Registro de gado genealógico

Por que investir no registro de gado? Parece que não, mas a genética interfere muito na qualidade dos bovinos.

Por isso, essa dica é direcionada aos produtores que atuam com reprodução nas propriedades. E também aos que ficam à frente das negociações. Ou seja, na compra e venda.

Aproveite o período das águas e boas compras!

Para começar, vamos explicar:

 

O que é um registro de gado?

É um documento que comprova a origem daquele bovino. E é feito de acordo com a raça e a genética.

As associações representativas de raças bovinas são as responsáveis pela emissão do documento. Porém, esse registro que são delegados pelo MAPA.

Acima de tudo, lembre-se que o maior bem de um pecuarista é a qualidade do seu rebanho. Não importa o número de cabeças.

 

Mais perguntas e respostas

Posso confiar no documento? Sim. Todas as associações que emitem os registros devem ser credenciadas pelo Ministério. Esse órgão federal realiza auditorias periódicas. O foco é conferir a autenticidade das ações. Ainda, manter a qualidade dos registros.

Todos os animais são registrados? Infelizmente não. O processo de registro é feito cautelosamente. Acontece por uma inspeção técnica credenciada pela Associação responsável pela raça do bovino.

Quais animais estão aptos a receber o registro? Aqueles que seguem as características físicas. Além das aptidões de acordo com a raça. Entretanto, a avaliação segue critérios específicos como aparelho reprodutor, desenvolvimento, morfologia, entre outros.

Posso investir em um animal registrado para melhorar a genética do meu plantel? Com certeza. Os animais registrados geneticamente são os que têm garantia comprovada. Ou seja, irão melhorar a genética do seu rebanho. Isso acontece, a partir da reprodução. Por exemplo, o ideal é ter o casal, touro e a matriz com registros. Dessa forma, a genética estará completamente garantida. E você terá um novo plantel geneticamente satisfatório.

Por falar em reprodução, confira as dicas sobre o tema:

 

Como tirar o registro do meu gado?

Se ele é puro de origem, basta acionar a associação representativa da raça. Em primeiro lugar, ela será responsável pela inspeção. Geralmente, no site de cada uma já tem instruções sobre como proceder. No entanto, cada raça tem um procedimento específico.

Algumas exigem teste de DNA e/ou a tipagem sanguínea. Para concluir, servem para comprovar a pureza.

As associações fazem um ótimo trabalho e tem um manual do criador. Dependendo da raça, há categorias de registro. Principalmente para gado de corte e de leite. Além disso, machos e fêmeas têm registros diferentes.

Saiba mais sobre raças de gado:

registro genealogico gado - Registro de gado genealógico
Registro para gado garante a qualidade genética do rebanho. – Foto: LeiloesAbre

 

Compra e venda

 

Os animais registrados são mais caros? Sim, mas por um motivo benéfico. Você tem comprovações de que aquele bovino tem a qualidade genética exposta pelo vendedor. Seja em leilões, seja em transações comerciais particulares. Em outras palavras, muitos produtores que não são ainda reconhecidos no mercado, podem comprovar a qualidade da genética por meio do registro.

Vou comprar novos animais. Devo exigir o registro? Sim. É o comprovante da qualidade dos bovinos que serão comercializados. Portanto, reflita que esses animais integrarão seu plantel. E ainda terão a genética transmitida aos futuros bovinos, a partir da reprodução. Ou seja, o registro genealógico de gado garante a boa procedência genética do animal. O produtor tem 100% de garantia sobre a procedência daquele bovino, depois disso. Isso, proporciona segurança no momento da negociação. Além da tranquilidade de adquirir uma boa genética.

Impactos da genética:

 

Tipos de registro de gado

 

Existem dois tipos mais comuns de certificado. Principalmente para as raças zebuinas:

PO (Puros de Origem): animais reconhecidos com genealogia de duas gerações, no mínimo, de acordo com a raça. Para resumir, essas duas gerações podem ser do lado paterno ou materno.

CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção): foi criado pelo MAPA para aumento da produtividade com foco no melhoramento genético. Só animais com seleção genética recebem este tipo de certificado. Além disso, precisam atender as características mínimas da raça. No documento, o comprador pode encontrar a identificação do animal. Além da genética, genealogia. E registro junto ao MAPA.

Posteriormente, para saber os passos de como fazer o registro genealógico dos seus animais, siga as instruções do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

 

Gostou dessa dica? Compartilhe com seus amigos. 

Não pare seus conhecimentos aqui, amigo produtor! Confira a dica A silagem substitui o pasto?

E não deixe de conferir nosso canal de vídeos. Lá, toda semana uma nova dica é publicada. Acesse: Boi Saúde no YouTube.

 

 
Ração para Gado de Leite - Registro de gado genealógicoRação para Gado de Leite mobile - Registro de gado genealógico
 

4 pensou em “Registro de gado genealógico”

  1. Bom dia, sou novo no ramo de gado de leite estou aprendendo muito com as suas publicações.
    Estou fornecendo ração cítrica para as vacas devo misturar quirera na ração ou continuar fornecendo pura

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Valdir, obrigado pela pergunta, sugiro que envie um e-mail para “contato@boisaude.com.br” para que possa obter uma resposta completa! Continue nos acompanhando, abraços!

  2. Ola! Obrigado por compartilhar! Excelente artigo.

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá, obrigado pelo elogio, continue nos acompanhando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*