Manejo correto de bezerras: do nascimento a maturidade

Proporcionar cuidados na produção desde o nascimento é fundamental para se ter uma alta produtividade. No caso das vacas, será que existe uma forma de produção específica? Um dos nossos leitores nos enviou uma solicitação de dicas sobre o manejo correto de bezerras. E é claro que a Boi Saúde irá responder.

Não importa o tipo de produção: corte ou leite, os animais precisam ter um bom tratamento desde antes do nascimento. Isso começa lá na véspera da estação de monta, oferecendo uma boa alimentação, baseada em uma estratégia nutricional com cálcio e fósforo, que são essenciais para a formação do feto.

 

Manejo correto de bezerras

 

Nascimento 

Os cuidados com o novo animal começam aqui. A interação e intervenção entre homem e bezerro deve acontecer apenas após a matriz reconhecer a cria e terminar as lambidas das secreções. Porém, quando a vaca terminar, a limpeza da boca e narinas pode ser feita pelo tratador para auxiliar na mamada.

 

Desmama 

A época da desmama de novilhas pode acontecer entre os oito e nove meses de idade. A novilha precisa ter em torno de 90 quilos para que a desmama seja feita de forma saudável. A desmama é um procedimento bem estressante para o animal, assim como para a matriz. Existem vários métodos utilizados que possam diminuir esse sofrimento. O início do período da seca, no começo do outono, entre março e abril são os meses mais adequados para o processo.

 

Novilhas 

A criação de novilhas não é uma produção com muitos adeptos no Brasil. Quando feita de forma dedicada, proporciona boa produtividade e aumenta o plantel da propriedade consideravelmente. O ideal é oferecer uma ração de qualidade. Para adquirir sua receita, completamente gratuita, clique aqui.

 

Manejo correto de bezerras
Manejo correto de bezerras garante boa produtividade. – Foto: Pixabay

Alimentação

 

Entre a fase da desmama e o primeiro ano de vida, introduzir concentrados na alimentação eleva a possibilidade de aumento de peso de forma saudável. No oferecimento da alimentação, é preciso ter um cuidado específico, já que esse gado será produtor de leite futuramente. E como sempre falamos aqui no blog, seu produto é reflexo dos modos como você cria seus animais.

 

Alimentação com volumoso

O fubá de milho é um componente muito bom para gado de leite, podendo render até 15 litros por dia. Entre os ingredientes da receita estão fubá de milho, farelo de soja, ureia, sal mineral, monensina sódica ou virginiamicina e fosfato de cálcio. Ou seja, componentes fáceis de serem encontrados no mercado agropecuário. A ração deve ser servida em duas porções: pela manhã e à tarde. A pastagem deve ser de boa qualidade sempre. Se você ainda tem dúvidas sobre virginiamicina, acesse a dica: Virginiamicina: saiba tudo sobre o composto.

 

Alimentação com concentrado

A cana é uma ótima fonte de fibras longas em dietas de alto concentrado. Pode ser servida como bagaço, silagem ou in-natura. A cana é utilizada por ter uma quantidade de açúcar muito boa, o que dá energia para o gado. É um alimento que dá em qualquer solo brasileiro e você consegue plantar e colher 120 toneladas por hectare.

O grão de soja é uma ótima forma de alimento para vacas leiteiras. E como engorda para novilhos mestiços. Pesquisas indicam boa aceitação dos animais, sem prejuízos à saúde.

Já o farelo de soja é a fonte de proteína mais usada na pecuária brasileira, sendo utilizado unicamente nas rações. Quando seca, conhecida como resíduo de limpeza de soja, o grão passa a ter 20% de proteína bruta.

 

Suplementação

 

Nutrir um bovino desde o nascimento é o ideal para se ter uma produtividade de destaque na pecuária. Primeiramente com o colostro, depois a fase de introdução, até o oferecimento dos suplementos, a dosagem precisa ser adequada para garantir um bom desenvolvimento daquele bovino. E para manter um crescimento esperado, vamos te orientar sobre a quantidade de sal proteinado para bezerros.

Bezerras: O sal proteinado possui muitas variações de consumo, e vai depender da quantidade de proteína inserida. Como padrão, adota-se a dosagem de 1g/kg peso vivo, mas cada marca tem sua indicação de consumo pra atingir resultado esperado.

