Tipos de capim: qual o melhor para a sua propriedade

Existem vários tipos de capim que atendam a demanda de engorda do boi criado à pasto.

Porém, como existem cinco regiões no país com climas diferentes, o ideal é que os pecuaristas escolham uma espécie que seja adequada ao solo.

Sem contar que existem necessidades diferentes entre tipos de capim para gado de corte e de leite.

Pensando na dificuldade de escolha, a Boi Saúde produziu essa dica para facilitar a sua pesquisa, sempre com foco em potencializar sua produtividade.

Continue a leitura das próximas linhas e tenha muito sucesso no seu negócio.

 

Por que escolher os tipos de capim? 

 

O capim é a principal base alimentar do gado, principalmente dos bovinos criados no regime à pasto e semi-confinamento.

Segundo a Embrapa, no Brasil, 95% do gado de corte é criado à pasto. E atender a demanda de toda essa produção, é preciso dedicação e atender todas as necessidades nutricionais.

Algumas espécies tem mais proteína, maior concentração de cálcio e fósforo que são essenciais para a saúde do bovino.

A escolha fica a critério da necessidade de nutrição do gado e a melhor que irá se adaptar ao seu solo.

E não podemos deixar de citar que mesmo com a pastagem ideal, é importante fazer o complemento no cocho com os sais e também suplementos que potencializam a engorda.

O fornecimento dessa complementação deve ser feito não só na seca, mas o ano todo.

O sal proteinado, por exemplo, pode ser oferecido sempre. Caso prefira fazer na sua propriedade, confira a receita: Como fazer sal proteinado para o gado: a receita. 

 

Tipos de capim para pasto 

 

Possivelmente, amigo pecuarista, você já ouvir esses nomes citados abaixo. Caso não os conheça, sem problemas. Você terá a oportunidade de obter conhecimento agora mesmo!

 

Braquiária 

É a espécie mais utilizada no Brasil, de acordo com a Embrapa. Existem mais de 90 tipos e é utilizada aqui no Brasil desde a década de 90.

Pode ser utilizada para pastejo de gado de corte e de leite. Tem boa adaptação em solos com alto teor de alumínio e baixo teor de fósforo e cálcio.

Outra característica é o alto teor de rebrota, alta taxa de cobertura e indicação para uso em áreas montanhosas.

A partir de manejo do pasto com fertilizante, promove produtividade esperada e até recomendada para gado de leite, porém, tem resultados já comprovados para gado de corte.

 

Mombaça 

Se adapta a diferentes tipos de solo, porém exige alta fertilidade. Caso esteja entre os tipos de capim da sua lista de escolha, sabia que é necessário ter investimento em fertilizantes.

A Embrapa recomenda o uso da adubação fosfatada.

A altura ideal para inserir os animais no piquete de capim mombaça deve ser 85 a 90 cm e retirados na altura de 40 a 50 cm.

Para o gado de corte proporciona ganho médio de peso, chegando a 700 quilos de peso vivo/ha/ano. Sem contar que tem resistência média a uma praga: as cigarrinhas.

 

tipos de capim 1 - Tipos de capim: qual o melhor para a sua propriedade
O Brasil tem diversos tipos de capim que atendem a necessidade de alimentação e nutrição do gado. – Foto: Mundo Sindi.

Capim-sudão – BRS Estribo

Tem boa indicação cobertura do solo e também para pastejo. Pode ser utilizada em propriedades que produzem leite e carne.

Entre as qualidades estão: produção em quantidade adequada, proporciona bom desempenho do animal, tem ótimo custo-benefício.

Existem experiências com resultados satisfatórios no Sul, mas também é utilizada em demais regiões como Norte, Centro-Oeste e até Nordeste, como sul da Bahia.

 

Panicum maximum – BRS Quênia

Desenvolvido pela Embrapa, com foco em atender a demanda do gado de corte, tem folhas macias e manejo fácil.

Na fase de avaliação no Acre e Mato Grosso do Sul, demonstrou um ganho de peso individual por área, em comparação com a Mombaça e a Tanzânia.

Por aumentar a produtividade animal, demanda de áreas menores e evita a aberturas de novas para para pastejo.

 

Feijão Guandu – BRS Mandarim

Se o seu solo tem baixa fertilidade, entre os tipos de capim, essa é a uma boa opção.

Além de alimentação animal, pode ser utilizada para outras finalidades, uma delas, recuperar pastagens degradadas.

 

Para saber outros tipos de capim, confira as dicas:

 

Manejo do pasto para uma boa produtividade 

 

Mesmo você escolhendo os tipos de capim que mais dão resultado na sua produção, o trabalho não para por aí.

A escolha da melhor forrageira é apenas o primeiro passo. Ao longo do ano, atividades de manutenção são essenciais para garantir um melhor aproveitamento.

Confira abaixo uma lista de ações que devem ser feitas para que o capim realmente tenha uma qualidade acima da média e proporciona a alimentação e engorda esperada:

 

1. Tipos de capim: Adubo e fertilização

 

2. Tipos de capim: Irrigação

 

3. Evitar parasitas como carrapatos e cupins

 

4. Monitorar para não degradar o solo

 

5. Calagem

 

6. Fazer análise do solo

 

7. Manejo dos tipos de capim

 

Cabe a Boi Saúde reforçar que a pecuária não é baseada apenas no capim.

Várias outras atividades e ações do dia a dia do manejo são essenciais para que sua produtividade seja de alta qualidade e de destaque no mercado.

Atuando com sanidade animal, evitando doenças, bem-estar, nutrição e suplementos no cocho, é possível conquistar o sonho de ser um grande produtor!

Para mais dicas, acesse nosso canal do YouTube. Se inscreva para receber as notificações das novidades publicadas toda semana: dicas de vídeo da Boi Saúde.

Referência:

Cultivar de capim-sudão – BRS Estribo. Embrapa, 2013.

Panicum maximum – BRS Quênia. Embrapa, 2017.

Feijão Guandu – BRS Mandarim. Embrapa, 2007.

XAVIER, D. F.BOTREL, M. de A.VILELA, D.E. Produção de leite em pastagens de braquiária. Embrapa, 2002.

Artigo: Manejo do capim-mombaça para períodos de águas e seca. Embrapa, 2014.

 
Boi 777 - Tipos de capim: qual o melhor para a sua propriedadeBoi 777 mobile - Tipos de capim: qual o melhor para a sua propriedade
 

4 pensou em “Tipos de capim: qual o melhor para a sua propriedade”

  1. Mario Gentile Dutra disse:

    Olá. Gostaria que comentasse sobre o BRS Kurumi e, se possível, comparando-o ao BRS Mombaça.

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Mario, obrigado pela sugestão, continue nos acompanhando!

  2. Marcos Paulo disse:

    Muito bom saber a cada dia as melhorias que podemos tomar …..

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Marcos, obrigado pelo comentário, continue nos acompanhando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*