Raças de gado de corte com mais desempenho

Gostou? Compartilhe!

No momento de decidir qual raça adotar, alguns fatores precisam ser levados em conta. O clima e a região são apenas alguns deles. Afinal, o desempenho das raças de gado de corte importa e faz toda a diferença na sua produtividade.

E desde já, fica o alerta. Mais que investir nas raças de gado de corte que têm mais desempenho, uma boa pecuária se faz de detalhes.

Portanto, é a soma de um conjunto que resulta em um lucro cada vez maior.

Aqui mesmo no blog, você encontra várias dicas para solucionar problemas e ter um rendimento acima da média.

A escolha da raça certa é um dos primeiros passos. Portanto, indicamos a leitura deste conteúdo. E caso tenha alguma dúvida, escreva um comentário ao fim do texto.

 

Raças de gado de corte com mais desempenho

 

Nelore 

Não tem como abordar raças de gado de corte com bom desempenho e não citar a Nelore.

Muito adaptada ao clima brasileiro, a raça que veio da Índia domina 80% do nosso rebanho nacional. Pela semelhança nas condições do tempo, a produção tem resultados acima da média.

Está concentrado na região Centro-Oeste, uma das mais quentes e secas do Brasil.

O foco da criação é gado de corte. A carcaça tem valorização no mercado, sem contar na qualidade da carne com índice de gordura adequado para o consumo.

Para saber mais detalhes, acesse: Por que o gado nelore é o mais produzido no Brasil?

 

bovinos de corte2
Exemplar da raça Nelore. – Foto: Rubens Ferreira/@fotodeboi

Angus

O seu foco é produzir carne nobre? Então, inclua a Angus entre as raças de gado de corte para a sua propriedade.

Diferente da Nelore, a Angus se dá muito bem em regiões mais frias. A origem é a Europa. Tanto que o rebanho no país se concentra no Sul e Sudeste.

A carne é muito suculenta. Esse resultado se deve a gordura na fibra muscular. Além disso, garante maciez. Sabe aquela carne com marmoreio? Então, a raça é uma das responsáveis.

Hoje, existe um programa que qualifica os produtores que seguem uma série de requisitos para uma carne de alta qualidade.

A orientação com mais informações, você encontra aqui: Como adquirir o selo de carne angus certificada.

 

Brahman

Outra raça que se dá muito bem em regiões com altas temperaturas. A resistência a parasitas é um ponto positivo na produção.

Os machos chegam a 540 quilos. Uma projeção considerada grande na pecuária. Ainda mais na fase de terminação.

Sobre as fêmeas, alcançam até os 20 anos de idade com possibilidade de reprodução.

Além de carne, também tem aptidão para produção de leite.

Se essa é a sua raça, leia mais detalhes: Gado Brahman: ótimo investimento para gado de corte

 

Brangus

Outra opção de carne com marmoreio. Muito procurada pelo mercado e butiques que comercializam carnes nobres.

O cruzamento entre Aberdeen e Brahman resultou na Brangus, que é de origem americana, sendo considerada uma raça sintética.

O rendimento da carcaça é considerado alto. Chega a 60%. Um ótimo resultado, não é mesmo?

A propriedade que escolhe a raça Brangus tem outras opções de comércio, além da carne. A venda de sêmen é outro mercado que atende à demanda da pecuária no Brasil.

Com um rebanho crescente, tem mais de 400 animais registrados.

Compare as raças de gado de corte aqui:  Angus e brangus: conheça a diferença entre as raças.

 

raças de gado de corte
Raça tabapuã. – Foto: Fazenda Água Milagrosa

Tabapuã

Uma das raças de gado de corte que tem origem no Brasil! A Tabapuã está ganhando o cenário nacional cada vez mais.

Além de ser um belo animal, se a sua produção tem o confinamento como método, por exemplo, é uma das raças para sua lista.

O touro Tabapuã é considerado o zebu brasileiro, com grande porte.

Além disso, é uma raça para dupla aptidão. Não produz apenas carne considerada de qualidade. O leite também entra no quesito produtividade.

Se produzido em condições adequadas, atinge o abate aos 30 meses. Isso inclui alimentação, suplementação, prevenção de doenças e bem-estar animal.

Saiba mais: Tabapuã: zebu brasileiro ideal para confinamento.

 

Guzerá 

Uma raça zebuína que rende bovinos de grande porte. Os machos, quando bem nutridos, alcançam o peso de 950 quilos, por exemplo.

Além de atuar na produção de carne, a criação de reprodutores é uma alternativa econômica. Além das vendas de embriões. As vacas e os touros têm uma taxa de fertilidade bem alta.

Se a sua região sofre com a seca, a Guzerá é uma opção. Passa por esse período com resistência, sem grandes perdas de peso.

É outra raça que também tem aptidão para leite. Ou seja, se a sua criação for mista, insira na sua lista de opção.

Você obtém mais informações no link: Guzerá: o que você precisa saber para criar a raça.

 

Aprimore sua sabedoria 

 

Esses são apenas alguns exemplos de raças de gado de corte com desempenho. Ainda temos, a Gir, Girolando, Sindi, entre outras.

O importante é seguir os protocolos de uma pecuária que renda o lucro esperado, cobrindo os custos de produção.

Para isso, mantenha todas as atividades em dia. Desde oferecer um pasto de qualidade, uma ração balanceada no cocho, nutrição e aditivos, vacinas e bem-estar animal.

Tudo isso garante uma pecuária de sucesso.

Por fim, quer aumentar seu conhecimento sobre raças? Temos um material exclusivo para nossos leitores. É só clicar e adquirir o seu grátis: A melhor raça de gado para corte para você.

O conteúdo sobre como conquistar maior produtividade na pecuária não para por aqui. Além das dicas em texto, temos um canal de vídeos. Lá, você encontra mais informação para ter muito sucesso na sua propriedade. Te esperamos: Boi Saúde no YouTube

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*