Gado mestiço impacta minha produção de leite?

O gado mestiço é o resultado do cruzamento de várias raças leiteiras. Será que o resultado final melhora a produção, amigo produtor?

Ao ler esta dica, você vai saber o que é o gado mestiço, como atua na produção de leite e se tem chances de ter boa produtividade na sua propriedade.

Se essas são suas dúvidas sobre o tema, continue com a gente!

Bom, ter uma raça que tenha um alto desempenho leiteiro é muito importante. Ainda, mais quando ela se adapta a nossa região. Como o Brasil tem um clima tropical, mas algumas características por região, fique atento na sua escolha.

Vários fatores são responsáveis pela produção de leite e a escolha do gado é uma delas.

Então, vamos conhecer mais sobre o gado mestiço nas próximas linhas.

 

O que é gado mestiço? 

 

Quando raças consideradas puras, de origem da Europa com uma de origem indiana, são cruzadas, nascem animais considerados gado mestiço.

Por exemplo, quando as raças holandesas, Pardo-Suíça, Jersey são cruzadas com Gir, Guzerá, Indubrasil, Sindi ou Nelore, resultam no gado mestiço.

Quer saber qual o cruzamento mais comum?

A raça holandesa com a Gir, que resulta na Girolando. Já ouviu falar sobre ela?

Aqui mesmo no blog, você encontra mais detalhes sobre ela: Por que escolher o gado girolando para produção de leite?

Outras opções de gado mestiço são a nerolando, cruzamento de Nelore com Holandês. E Guzelando, também holandês com a guzerá.

 

gado mestiço
A Girolando é um exemplo de gado mestiço. – Foto: GirolandoMang

Como ter uma alta produtividade leiteira

 

O que realmente impacta a sua produtividade vai além da raça escolhida.

A partir do momento que uma propriedade toma a decisão de investir em uma produção de leite, precisa se adequar.

Confira se a sua está adequada: Estrutura adequada para fazenda de vaca leiteira.

Em primeiro lugar, ter uma estrutura física adequada. Curral, sala de ordenha, armazenamento do leite.

Em segundo lugar, manter a qualidade do leite sempre em alta. Afinal, ter um produto acima da média, garante uma concorrência dos fornecedores.

Para se alcançar essa meta, basta seguir alguns protocolos básicos. Esses, você saberá a seguir.

 

Não importa a raça, foque em um manejo adequado

 

Além de ter uma boa sala de ordenha, mantenha a higiene impecável. Quando um espaço tem acúmulo de fezes, moscas, insetos, as vacas estão sujeitos a desenvolverem várias doenças. Entre elas, a mastite.

Por isso, atenção redobrada nesse quesito. As vacinas também é outro processo que precisa ser seguido de forma rigorosa.

Agora, a alimentação não pode ficar para trás. Você já refletiu que o que você oferece no cocho é o resultado da qualidade do seu leite?

Portanto, confira como fazer um preparo que atenda toda a necessidade das suas vacas leiteiras: Ração para gado de leite: aprenda como fazer.

 

Se o seu assunto de interesse são as raças, não deixe de ler também:

 

Continue com a Boi Saúde. Além do blog, temos dicas em formato de vídeo para melhorar sua pecuária de leite. Se você atua com pecuária de corte, irá encontrar muito conteúdo também. Acesse nosso canal: Boi Saúde no YouTube.

 

Referência:

Sistema de produção de leite (Zona da Mata Atlântica). Embrapa.

 
banner banner
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*