Manejo correto da pastagem

Não é só o gado que demanda de manejo, a pastagem também. Você sabe quais são os cuidados necessários para que o pasto esteja sempre com qualidade adequada para nutrir o gado? Aqui, vamos aprender como praticar o manejo correto da pastagem. E se tiver qualquer dúvida, insira nos comentários, combinado?

Que produtor não gosta de ver aquele pasto verde, com quantidade abundante e saudável? Acreditamos que todos, não é mesmo?

Há vários métodos para garantir pasto durante todo o ano. Mas a dica principal é mantê-lo sadio durante 12 meses seguidos. Muitos produtores se preocupam apenas quando está entrando na época da seca. Porém, a atenção precisa ser constante. É a única forma de se evitar prejuízos na engorda dos animais.

 

Limpeza 

 

Essa ação é de extrema importância. Além de acumular lixo e materiais que podem intoxicar o gado, não facilitará a presença de insetos e parasitas que causam sérias doenças ao gado. Faça sempre rondas para se manter vigilante. A lama também não deve ser acumulada no pasto. Se algum ponto está com poças e excesso de barros, elimine-os. Animais que consomem essa água podem adoecer. E ainda, a qualidade do pasto não é a mesmo, já que fica sem os nutrientes do solo.

 

Adubo 

 

A adubação tem um papel muito grande na produtividade da pecuária. Essencial para manter o pasto sadio, com bons elementos nutricionais, o adubo promove ganhos ao produtor. O adubo auxilia na correção e aumenta os nutrientes já existentes naquele pasto. Ainda, tem função de manter sempre a pastagem sadia, com o crescimento esperado. Para saber como fazer a adubação, clique: Como adubar o pasto.

 

Manejo correto da pastagem
Manejo correto da pastagem garante boa nutrição aos bovinos. – Foto: Pixabay

Altura da pastagem 

 

Não deixe a pastagem abaixo dos 20 centímetros, pois contém alta quantidade de verminose no solo. Com uma régua ou trena comum, você pode medir a altura do pasto e deixar os animais em pastos com a medida ideal que é de 50 a 60 centímetros.

Se na propriedade, o trabalho é feito com o capim mombaça, em um pastejo rotacionado e adubado, a altura ideal de entrada dos animais é de 90 centímetros. O rebanho consome até os 40 centímetros, tamanho ideal para recuperação sadia. O desafio do produtor é manter esse equilíbrio entre altura máxima e altura mínima.

A braquiária brizantha tem altura máxima de manejo em 40 cm, deve receber o primeiro pastejo entre 30 e 40 cm.

 

Manejo de pasto no período da seca

 

Existem diversas formas de prevenir a falta de pasto na seca. A maioria delas deve ser iniciada ainda no período das águas. Algumas são: feno-em-pé, irrigação e pastejo rotacionado.

Ainda, no início do outono, quando os pastos ainda estão verdes, deixe uma área reservada para o período crítico. Sem pastejo, o capim irá durar e poderá ser consumido durante a pior fase da seca. A Brachiaria está entre a indicação mais adequada para esse processo.

Um ponto importante é aderir a uma espécie de forrageira ideal para a sua região. No Sul, por exemplo, é necessário ter um pasto que resista a geadas no inverno e altas temperaturas no verão.

Para saber como manter o pasto com irrigação, acesse a dica:  Irrigação de pastagens é método simples para o pasto seco. 

 
Boi Saúde Logo Preto - Manejo correto da pastagem

Volumoso de Cana-de-Açúcar:
Nutrição e economia na propriedade!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo