Capim para cavalo: qual é o ideal e o que deve ser evitado? 

Que o equino é um grande aliado da pecuária, todo produtor sabe. Mas existe um capim para cavalo que seja ideal?

Assim como os bovinos, os cavalos também tem as necessidades de nutrição. E o pasto é uma opção de fácil acesso. Além disso, de baixo custo.

E não se esqueça que além de um capim adequado, a ração também merece atenção. Confira uma sugestão de receita: Ração para equinos.

E agora, prepare-se! Vamos conhecer quais são os capins mais adequados. Além dos que devem ser evitados para os equinos.

 

Qual capim para cavalo é o ideal? 

 

Tifton: tem porte alto. As folhas são largas. E as cores são escuras. Está entre as espécies mais recomendadas para equinos. Tem bom uso para produção de feno.

Vaquero: se os seus cavalos atuam em pastejo contínuo, essa é a melhor opção. Pode ser utilizada para produção de feno. Assim como o controle de erosão do solo. É tolerante à seca. Produz boa quantidade de sementes.

Aries: oferece boa nutrição. Além disso, promove uma digestão considerada excelente. A variação de proteína bruta é entre 10 e 15%. Durante o ano, tem a capacidade de produzir de 18 a 20 toneladas de matéria seca por hectare.

Alfafa: muito nutritiva, é rica em nutrientes como proteína bruta, cálcio e fósforo. Esses elementos são essenciais para manter o organismo em funcionamento adequado. Tem condições de se adaptar a diversos tipos de clima e solo. A digestão é mais lenta, quando comparado com as gramíneas.

 

capim para cavalo 1024x707 - Capim para cavalo: qual é o ideal e o que deve ser evitado? 
Ao oferecer capim para cavalo, foque nas melhores espécies e evite as que podem causar problemas de saúde. – Foto: Boy Fotógrafo.

Cuidados com algumas espécies 

 

Existem muitas opções adequadas para cavalos. No entanto, há aquelas que não podem ser oferecidas por serem tóxicas. Ou seja, os animais, ao consumi-las podem não resistir.

Por exemplo, o capim massai. Essa forrageira conhecida por ter muitas folhas e poucos talos, deve ser oferecida com muita atenção.

Quando os cavalos consomem os talos em excesso do capim massai, há risco de constipação do intestino. Com isso, há possibilidade de desconforto e dor. Sem contar com a perda do animal, como já citamos acima.

Inclusive, saiba como proceder em caso de cólicas. Confira na dica: Cólicas em equinos são resolvidas com simples medidas.

Caso tenha essa espécie na sua propriedade, é possível oferecê-la. Basta dividir o piquete em até quatro partes. Dessa forma, ficará mais fácil de fazer o manejo para que os talos sempre fiquem abaixo das folhagens.

E por incrível que pareça, a braquiária também é outra espécie que necessita de cuidados. Esse tipo de forrageira não é palatável aos cavalos. E ainda pode provocar problemas de saúde. Entre eles, falta de cálcio e fotossenbilização.

Portanto, fique de olhos bem abertos sobre o local onde seus cavalos pastam.

 

A Boi Saúde tem mais conteúdo sobre equinos:

 

Para saber mais dicas sobre pecuária, acesse nosso canal: Boi Saúde no YouTube.

 
Referência:

Forrageira para equinos. Instituto de Zootecnia de São Paulo.

 
Ração para Equinos - Capim para cavalo: qual é o ideal e o que deve ser evitado? Ração para Equinos mobile - Capim para cavalo: qual é o ideal e o que deve ser evitado? 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*