fbpx

Vitamina para gado: quais são as principais e como oferecer

Gado magro, fraco e que fica doente com frequência? O foco do problema pode estar na falta de vitaminas. Assim como os minerais, a vitamina para gado cumpre um papel importante na manutenção do organismo, promovendo uma vida saudável e um desempenho de acordo com o planejamento da propriedade.

Cada vitamina tem uma função diferente e estão disponíveis em diversos meios de consumo: pasto, suplemento e ração e evitam doenças ao fortalecerem a saúde do animal.

 

Por que oferecer vitamina para gado? 

As vitaminas, assim como os minerais, atuam na regulação de diversos fatores do organismo. Na falta das principais, várias doenças se manifestam, desde as mais amenas até as mais graves. Com isso, manter uma nutrição adequada no cocho, enriquecida com vitaminas, evita a fraqueza e adoecimento repentino do rebanho.

As fontes das vitaminas são alimentos que formam a ração, forrageiras, dependendo da espécie e também os tipos de sal disponíveis na pecuária, como o mineral e o proteinado.

 


banner banner
 

Existem dois tipos de vitaminas, as hidrossolúveis, produzidas pelos microrganismos ruminais ou mesmo pelos animais, como a B12 e a super famosa vitamina C. Mas a Embrapa alerta que o foco de preocupação deve ser as vitaminas lipossolúveis, que mesmo algumas delas sendo produzidas pelo organismo, são necessárias na dieta com alimentos precursores.

vitamina para gado
A própria pastagem quando bem manejada é uma fonte de vitamina para gado. Foto: Tabapuã Junqueira Germano

Quais são as principais vitaminas para gado?

Vitamina A 

Para que serve: se você atua com reprodução, essa vitamina será sua melhor aliada pois atua no aparelho reprodutivo, ocasionando baixa taxa de ovulação e fecundação. A retenção de placenta é outro problema apresentado. Quando encontra-se em quantidade deficiente no organismo do animal, a vitamina A também causa problemas na pele, com pelos ásperos e nos olhos causando alteração na visão, principalmente na retina.

Onde encontrar: milho amarelo, forrageira verde, silagens e feno, porém em baixas quantidades reduzidas a partir do processamento.

 


banner banner
 

Vitamina D

Para que serve: atua na melhor absorção de dois elementos super importantes para a produtividade bovina, como o cálcio e o fósforo.

Onde encontrar: provém de plantas e também da exposição solar moderada. Muito cuidado com o excesso de sol devido ao estresse térmico e a requeima. O sol com moderação traz bons benefícios para absorção da vitamina D e também bem-estar dos animais.

Vitamina E

Para que serve: retarda o envelhecimento, e nas matrizes, com associação ao Selênio, reduz a mastite e os índices de infecção na glândula intramamária. Organismos deficientes de vitamina E desenvolve a doença do músculo branco, quando o músculo não se calcifica normalmente.

Onde encontrar: gérmen de trigo, sementes de oleaginosas, forragens verdes. No caso das forragens conservadas, o nível de vitamina E cai de acordo com o tempo de conservação e também de armazenamento.

Vitamina K 

Para que serve: a deficiência é muito difícil de ocorrer, pois atua diretamente com as proteínas no rúmen, além de evitar problemas hemorrágicos.

Onde encontrar: forragens verdes e bactérias ruminais.

 

Vitamina para bezerro 

Temos todas essas vitaminas disponíveis nas forrageiras, ração e suplementos, que são consumidos pelos bovinos adultos. Mas e quando os bezerros ficam fracos e precisam se recuperar?

Um soro já melhora e recupera o bezerro que apresenta desnutrição e algum tipo de fraqueza.

Soro para bezerro fraco
  • 1 litro de água;
  • 4 colheres de sopa de açúcar;
  • Meia colher de sopa de sal de cozinha;
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio;

Dosagem: quatro a sete litros desse soro por dia.

Modo de servir: em um balde, deixar ao lado do animal para que consuma aos poucos. Em casos mais graves de fraqueza, oferecer gentilmente com uma colher na boca do bezerro.

Deixe seu gado cada vez mais forte:

Referência

Suplementação vitamínica em vacas leiteiras de alta produção. Revista Cultivar, 2015.

Nutrição de bovinos de corte: fundamentos e aplicações / editores técnicos, Sérgio Raposo de Medeiros, Rodrigo da Costa Gomes, Davi José Bungenstab. — Brasília, DF : Embrapa, 2015. Capítulo 6. Minerais e vitaminas na nutrição de bovinos de corte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

×