Recria: perguntas e respostas

Criar gado é uma tarefa que exige dedicação e cuidados diários. Como o bovino é um animal que têm diferentes fases, de acordo com a idade e com o peso, cada uma delas demanda necessidades para ter um desempenho adequado. E nesta dica, a fase da recria é o nosso foco!

O que é recria? É a fase mais extensa do gado de corte. Com duração de 12 meses, a recria tem início no desmame e vai até quase a fase de acabamento e terminação desses animais. Geralmente, a última fase acontece quando os animais estão com o peso vivo de 350 quilos. Além disso, a recria é uma fase com o grande desafio de ganhar sete arrobas por animal.

Pode ser feita a pasto e no confinamento? Os dois métodos tem resultados satisfatórios. Por isso, cabe ao produtor decidir de acordo com seu tipo de produção.

 

 

Alimentação na fase de recria

 

Tem uma ração mais indicada? Para conquistar esse resultado, uma receita de ração para recria baseada em 18% de proteína que pode ser servida em cochos na pastagem é a solução.

Os ingredientes são:

  • milho moído;
  • farelo de soja;
  • ureia;
  • sulfato de amônia;
  • bicarbonato de cálcio;
  • virginiamicina.

Está em dúvida sobre o que oferecer? Confira uma receita de ração própria para a fase: Receita de ração para recria. 

Como deve ser o cocho para essa ração? O cocho onde será servida essa mistura precisa ter 40 centímetros linear por animal. Por ser uma ração para recria que contém um bom consumo, é necessário um cocho que não limite o alcance de todos os bovinos. Assim, todos os animais terão acesso. Com essa ação, a efetividade da receita terá o sucesso esperado pelo produtor e demais tratadores da propriedade.

E mais que oferecer uma boa ração, o consumo precisa ser analisado para checar se a engorda está de acordo com a expectativa: Como medir o escore de cocho?

 

Recria proporciona engorda rápida ao produtor
Recria proporciona engorda rápida ao produtor. – Foto: Reprodução Internet

Nutrição

 

É preciso complementar a ração com suplementos? Sim, super necessário. Já que a recria é uma fase de engorda rápida, só a ração mais o pasto não são suficientes. Esses suplementos, como a virginiamicina, também contribuem para evitar doenças como acidose ruminal e timpanismo, que afetam o trato digestivo.

Existe alguma raça indicada para a fase? Deve ser própria para o corte, que se adapte ao clima tropical do Brasil. Mas, principalmente, à sua região: Conhecendo um pouco mais das raças de gado da pecuária brasileira.

O vermífugo faz parte da rotina? O vermífugo faz parte da lista de cuidados na recria, já que elimina os parasitas que causam perda de peso e danificam o couro do animal. Outro fator causado pelos parasitas, é a má impressão estética. Pois, gado com esse aspecto tem baixo valor comercial por aparentar mau cuidado. Confira: Protocolo de vermifugação de bovinos

Qual o impacto da virginiamicina?  Estudos indicam aumento de 15% do peso vivo ao mês. Esse composto é uma tecnologia que permite ao animal uma melhor performance dentro das condições oferecidas pelo produtor e com entrega de um bom resultado. Ainda, melhora a imunidade. Se você ainda não conhece esse suplemento, não deixe de clicar: Uso da Virginiamicina na fase de engorda de bovinos de corte.

 

Pasto

 

Posso inserir animais em outras fases no mesmo pasto? Não. Um pasto intermediário também precisa ser separado onde será mantido animais para recria e engorda com alimentação específica para cada estação do ano.

As pastagens precisam ser como? Divida os pastos da propriedade em piquetes. Sabe-se que apenas 5% dos parasitas estão nos animais e 95% nas pastagens. Então, com o pastejo rotacionado, você diminui as chances de contágio dos parasitas.

Qual a melhor época para iniciar a recria? No começo das águas, entre meados de setembro, começo de outubro. Trabalhando essa primeira época das águas, chegará a seca e você fará o descarte dos animais no segundo período das águas, ou seja, esses animais não passarão por uma segunda seca, que traz prejuízos para a qualidade da pastagem para o gado.

