Como usar sal proteinado com ureia

Gostou? Compartilhe!

O sal proteinado e a ureia são importantes na manutenção do peso do gado. Mas você sabe como utilizar corretamente o sal proteinado com ureia? Existe uma dosagem específica que garante a engorda e mantém o gado saudável. Portanto, te convidamos para ler o conteúdo até o final e assim ficar por dentro de qual é a dosagem ideal.

Antes, vamos entender a função de cada um desses componentes na saúde do gado:

A ureia para bovinos é um composto que mantém o peso com baixo custo e resultados bem interessantes. O uso da ureia para bovinos pode ser realizado em todas as épocas do ano, mas principalmente na seca, período que o solo fica pobre em nutrientes e o pasto não fornece as substâncias nutricionais necessárias para manter a saúde do animal, e consequentemente, continuar a engorda.

Já o sal proteinado é um componente que aperfeiçoa o aproveitamento dos nutrientes, reduz o tempo para o abate e promove excelentes resultados na pecuária de leite e corte. Além disso, evitar queda na produtividade. Por isso, o uso é necessário.

Nada mais é que um suplemento enriquecido com proteínas, que além desse macronutriente, oferece minerais complementares para manter ou repor a deficiência no organismo do animal como: cálcio, ferro, zinco, fósforo, vitaminas A e E, entre outros. A deficiência mineral causa um quadro de sintomas gerais no gado, que afeta diretamente o dia a dia do animal.

 

sal proteinado com ureia
Sal proteinado com ureia potencializa os resultados na pecuária. – Foto: Reprodução/Dinheiro Rural

Dosagem ideal de sal proteinado e ureia

 

A dosagem correta do sal proteinado é de um grama por quilo vivo do animal. Ao adicionar ureia, acrescente a proporção de 12% na mistura.

 

Cuidados

 

  • Não sirva ureia para bovinos famintos, que ficaram muito tempo sem acesso a algum tipo de alimentação por longos períodos, pois o consumo será muito grande de uma vez só. Ou seja, esse ato pode causar algum tipo de intoxicação;
  • O cocho precisa ser coberto. A ureia, quando em contato com a água, se torna tóxica, pois água da chuva pode estar contaminada;
  • Contudo, nunca use a ureia agrícola, apenas a pecuária. Mais de quatro mil bovinos morrem por ano no Brasil por intoxicação.

Por fim, quer potencializar o uso desse tipo de sal na seca? Acesse a dica: Sal proteinado na seca.

Esperamos que essa dica tenha sido uma fonte de informação e conhecimento para seu negócio. Mas a pergunta que não quer calar: você oferece sal proteinado com ureia aí na sua propriedade, amigo produtor?

Compartilhe sua experiência com a gente. Basta deixar aqui nos comentários. Vamos compartilhar conhecimento e fortalecer nosso agro!

Para complementar seus conhecimentos sobre esse e outros assuntos, te convidamos para conhecer o canal da Boi Saúde no YouTube.

Lá você encontra dicas e orientações do nosso consultor, José Carlos Ribeiro, em formato de vídeo. Tudo isso de forma gratuita! Acesse:  Boi Saúde no YouTube.

A cada semana tem um vídeo novo. Aproveite e se inscreva no canal e não perca nossas atualizações.

Nos vemos na próxima dica. Então, até lá!

 
banner banner
 

4 pensou em “Como usar sal proteinado com ureia”

  1. Guilherme Gonçalves disse:

    Boa tarde José Carlos
    A ureia limita consumo de proteinado?
    Ureia limita quantos %?
    Sal branco limita quantos %?

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Guilherme, obrigado pela pergunta, sugiro que envie um e-mail para “contato@boisaude.com.br” para que possa obter uma resposta completa! Continue nos acompanhando, abraços!

  2. Eduardo Bayer Neto disse:

    Boa noite! Poderiam me informar se é possível usar a silagem de grão úmido moído, no sal proteico energético, substituindo o milho seco moído? Pergunto, pois seria o “pulo do gato”, uma vez que o armazenamento do grão em silos é caro e melhorariamos o poder de compra no auge da safra.

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Eduardo, obrigado pela pergunta, sugiro que envie um e-mail para “contato@boisaude.com.br” para que possa obter uma resposta completa! Continue nos acompanhando, abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*