Como engordar gado de corte? Confira 5 dicas

A principal meta de todo produtor de carne é manter uma engorda expressiva dos bovinos. Há diversas estratégias que podem ser inseridas na lida e que proporcionam o ganho de arrobas, mesmo na seca. Para que você tenha uma alta produtividade e alcance cada vez mais novos fornecedores, a Boi Saúde te ensinará cinco dicas sobre como engordar o gado de corte.

Primeiro de tudo, amigo produtor, vamos fazer uma análise sobre como está a sua lida e o que pode estar impactando nos seus resultados? Algumas ações do manejo são tão importantes que precisam ser aplicadas todos os dias.

Isso sem contar com a necessidade de toda estratégia sobre a manutenção da saúde dos animais, aliada a qualidade do produto que será oferecido. Separamos alguns pontos de atenção para que você os estude e analise.

 

Como estão os seguintes aspectos na sua propriedade?

 

  • Consumo da ração e dos suplementos no cocho. Você analisa se o consumo está de acordo com o necessário para manter a engorda diária? Se o gado não está consumindo a quantidade ideal para o ganho de peso, algo pode estar errado. Indicamos a leitura da dica:  Como medir o escore de cocho?
  • A água está em condições ideais de consumo, com bebedouros de fácil acesso? Para que não, mas a água é elemento principal para o ganho de peso. Atua no funcionamento do organismo e de todos os órgãos. O assunto é tão importante que preparamos orientações focadas nele: Consumo de água na pecuária: saiba o impacto;
  • Comportamento dos animais. Quando o gado demonstra apatia, não se alimenta e se locomove, pode estar em sofrimento. Aconselhamos a monitorar o gado diariamente e ao menor sinal de anormalidade, investigar as possíveis causas;
  • Bem-estar animal. Oferecer sombras para amenizar o calor excessivo, abrigo para chuvas, fechar o gado sem usar choques e espetos fazem parte de uma boa pecuária. Animal estressado não engorda e ainda, quando entra em situações de medo durante o transporte, pode escurecer a carne, ocasionando depreciação do produto no abate.

 

5 dicas sobre como engordar o gado de corte 

 

Fique atento ao seu pasto 

O pasto merece um manejo adequado e diário, assim como o gado. Por ser a principal fonte de engorda, ter em grande forrageira em quantidade ideal para alimentação do seu rebanho e em qualidade suficiente, requer alguns cuidados:

  • Fique atento a taxa de lotação: 100 animais por lote é o ideal para não haver falta de pasto e dar condições para a rebrota;
  • A limpeza deve ser contínua
  • Faça monitoramento para evitar as pragas que impactam a qualidade do pasto. Cupins, cigarrinhas, ervas daninhas são apenas alguns exemplos.
  • Os parasitas como carrapatos, moscas-do-estábulo, verminoses podem atingir o gado. Mas o tratamento pode ser feito a pasto. Confira: Tratamento de parasitas a pasto.

 

Como engordar gado de corte: Se programe para a seca 

Só de ler essa palavra, você fica desanimado? Muitos produtores se programam para que o gado não perca o peso no período e na entressafra, ficam sem condições de fazer a comercialização. Porém, é possível reverter esse quadro. Ainda no período das águas, estabeleça algumas ações focadas no período de estiagem daquele mesmo ano.  Nessa estratégia, o pecuarista pode incluir:

Construa um armazém adequado para armazenamento de silagem. Nas águas, você pode produzir silagem de forrageira e de grãos que estão com bons preços no mercado para a alimentação.

Para evitar danos, confira mais dicas: Quando se preparar para a seca: saiba como.

 

como engordar o gado de corte 1024x693 - Como engordar gado de corte? Confira 5 dicas
As dicas sobre como engordar gado de corte podem ser aplicadas nas águas e na seca. – Foto: Boy Fotógrafo

Nutrição e aditivos no cocho 

Quando o assunto é sobre como engordar o gado de corte, é impossível não citar a importância da nutrição e dos aditivos nesse período. Para começar, a preparação começa já nas águas. O oferecimento do sal mineral e do sal proteinado deve começar no período de engorda mais expressiva. Ao chegar na seca com o organismo protegido e com um peso acima da média, não sofrerá as consequências.

A virginiamicina é outro aliado do produtor. Seja na seca, seja nas águas, esse aditivo tem benefícios que proporcionam resultados além da balança. A acidose ruminal e laminite são apenas alguns exemplos. Esses dois problemas de saúde são prevenidos com o uso da virginiamicina no cocho que também potencializa a engorda ao facilitar, por meio do rúmen, a absorção dos nutrientes necessários para o gado de peso.

Caso tenha despertado interesse sobre o tema, clique na dica: Virginiamicina e a eficiência na alimentação de gado de corte.

 

Como engordar gado de corte: Ofereça rações balanceadas 

Além do pasto, oferecer alimentos equilibrados entre volumoso e concentrado proporcionam melhor ganho de peso. Só fique atento ao equilíbrio nas proporções entre energia e fibras para não ocasionar danos.

Se precisar de ajuda para elaborar as quantidades exatas, de acordo com a sua criação, a Boi Saúde oferece diversas receitas para atender a expectativa da sua produtividade: Receitas de rações para gado.

 

Evite doenças com a sanidade animal 

Animal doente causa prejuízos. Não apenas na engorda, mas dependendo da doença e do grau de contaminação, a propriedade pode até perder aquele bovino. É importante seguir o calendário sanitário e aplicar todas as vacinas obrigatórias. Mais que uma exigência legal, você assegura a qualidade do seu produto e a saúde dos consumidores do seu produto. Você se planejar com o seguinte material:  Calendário sanitário para bovinos: como planejar. 

 

E então, amigo produtor, o que você achou das nossas dicas sobre como engordar o gado de corte? Compartilhe com a gente nos comentários os desafios mais enfrentados na sua propriedade que nós iremos te auxiliar. Desejamos uma boa lida e muito sucesso na propriedade!

 
Total Corte Premium - Como engordar gado de corte? Confira 5 dicasTotal Corte Premium mobile - Como engordar gado de corte? Confira 5 dicas
 

2 pensou em “Como engordar gado de corte? Confira 5 dicas”

  1. Ótima matéria, gostaria de saber se a monensina usada no núcleo protéico, pode ser usado junto com a virginiamicina

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Elizandro, obrigado pela pergunta, para receber uma resposta completa, contate-nos pelo WhatsApp através do link a seguir: https://bit.ly/2z0RSdC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*