Uso da Virginiamicina na fase de engorda de bovinos de corte

Gostou? Compartilhe!

Na pecuária, toda ajuda é muito bem-vinda. Principalmente, quando se trata da fase de engorda de bovinos de corte. Muitos produtores sabem que apenas o pasto não garante o ganho de peso, principalmente pela qualidade da forrageira depender de fatores externos. Por isso, a alternativa mais fácil e viável de manejo é implementar uma estratégia nutricional com uso da virginiamicina.

Esse nome soa como desconhecido para você? Tudo bem, amigo produtor. Não se preocupe!

Afinal, essa é a nossa proposta na dica de hoje da Boi Saúde. Vamos te explicar o que é esse composto e como auxilia na engorda.

No final do texto, não deixe de comentar o que achou das dicas. Caso tenha alguma dúvida, escreva pra gente também, combinado?

Então, vamos começar?

 

O que é virginiamicina? 

 

Promover uma pecuária eficiente é a meta de todo produtor que deseja obter cada vez mais lucro. E para isso, não tem como fugir do uso da tecnologia. Claro que o maquinário e os aplicativos estão cada vez mais evidentes no mundo do agro. Mas a tecnologia que estamos citando aqui é utilizada diretamente no cocho.

Em primeiro lugar, a virginiamicina é um aditivo antibiótico que auxilia o gado a absorver nutrientes de forma efetiva, o que garante um maior acúmulo de energia, resultado em boas arrobas. O uso pode ser potencializado na recria, quando o desafio para ganho de peso é maior.

Segundo a Phibro Nutrição Animal, a partir do uso da virginiamicina na fase de engorda de bovinos de corte (recria e terminação), o ganho adicional chega a 136 gramas por dia, na suplementação a pasto, com redução de idade para o abate.

Caso esteja se questionando sobre o custo, por aumentar a produção de arrobas por hectare por ano, há um retorno financeiro positivo na atividade pecuária.

 

Uso da Virginiamicina na fase de engorda de bovinos de corte
Uso da Virginiamicina na fase de engorda de bovinos de corte. – Foto: Pixabay

Nutrição na fase de engorda de bovinos de corte 

 

Em segundo lugar, a virginiamicina pode ser utilizada em todas as épocas, seca ou águas. Inclusive, o uso é recomendado o ano todo, pois assim não haverá possibilidade de perda ou estagnação de ganho de peso, que é sempre crescente. Assim, na entressafra, seus bovinos estarão de acordo com a exigência do mercado, ao atender a demanda dos fornecedores.

 

Receitas para recria e terminação 

 

Contudo, os produtores adeptos do método Boi 777, no qual se mantém uma engorda de sete arrobas a cada fase, cria, recria e terminação, podem usar da virginiamicina em todas elas. Afinal, o uso é seguro e aprovado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Até bezerros podem consumi-la.

Para potencializar cada fase de engorda de bovinos de corte, a Boi Saúde oferece gratuitamente, receitas com ingredientes de fácil acesso e também sem muito trabalho no manejo.

Clique AQUI para obter a receita para recria.

Se você ainda não sabe em qual fase está seu gado, confira uma tabela que irá te auxiliar na estratégia nutricional de engorda e também com o controle sanitário:  Fase do gado de corte: saiba como classificá-la.

Contudo, te convidamos para conhecer nosso canal no YouTube. São diversos vídeos com dicas sobre produção de gado e outros temas atuais do nosso agro. Toda semana, uma nova dica é publicada focada sempre te proporcionar maior produtividade.

Acesse agora e desfrute de todo material já disponível: Boi Saúde no YouTube.

Esperamos que essa dica tenha sido uma fonte de informação e conhecimento para seu negócio.

Nos vemos na próxima dica. Então, até lá!

 
banner banner
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*