E a seca exige cuidados redobrados:

 

Período da seca X recria

 

Fique atento ao período da seca. As pastagens costumam perder os nutrientes naturais por falta de chuvas.

Então, os sais mineral e proteinado entram como grandes aliados na nutrição bovina no cocho. A seca é muito temida.

Porém, com suplementação adequada é possível prevenir a perda de peso e o rendimento de carcaça.  É preciso se precaver o ano todo.

O que posso oferecer durante o período? Oferecer um preparado com boas taxas de proteína faz com que o gado não perca peso, o que impede a perda de vitaminas, fraqueza, entre outras doenças desenvolvidas a partir de parasitas internos, que podem afetar diretamente a produção final e causar grande impacto negativo em todo o processo de trabalho, além de afetar o lucro.

O sal proteinado é importante? O sal proteinado nada mais é que um suplemento enriquecido com proteínas, que além desse macronutriente, oferece minerais complementares para manter ou repor a deficiência no organismo do animal como: cálcio, ferro, zinco, fósforo, vitaminas A e E, entre outros.

A deficiência mineral causa um quadro de sintomas gerais no gado. Isso afeta diretamente o dia a dia do animal.

Portanto, o uso do sal proteinado como alimentação na seca reforça nutrientes perdidos em períodos de temperaturas baixas para que o rebanho não tenha perda de peso e nutrientes necessários para uma boa saúde.

Quer saber mais? 

E então, amigo produtor, essa dica contribuiu para a sua produção? Complemente os conteúdos do blog com as nossas dicas em vídeo: Boi Saúde no YouTube. Te esperamos por lá!

 
banner banner
 

10 pensou em “Recria: perguntas e respostas”

  1. Tom Guimarães disse:

    Boa tarde Jose Carlos , para aproveitar a oferta de frete grátis , comprei a vargemicina a três meses atrás . Queria uma dica de como engordar garrotes confinados , no que diz respeito a alimentação ,qual idade compro os garrotes , quanto tempo chega a hora do descarte , qual tabela devo utilizar para essa fase , minha propriedade não é muito grande , ela é em torno de 17 ha , mais tenho muita água , tenho capineira de corte e cana de açúcar , posso também fazer piquetes de pastagens de pisoteio , que inclusive queria que você me desse uma dica dos tamanhos dos mesmos . Espero que seja viável , pois é um sonho meu fazer essa engorda . Quero comprar os garrotes aqui nas propriedades vizinhas ou distantes . Fico no aguardo de sua resposta . Tem condições de falar pelo WhatsApp . Quando comprei a vargemicina , falei com uma moça e ela disse que teria condições de ficar dando orientações e acompanhamento , mais perdi esse contato em outro telefone

  2. Júlio César disse:

    Boa noite, tudo bem? Deixa te perguntar qual seria a quantidade dos ingredientes de cada item dito para bezerros de apartação, e para bois. Deu pra ver os itens, mas não tem quantidade. Obrigado

  3. LUCIANO PINHEIRO GARCIA disse:

    Posso continuar fornecendo proteinado quando o gado de recria estiver em pasto nativo de Jaraguá, qual tipo de proteinado seria mais específico, com ou sem uréia?

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Luciano, obrigado pela pergunta, sugiro que envie um e-mail para “contato@boisaude.com.br” para que possa obter uma resposta completa! Continue nos acompanhando, abraços!

  4. anderson de lima alexandre disse:

    bom dia,alem do pasto no final do dia e bom da um trato no cocho com capim e um supremento?

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Anderson, é sim, para receber sugestão de alimentação, contate-nos pelo WhatsApp através do link a seguir: https://bit.ly/2z0RSdC

  5. Tom Guimarães disse:

    Quanto tempo depois de misturados a virgianicida aos ingredientes podemos fornecer aos animais ?

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Tom, obrigado por nos acompanhar, você pode misturar e já servir, sem problemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*