Como lidar com a invasão de terra?

Gostou? Compartilhe!

Infelizmente, a invasão de terra é realidade em nosso país. Ainda mais por termos grandes áreas rurais isoladas, o que facilita esse tipo de ação. Diante da lentidão da reforma agrária brasileira, não é difícil encontrar produtores rurais que já tiveram a propriedade invadida. Por isso, vamos orientar sobre como lidar com invasão de terras.

 

 

Amigo produtor, se a sua propriedade for invadida, não reaja com violência. Não se precipite. Até porque, essa atitude pode provocar grandes desastres e conflitos judiciais. Sabemos que no momento, a reação pode ser inesperada. Por isso, mantenha a calma para evitar ao máximo ações que possam causar tragédias e tensão frequente.

 

Como lidar com a invasão de terra?
Como lidar com a invasão de terra? – Foto: Reprodução da Internet

Como lidar com invasão de terra

 

  • Se possível, tenha um laudo de produtividade da sua terra. Esse documento pode ser feito por um zootecnista, um engenheiro-agrônomo ou por um agente. De preferência, que seja ligada ao governo. Junte toda a documentação, leve ao seu advogado e entre com o pedido de reintegração de posse.
  • Caso algum dano seja promovido nas suas instalações durante a invasão, como perda de colheita ou morte de animal, o produtor pode pedir indenização aos invasores;
  • O ideal é demarcar toda a propriedade com cercas de boa qualidade. Não só servem como proteção, mas também dar caraterística de invasão. Caso sua propriedade tenha alguma marca ou símbolo, insira placas para identificação;
  • Nunca haja por contra própria. Acione as forças policiais locais e informe a invasão. Evite o confronto sozinho;
  • Consulte um advogado sobre como proceder nesses casos. Há situações em uma ordem judicial de desapropriação pode facilitar a evacuação do terreno.

Esperamos que essa dica ajuda a resolver um problema grave da melhor forma possível. Para ampliar seus conhecimentos, confira nosso conteúdo sobre Sucessão Familiar.

E caso tenha alguma dúvida, não deixe de inserir a pergunta nos comentários.

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*