel em si, mas todos os itens utilizados na produção do gado. Cuide bem de toda a estrutura (curral, pasto, galpão) e maquinários (trator, tronco mecânico, cochos) para que você consiga produzir mais bovinos em menos espaço.

E quando a manutenção está em dia, os custos de reparos de uma hora para outra são raros, reduzindo assim gastos inesperados no caixa.

  • Para o pasto, adubo e fertilizantes, limpeza de ervas daninhas, cupins e plantas tóxicas;
  • No curral, manutenção de tábuas e cercas;
  • Sobre os veículos, revisão em dia como troca de óleo, pneus, filtros, entre outros itens que preservam o funcionamento.

 

4 – Produza sua própria ração e sal para a pecuária

Comprar pronta ou produzir na propriedade? Só você poderá tomar essa decisão sobre o que é melhor para a propriedade. Alguns preferem produzir para ter a certeza do que estão oferecendo, reduzir os gastos e se programar melhor para a seca.

A produção não demanda de muito tempo e de grande quantidade de ingredientes. Sem contar que ter uma ração para cada fase, melhora os resultados, a engorda e a qualidade do produto final.

Existem diversos tipos de receita para ração

E de sal:

 


banner banner
 

 

5 – Economize água e luz

Você pode até rir lendo essa dica. Porém, a conta de água leva muito dinheiro para o ralo quando não bem controlada. E, dependendo da estrutura da propriedade, é possível economizar e utilizar até mesmo água da chuva para lavar galpões.

Utilizar máquinas de pressão para lavar a sala de ordenha e o curral quando necessário, reduz a quantidade de água. E no momento da limpeza, nada de deixar a torneira aberta.

Caso tenha lavoura na propriedade, faça a irrigação à noite ou nos períodos mais frescos do dia. Dessa forma, a água não sofrerá vaporização, sendo absorvida pela terra.

Sobre a luz, ao utilizar telhas transparentes, o tempo de aproveitamento da claridade do dia é maior. Alguns lugares indicados são uma parte do escritório e área de descanso. Tome cuidado com os locais de armazenamento de ração e medicamentos. Esses devem ter proteção contra raios solares para evitar danos à composição.

 

pecuária
Saber cortar gastos melhor o lucro da sua pecuária. – Foto: Fazenda Nova Jurema

6 – Acompanhe o valor da arroba

Saber vender na melhor época da pecuária, aquela de alta da arroba, te garante um lucro extra. Negociar o gado quando a procura está maior que a oferta mais que cobrir os custos e investimentos da produção, te dá uma margem de lucro acima do esperado.

Por isso, todo o processo de criação de gado precisa de atenção e cuidado para que chegue na fase da terminação com bom resultado. E mais ainda, que todo o trabalho tenha realmente um viés econômico satisfatório.

Existem diversos sites e entidades renomadas que divulgam esse dado todos os dias, inclusive a Boi Saúde. Então, coloque na sua agenda que todos os dias, uma das primeiras tarefas é saber a cotação da arroba.

 

7 – Tenha uma gestão equilibrada na pecuária

Gastar mais do que ganha ou ter um bom fluxo de caixa e não pensar no amanhã são situações equivalentes. Como o preço da arroba do boi flutua de acordo com o mercado e fatores internos e externos é bom sempre ter uma reserva.

Passamos por um período inesperado que atingiu o mundo todo, como a pandemia da Covid-19, mas estamos sujeitos a muitos outros acontecimentos que podem impactar diretamente o consumo e produção de carne.

Por isso, se a sua pecuária vai muito bem, controle-se nos gastos extras. Queremos que você alcance o sucesso que deseja e que proporcione todo o conforto que sua família e funcionários merecem. Mas faça tudo com os pés no chão. Com consciência e paciência, alcançamos vôos cada vez mais altos.

Para mais dicas sobre produtividade na pecuária, acesse nosso canal de vídeos gratuitos: Boi Saúde no YouTube.

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

×