Reprodução de gado de corte: a escolha da vaca

O bom resultado da reprodução de gado de corte depende da qualidade das matrizes envolvidas no processo.

Ao notar a necessidade de se adquirir novos animais, você sabe como escolher as melhores matrizes para melhorar o seu plantel?

Algumas características são fundamentais para ter novos bovinos com o desempenho esperado ou até mesmo superar as expectativas.

Nesta dica, você vai aprender como escolher a vaca ideal para a reprodução de gado de corte. Fique com a Boi Saúde, que a sua produtividade será cada vez maior.

Um único touro é capaz de cobrir entre 25 e 30 vacas. Com o desenvolvimento e crescimento de uma propriedade, a necessidade de aumentar os animais direcionados à reprodução pode surgir.

E não basta comprar a vaca do primeiro vendedor que aparece na sua porta. É preciso ter cautela e estar atento aos mínimos sinais.

Lembre-se que toda a carga genética daquele animal será transmitida aos novos que irão compor seu rebanho.

 

A vaca certa para reprodução de gado de corte 

 

A vaca certa, amigos pecuaristas, é mais que aquela que atende as suas necessidades. Isso significa que não basta gerar um bezerro por ano.

É preciso ir além de um manejo especial e adequado em todo o processo, além da estação de monta.

Essas sim são as garantias para que as matrizes produzam animais com desempenho acima da média e fazer com que sua propriedade se destaque no mercado.

Como atingir essa meta? Basta seguir as dicas abaixo ao escolher uma vaca de cria:

  • Avalie o escore corporal dela. É possível recuperar o escore com alimentação e suplementação no cocho. Porém, dependendo da sua intenção, se for para inserir de imediato na estação de monta, é preciso que ela esteja em plenas condições de gerar um bezerro. Saiba com fazer essa avaliação: Matrizes bovinas: como avaliar o escore corporal?;
  • As ancas não podem ser muito estreitas para evitar problemas no parto;
  • Avalie as condições físicas como olhos, pelagem, couro. Todos devem estar em boas condições e indicar sinais positivos de saúde.
  • Identificar sinais de doenças, como a mastite, pode te livrar de sérios problemas. Confira: Mastite em vacas: o que é, como tratar e prevenir;
  • A genética é fator muito importante. Não deixe de se aprofundar mais e saber sobre o registro genealógico.

 

reprodução de gado de corte 1024x682 - Reprodução de gado de corte: a escolha da vaca
Reprodução de gado de corte: a escolha da vaca – Foto: Fazenda Santa Nice.

Melhore o desempenho da reprodução de gado de corte

 

Agora que você já sabe como escolher uma boa vaca de cria, não basta comprá-la e inserir a matriz no pasto.

É aqui que todo o trabalho começa. Além do escore corporal que precisa ser avaliado, é preciso mantê-lo em condições ideais, não apenas próximo ao período de reprodução.

Manter o cocho bem abastecidos com nutrientes e ingredientes de qualidade e que, além de alimentar, mantém o organismo e o aparelho reprodutivo em pleno funcionamento.

Confira nossa receita: Ração para vacas de cria. 

 

Outros complementos 

 

Não esqueça do bem-estar animal. Vacas estressadas produzem menos. E os touros também.

O estresse pode ser de vários tipos, desde o resultado de uma lida com violência, até a exposição ao calor e ao frio.

A estação de monta deve ser planejada preferencialmente nas águas: Estação de monta: quais são os meses certos.

Quer uma explicação? Nas águas, o gado está recuperado da seca e há pasto suficiente para manter a alimentação durante a gestação.

Quando os bezerros nascem na seca, estão mais protegidos contra doenças e parasitas: Qual a melhor época para o nascimento de bezerro?.

Não esqueça de manter boas instalações no pasto-maternidade. Ali, as vacas darão a luz e passarão os primeiros dias com a nova cria: Pasto-maternidade: conheça as instalações.

 

Confira mais conteúdos sobre o tema: 

 

 
Total Corte Premium - Reprodução de gado de corte: a escolha da vacaTotal Corte Premium mobile - Reprodução de gado de corte: a escolha da vaca
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*