Novilhas: Estudos e pesquisadores indicam que mesmo com um bom pasto, a suplementação de novilhas é fundamental para que tenha um parto adequado, sem risco e que o bezerro nasça com as condições de saúde esperadas.

Desde a fase da desmama, a suplementação é exigida. Suprir nutrientes como cálcio e fósforo são essenciais para manter a sanidade animal, evitar parasitas e doenças graves.

Vitamina A, Vitamina D3, Vitamina E, Metionina, Baunilha, Antioxidante, Probiótico, Ferro, Cálcio, Magnésio são alguns exemplos que precisam estar na alimentação diária. Ainda, alguns produtores ficam em dúvida sobre a virginiamicina e a monensina sódica. Para saber a diferença entre as duas, acesse: Diferença entre monensina sódica e virginiamicina.

 

Primeira monta 

 

As novilhas têm participação cada vez maior na pecuária brasileira. Seja para aleitamento, seja como gado de corte. Ou até mesmo na reprodução. E os produtores que as utilizam nesse processo, precisam esperar o peso ideal para a primeira monta de novilhas.

O peso ideal para a primeira monta de novilhas é a partir dos 300 quilos. Este número não prejudica na gestação e  não sobrecarrega o organismo dessa nova matriz. Além disso, tem condições de formar um feto com condições normais de saúde, sem proporcionar prejuízos na propriedade.

A idade é um fator questionável. Já que o que a determina é a raça e as condições de saúde dessa novilha. A alimentação é um fator de extrema importância. As raças zebuínas como Nelore e Gir podem ter a primeira monta aos 30 meses de idade, por exemplo. Já as raças taurinas podem atingir essa maturidade sexual aos 12 meses, desde que alcancem o peso indicado. Entre as taurinas estão a Angus e a Hereford.

Ainda, durante a fase de recria dessas novilhas, que vai da fase da desmama até o parto, cuidados específicos precisam ser tomados. As novilhas que serão direcionadas para a reprodução devem ter o peso monitorado. Assim, evitará o acúmulo de gordura, principalmente nas mamas. Essa gordura impede uma boa amamentação do bezerro que será gerado.

 

Matrizes 

 

Hoje, o Brasil tem 65% de índice reprodutivo das matrizes. A cada ano, por média de 100 animais, 35 vacas de cria não reproduzem. Estima-se que o custo de cada uma é em torno de R$ 500 para a propriedade, com a soma de nutrição, mão de obra e outros. Se o gasto com uma única matriz é de R$ 500 ao ano, e ela não produz um bezerro, significa um grande prejuízo ao produtor.

Porém, é possível aumentar esse índice reprodutivo das matrizes de 65% para 80%, com qualidade e lucratividade nos negócios. O mercado é muito importante, porém é o produto oferecido que garante o valor no setor da pecuária.

 

Três pilares para aumentar o índice reprodutivo das matrizes

1- Nutrição: sais mineral e proteinado, mais uma boa pastagem e ração são indispensáveis para melhorar a fertilidade dessas matrizes;

2- Certifique-se sobre a qualidade do reprodutor da sua propriedade. Ou faça um bom investimento em inseminação artificial;

3- Prezar pelo bem-estar desse animal no dia a dia. Não utilize choques, espetos ou um manejo agressivo que cause estresse e traumatize essa vaca. Principalmente, as que já estejam prenhas.

Para complementar a dica, acesse: Como prevenir a retenção de placenta

 

Descarte 

 

Analise alguns sinais. Por exemplo, a partir dos 10 anos, a produção de leite diminui, mas outras características precisam ser observadas e podem auxiliar o produtor a decidir sobre o momento certo de descarte. Além disso, as vacas direcionadas ao corte podem chegar até os 12 anos. Esse é o tempo de vida útil delas.

Os pontos de decisão para o descarte são:

  • Quando falham em mais de uma estação de monta seguida. Mesmo quando a vaca não engravida em uma monta, não quer dizer que é improdutiva. Por isso, é aconselhável o produtor aguardar o período seguinte para o descarte, principalmente se o animal for novo;
  • Quando mesmo na estação de monta, entram no cio seguidamente;
  • Quando mesmo fértil, a vaca gera fetos que não vingam e que já nascem em óbito.
 
Boi Saúde Logo Preto - Manejo correto de bezerras: do nascimento a maturidade

Ração para Novilhas:
Receba grátis uma receita de ração para novilhas!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo