Vaca de primeira cria é investimento na pecuária?

É a matriz de cria que define o futuro da propriedade. Então, nesta dica você entenderá se a vaca de primeira cria se é um investimento potencial na pecuária.

 

 

A vaca de cria é encarada como prejuízo e alta demanda de mão de obra. Realmente esses animais precisam consumir uma grande quantidade de alimentação o ano todo.

Mas é a vaca de cria que define como será o gado de corte e de leite que será oferecido pela propriedade.

O produtor tem que se preocupar com o manejo eficiente desse animal. O investimento precisa ser feito na hora correta e utilizar um sêmen de boa qualidade.

Essa categoria merece atenção especial no plantel.  Os cuidados vão muito além da escolha do sêmen.

O parto, assim como os períodos que o antecedem e são subsequentes, requer manejo exclusivo, como a alimentação diferenciada. A falta de cuidados podem resultar em cio irregular, má-formação do feto, e nesses casos, o prejuízo ao produtor é grande.

O que é a vaca de primeira cria? 

Vaca de primeira cria é aquela que nunca foi montada e que está prestes a ser inserida na reprodução da propriedade.

Não importa seu método, estação de monta natural ou IATF, mantenha sempre a saúde dessa jovem matriz em dia.

Desde a fase de novilha, oferecer nutrição no cocho reforça e garante a formação de um bezerro saudável. E ainda, evita problemas no parto que vamos abordar mais abaixo.

Nesta fase de novilha e já como vaca de cria, dispense no cocho ração que terá um retorno na prenhez.

Entenda que o resultado de uma vaca com bezerro é muito mais que a alimentação. Os cuidados com doenças também tem grande importância. Ofereça o melhor capim da propriedade e planeje a reprodução para a época das águas.

Com pastagem à vontade, as vacas ficam bem mais nutridas. E os bezerros nascem na época da seca, quando as chances de serem atacados por parasitas é bem menor.

 

 

vaca de primeira cria
Vaca de cria deve ter atenção especial. – Foto: Reprodução Internet

 

Durante a gestação, separe a vaca de cria dos demais. A nutrição tem que ser adaptada a ela e o manejo será eficiente.

Outro ponto positivo do isolamento, o produtor terá a garantia que o animal está fazendo uso de alimentação exclusiva para ele.

Após o sétimo mês de gestação, a vaca prenha demanda do consumo maior de proteína.

O período pré-parto é caracterizado pelos 60 dias antes do nascimento do bezerro.

 

Evite problemas no parto desde a primeira cria 

Para evitar problemas no parto, a prevenção deve ser feita da melhor forma. Inclusive, sempre pensando no bem-estar animal que evita sofrimento e também garante uma qualidade de vida adequada para a matriz e também ao bezerro.

Primeiro, seleciona as vacas que estão adequadas para a monta e o parto. Faça uma avaliação meses antes da estação. Dessa forma, terá tempo de recuperar alguma, caso necessário.

Essa recuperação é feito com suplementos, como a virginiamicina. Esse aditivo promove grandes benefícios para as vacas de primeira cria. E com a saúde em dia, problemas como retenção de placenta e distocia bovina são evitadas.

Para entender a gravidade de cada um desses problemas, acesse:

Para mais dicas e aumentar seu lucro na pecuária, acesse nosso canal: Boi Saúde no YouTube.

 
banner banner
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*