fbpx

Como avaliar a saúde do gado: cobertura de costelas, pelagem e fezes

Saber como avaliar a saúde do gado além dos dias da pesagem te dá margem para alterar a estratégia nutricional, melhorando o desempenho e não deixando com que o tempo e dinheiro investidos na lida escoam por água abaixo.

Não é apenas no momento de compra que o gado precisa ser avaliado. Em certos períodos, o rebanho precisa passar por uma avaliação para evitar problemas de saúde e até mesmo identificá-los logo no início, evitando prejuízos e proporcionando um bem-estar animal adequado.

A medição da engorda do gado pode ir muito além da balança. Muitas propriedades que não tem estrutura suficiente para fechar o gado exclusivamente para a pesagem, conseguem fazer uma avaliação visual sobre como anda o ganho de arrobas.

Aqui sempre reforçamos sobre a importância de acompanhar o desenvolvimento do gado todos os dias. O monitoramento a pasto e também nas baias de confinamento de gado indica como está o comportamento dos bovinos e quando o produtor se depara com algo fora do comum, tem condições de agir rápido e e prevenir graves situações.

 

Por que e como avaliar a saúde do gado

Quando não está evoluindo bem, o animal apresenta alguns sinais físicos que podem ser avaliados a olho nu. A princípio, o produtor consegue identificar que algo não vai bem e abrindo uma investigação mais a fundo com apoio de profissionais veterinários e zootecnistas terá condições de salvar o animal e reverter os prejuízos.

Alguns problemas podem ser mais leves e mais fáceis de reverter, como falta de vitaminas com um pequeno ajuste no sal mineral oferecido no cocho para gado e outros podem ser um pouco mais graves e merecem uma atenção maior.

Agora, imagine, você investir em ração, suplementos, mão de obra, sanidade animal e só no fim da safra se dar conta que o peso do gado não rendeu o suficiente para a venda? Todo o esforço, dedicação e grana investidos serão em vão.

Já que te convencemos a fazer a avaliação da saúde do gado mesmo fora da data da pesagem, chegou o momento de te ensinar como fazer. Pedimos uma atenção especial, pois o futuro da sua propriedade tem chances de melhorar e muito após essa leitura. E não esqueça de compartilhar tudo o que aprender aqui com seus colegas. Quanto mais gado de qualidade, mais forte nosso agro fica!

Cobertura de costelas do gado 

A cobertura de costelas é um dos principais indicativos de saúde, desempenho e engorda do gado. Essa avaliação pode ser feita no rebanho da própria propriedade, mas também no momento de compra. Dessa forma, o produtor terá condições de saber o estado de saúde do gado e, caso siga em frente com o negócio, terá consciência da necessidade de uma recuperação daquele escore.

Caquético ou emaciado

Há total visibilidade das quatro costelas ficando visíveis. Sabe aquela aparência que consideramos “pele e osso”, se encaixa bem nesse escore.

Magro

As costelas têm pouca cobertura e os ossos estão bem salientes. A pele tem aparência de esticada.

Médio 

As costelas ficam quase cobertas. Nem totalmente invisíveis, mas também não aparentes por completo. A camada de gordura ainda não está presente e a pele apresenta flexibilidade.

Gordo 

Os músculos apresentam boa cobertura e com duas costelas cobertas, mas aparentemente visíveis, com apresentação de gordura na causa.

Obeso

Todas as coletas ficam cobertas, até as partes mais salientes do esqueleto, com apresentação de camadas de gordura na base da causa e no peito. Esse ponto é o ideal para bovinos na fase de terminação, quando estão bem próximo ao abate.

 


banner banner
 

Como avaliar a pelagem do gado 

Os pelos do gado também indicam a saúde e condições dos animais. Quando estão sem vida, brilho e opacos, apontam que há falta de cuidados na alimentação e também nos demais processos da lida.

Quando os pelos do bovino estão lisos ou ásperos, verifique como está a nutrição, o consumo de forragem e também de sal. As vitaminas são essenciais para manter o rebanho em condições ideais de saúde. Quando estão em condições anormais, os pelos indicam algumas doenças não só de pele.

