fbpx

O que é silagem: quando e como preparar para a seca?

 
banner banner
 

Para as propriedades que não se planejam, a seca traz grandes perdas. A mais impactante é a do peso do gado. Chegar nas águas com o gado gordo, forte e saudável é sempre uma luta, pois ao passar pelo período sem pasto, o pecuarista se desdobra para manter o gado alimentado e ainda, com uma engorda progressiva. Mas existe salvação e hoje, você aprenderá o que é silagem e como esse formato de alimentação poderá salvar toda a sua safra.

 

 

Neste conteúdo, você terá acesso aos temas:

 

 

O que é silagem?

 

A silagem é uma alimentação para animais, produzida com diversas matérias primas, conservadas por meio da fermentação, que preserva o valor nutritivo. Considerada um alimento volumoso, é muito utilizada na criação de bovinos.

A mais comum é a silagem de forragem, porém, existem silagem de milho, cana, caroço de algodão, sorgo, mandioca, entre outros.

 

Para que serve?

 

A silagem é uma alternativa de alimentação muito utilizada na seca. Com a falta de pasto, oferecer a silagem direto no cocho facilita a vida do produtor, ao substituí-lo.

Muitas propriedades iniciam a produção nas águas, quando há quantidade suficiente para a pastagem e também para que o gado não fique um único dia com o cocho vazio na seca.

Quando o armazenamento é feito de forma correta, não implica a produção de última hora, atrasando as demais tarefas. Até porque existe o tempo de fermentação no silo, que veremos mais abaixo, sendo um processo fundamental para garantir e preservar a qualidade da alimentação.

Para preservar os nutrientes por mais tempo, o uso de inoculante é indicado. Ao utilizar esse produto, a qualidade nutricional não é perdida, permitindo assim, uma maior produção. Saiba mais: Preciso usar inoculante para silagem de capim?

A quantidade de inoculante vai depender do número de animais que você tem na propriedade. Para que você se programe, anote o consumo:

  • Para silagem de milho, calcule o consumo de 1,2 a 1,7% do peso vivo por dia. Um animal de 400 quilos consome entre 15 e 25 kg por dia de silagem;

Quando fica com fome e não há o que comer no cocho ou no pasto, o gado busca alimento para matar a fome. Essa situação é um risco, pois quando consome elementos não próprios, como lixo, por exemplo. As chances de contrair doenças graves, como o botulismo, são altas, além de outras doenças. Então, produza sempre a quantidade de acordo com o número de cabeças.

 

Como preparar a silagem para seca?

 

O modo de preparo depende muito da matéria prima que você escolherá como base.

Para o milho, tem um ponto de colheita específico, que é quando atinge o ponto de 30% de matéria seca. Já no caso do capim elefante, é necessário picá-lo entre 2 e 3 cm. O corte deve ser feito entre 60 e 70 dias após o plantio, com altura de 1,8m. 

Para saber o preparo de cada uma, acesse:

 

o que é silagem
Entender o que é silagem e saber quando produzi-la, promove economia e boa produtividade na seca. – Foto: Fazenda dos Lobos

Como aumentar a engorda do gado com silagem?

 

A silagem sozinha faz o trabalho de alimentar o gado. Entretanto, você pode melhorar o resultado, proporcionando ganho de peso, mesmo durante a seca.

Acrescentar grãos, farelos e em um cocho a parte, oferecer sal proteinado com ureia, evita a perda de peso e, dependendo do manejo como um todo, garante o ganho de arrobas que você planejou no começo do ano. 

Aprenda a fazer o sal proteinado na propriedade:

 


banner banner
 

A ureia pode ser inserida diretamente na silagem de milho e de capim elefante com o objetivo de aumentar o valor nutritivo e ainda, facilitar o processo de fermentação. Ou ainda, em um cocho a parte com sal proteinado. Por ser uma fonte de nitrogênio de baixo custo, traz bons resultados ao evitar que o gado não perca peso. 

No caso do uso da ureia, tome os cuidados necessários para evitar a intoxicação: Tudo sobre ureia para bovinos: confira os cuidados.

Outros ingredientes podem ser acrescentados na silagem, com as seguintes proporções:

  • Ureia: 0,5% (no caso do milho ou capim-elefante),
  • Melaço ou fubá: 3 a 5% (esses dois também no caso da silagem de capim elefante. 

 

Silos

 

Os silos são reservatórios para conservar a silagem. Existem vários formatos, sendo o silo de trincheira um dos mais comuns.

Você pode construir o seu na propriedade ou até mesmo comprar pronto, caso o volume de produção seja alto. O importante é que tenha proteção contra sol e chuva.

Inclusive é ali que acontece todo o processo de fermentação. Recomenda-se que seja aberto 30 dias após o fechamento e no momento de servi-la ao gado. Comece a retirada do material de cima para baixo para preservar o que não será retirado e utilizado no momento.

Não retire volume maior do que o necessário, ou seja, apenas o que será servido no mesmo dia no cocho. As partes que apresentarem coloração diferenciada e até mesmo mofadas, devem ser descartadas.

 

Esse conteúdo tirou suas dúvidas? Além do blog, acesse nosso canal de vídeos, com conteúdo atualizado toda semana sobre pecuária: Boi Saúde no YouTube.

 

Referência 

SILOS, SILAGEM E ENSILAGEM. Embrapa Gado de corte divulga, Campo Grande, MS, 14 fev. 1995 nº 02. 

Silagem para suprir a escassez de pasto. Embrapa

É hora de abrir o silo. Embrapa.

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

×