fbpx

Como fazer a substituição de vacas de corte ao ano

Substituir o gado, principalmente matrizes que não estão mais em reprodução, é uma atitude que precisa ser feita pelo menos uma vez ao ano na propriedade. Por isso, vamos abordar como fazer a substituição de vacas de corte ao ano.

Em primeiro lugar o melhor momento para essa substituição é entre a confirmação da gestação e o início do período da seca. Esse último acontece entre o outono e o inverno brasileiro. Já a confirmação da gravidez é feita após a estação de monta. O profissional mais habilitado para essa confirmação é o veterinário, a partir de um toque retal. Nesse exame, é possível analisar se há modificações no útero com a presença do feto.

 

Entenda como fazer a substituição de vacas de corte ao ano
Entenda como fazer a substituição de vacas de corte ao ano. – Foto: Reprodução Internet

Como fazer a substituição de vacas de corte ao ano

 

Para a substituição, é indicada a seguinte proporção: 15 matrizes para cada 100 animais do rebanho, dentro do período de 12 meses. Esse número significa 15% de todo o rebanho. Percentualmente, parece um dado alto, mas quando se trata de produtividade versus prejuízo, essa substituição é positiva.

Com essa rotatividade entre saída de vacas improdutivas e introdução de novas no rebanho, a produtividade não será reduzida. Pelo contrário. A substituição é necessária em todas as propriedades pelos seguintes motivos:

  • As vacas de corte têm vida útil até os 12 anos, ou seja, chegará o momento de descarte em determinado momento;
  • As que não produzem leite. As matrizes produzem leite só até os 10 anos de idade;
  • E as que não reproduzem mais, por algum problema genético, de saúde, nutricional ou até mesmo físico.

Além disso, a substituição proporciona sempre uma boa qualidade na sua produção. Porém, oferecer uma nutrição de acordo com cada fase da vida da novilha também é essencial.

 

Fósforo na alimentação

 

Muitas matrizes têm problemas de fertilidade devido à falta de fósforo na alimentação, elemento não encontrado no pasto. Na gestação, o cálcio também precisa estar presente para a formação óssea do bezerro. Confira alguns motivos para você oferecer esse componente no cocho:

  • Atua na nutrição do gado;
  • É considerado o segundo mineral mais abundante no organismo;
  • Evita o cio irregular da vacada;
  • Auxilia na ruminação;
  • Cerca de 80% do fósforo é encontrado nos ossos do animal.

O fósforo pode ser encontrado em forrageiras no período de chuvas. Há grande quantidade nas folhas verdes e sementes quando está em processo de amadurecimento. Você pode complementar esse assunto com a dica: Por que devo oferecer cálcio e fósforo para bovinos?

 

Continue seus estudos

 

Não pare seus conhecimentos aqui, amigo produtor! Acesse a dicas que separamos para você:

Quando descartar vacas improdutivas. 

Compra de gado tem segredos na escolha

Como fazer o descarte de vacas leiteiras

Por fim, se você quer saber mais informações, mas prefere o material em formato de vídeos, acesse nosso canal no YouTube. São diversos vídeos de até 2 minutos com dicas e orientações de fácil compreensão para que você se mantenha atualizado e promova uma pecuária com alta lucratividade na sua propriedade. Acesse agora e assista: Boi Saúde no YouTube

Nos vemos na próxima dica. Então, até lá!

 
banner banner
 

2 pensou em “Como fazer a substituição de vacas de corte ao ano”

  1. Quanto conteudo de qualidade encontrei aqui no site. Agradeço por compartilhar. Sucesso. abraço

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Ficamos muito felizes em saber disso! Obrigado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

×