Quando estão arrepiados, por exemplo, podem indicar intoxicação de bovinos por samambaia. Crespo e sem brilhos é sintoma de rebanho com vermes.

A condição mais ideal é a brilhante. Cada raça tem características diferentes, como espessura e cor. Porém, o estado que indica um bovino nutrido, saudável e com apresentação de bom desempenho, são pelos brilhantes, principalmente quando contrastado com o sol.

Como_avaliar_a_saúde_do_gado
Saber como avaliar a saúde do gado pela pelagem indica boa produtividade. Foto: Nelore Qualificado.

Escore das fezes do gado

Além das costelas e pelagem, as fezes são outro indicativo de doenças. Desde a fase da cria, o produtor precisa ficar atento aos dejetos do bovino para acompanhar o desenvolvimento do animal. A diarreia, por exemplo, é comum nos primeiros dias de vida do animal, mas quando prolongada, prejudica o desenvolvimento do animal que ainda está adquirindo imunidade. Um simples soro caseiro para bovinos já resolve o problema quando não é grave.

Quando as fezes são encontradas esbranquiçadas e com traços de sangue, é preciso abrir uma investigação: Diarreia em bezerros deve ser eliminada: saiba como. 

Em bovinos adultos, a análise das fezes, conhecido também como escore, deve entrar na rotina da lida. Não precisa ser todos os dias, mas caso se depare com os excrementos em formatos irregulares, passe a acompanhar para saber se é de apenas um animal ou de um grupo e quais são eles para isolamento.

O ideal é que a avaliação seja feita em estado ainda fresco para maior precisão das condições atuais das fezes.

O escore das fezes do gado basicamente é classificado em cinco estados:

  1. Líquida
  2. Mole
  3. Pastosas
  4. Dura
O escore das fezes está entre os itens sobre como avaliar a saúde do gado.
O escore das fezes está entre os itens sobre como avaliar a saúde do gado.

Confira as características de cada uma delas:

Fezes líquida de gado 

Pouca fibra e alta concentração de grãos é o indicativo de fezes líquidas. Com isso, o produtor precisa ajustar a alimentação para que o intestino fique regulado e também evitar outras doenças como acidose e timpanismo.

Sempre que for trocar a alimentação ou inserir novos ingredientes, não esqueça de fazer uma transição. Quando trocado de um dia para outro, pode haver não só rejeição, mas causar desequilíbrio no muco, afetando o metabolismo e a ruminação.

Fezes bovinas em estado mole 

Nesse caso, o estado metabólico do animal não está indo bem. Isso significa que não está acontecendo um aproveitamento esperado do alimento servido no cocho. E até mesmo que a digestão não está funcionando da forma esperada. Ao se deparar com esse estado, busque estudar o que está oferecendo para buscar alternativas que melhorem a absorção dos nutrientes e não proporcione desconforto intestinal aos animais.

Fezes pastosas e firmes 

É o estado mais indicado, principalmente para animais em confinamento. Esse estado indica que a maior parte da alimentação foi aproveitada e convertida em energia para o gado.

Fezes duras 

É o contrário das fezes líquidas, indica que o gado não está consumindo proteínas suficientes para o equilíbrio. E assim como as fezes moles, também indicam que há alteração no estado metabólico.

Para resolver o problema, o sal proteinado é uma boa pedida, já que fornece o índice de proteína que o gado precisa, ainda mais na seca, quando a escassez é maior.

 


banner banner
 

Aumente ainda mais a produtividade da sua pecuária. Acesse nosso canal de vídeos e aprenda a evitar os principais erros que impedem a engorda do gado: Boi Saúde no YouTube. 

 

Referência

BIANCO, Igor. O que observar para avaliar o Desempenho do Animal a Pasto? Prodap, 2019.

Como avaliar as fezes no confinamento de gado e o que cada escore indica? Giro do Boi, 2021.

Escore da condição corporal e sua aplicação no manejo reprodutivo de ruminantes. Circular Técnica, 57. Embrapa Pecuária Sudeste, 1a edição on-line (2008)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

×