Peso do boi: como reverter as perdas da seca?

O período da seca pode trazer muitos prejuízos aos produtores. E as consequências dependem muito da falta de chuvas que pode ser desde amenas até as intensas. A dica aqui é aproveitar o período seguinte, o das águas para reverter o quadro do peso do boi e ter uma boa produtividade na próxima safra.

O melhor, amigo produtor, é se precaver. Ter um plano estratégico para passar por esse período crítico sem sofrer as consequências de perda de peso. Caso isso tenha acontecido com a sua propriedade, vamos te ajudar.

Ao chegar na entressafra, seu gado está com peso menor que entrou na seca? A orientação é que nas primeiras semanas de chuvas, o manejo do pasto comece para que os bovinos já sejam inseridos e consumam os nutrientes para reposição das vitaminais e minerais. Para saber o momento certo de inserir o plantel na pastagem pós-seca, acesse a dica: Régua de manejo de pastagem: saiba como funciona. 

 

Como reverter o peso do boi do período da seca 

 

Mais que pasto, o gado precisa de uma força para repor não só as energias, mas também o peso que perdeu na seca. Além do manejo do pasto que deve ser feito com cuidado, com adubação, limpeza contínua para evitar parasitas, cupins e cigarrinhas, a solução para reverter os prejuízos do período da seca está no cocho.

Muitos produtos têm em mente o oferecimento do sal mineral apenas na seca. Porém, ele deve ser feito o ano inteiro para evitar o efeito sanfona. Os suplementos aliados a boa ração com ingredientes energéticos, podem sim, não só recuperar o peso perdido na seca, mas também promover uma engorda expressiva. O pasto não tem todos os nutrientes suficientes para manter uma engorda crescente, por isso, a necessidade do sal. Existe também o sal proteico. Na mistura ideal, o produtor mistura milho moído, farelo de soja, ureia, sal mineral e amônia. Para ter as proporções dos ingredientes, adquira sua receita gratuita AQUI.

Além dos dois sais (mineral e o proteinado), é essencial o uso da virginiamicina na recuperação dessa fase que pode ser traumática para a saúde do bovino. Se você ainda não conhece esse composto, ele é fundamental para que organismo do bovino absorva todos os nutrientes consumidos não só no pasto, mas também no sal mineral e no sal proteinado. Você pode saber mais a respeito na dica: Criação de gado de corte: efeitos da virginiamicina e monensina.

 

período da seca 1024x759 - Peso do boi: como reverter as perdas da seca?
O período da seca pode ter os prejuízos revertidos com nutrição no cocho e manejo de pasto. – Foto: Boy Fotógrafo.

Se prepare para a próxima seca 

 

Se os prejuízos no peso do boi te afetaram na última seca, o melhor é se manter preparado. E a estratégia deve começar desde o período das águas. Como citamos lá em cima, o pasto é muito importante para que o gado seja bem alimentado o nutrido. E na falta dele, o que fazer? Sem chuvas, não tem pasto novo. Mas, algumas táticas podem auxiliar a oferecer a forragem também no inverno.

Existem a irrigação, vedação, feno em pé e silagem de forrageira. Todas essas soluções não tem grande investimento e podem ser feitas pelo próprio produtor. Para reduzir os custos com a compra de milho e outros grãos que compõem a dieta bovina, é possível fazer plantio na própria propriedade. Basta fazer o armazenamento de forma correta. O passo a passo, ensinamos no link: Como fazer o armazenamento correto de grãos. 

Outra tática é ter um planejamento de compra de insumos para não ser pego de surpresa com preços acima do mercado. Aproveite promoções e não deixa faltar no estoque.

E quando for iniciar o oferecimento e o gado rejeitar, não se preocupe. A Boi Saúde te ensina na dica: Mistura de fubá com sal mineral para gado.

Você gostou desse conteúdo, amigo produtor? Deixe seu comentário! E caso tenha qualquer dúvida sobre pecuária, conte com a gente!

 
Virginiamicina - Peso do boi: como reverter as perdas da seca?mobile Virginiamicina - Peso do boi: como reverter as perdas da seca?
 

2 pensou em “Peso do boi: como reverter as perdas da seca?”

  1. muito bem explicado seu artigo parabens amigo

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Diego, obrigado pelo elogio, continue nos acompanhando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*