Quais as medidas de embarcador de bovinos ideais?

Gostou? Compartilhe!

Uma das principais etapas de comercialização do gado envolve o transporte do gado. Embarcar bovinos com segurança é tarefa mais que necessária. Confira aqui as medidas de embarcador de bovinos ideais e garanta a segurança.

As condições que esse animal chegará ao destino, é o que valerá o rendimento da carcaça ao fim do processo. E, consequentemente, o lucro.

O embarque de bovinos é uma ação de extrema importância para a pecuária brasileira. Afinal, é por meio dele que a carne vai para o abate, e após para o frigorífico, seja para importação ou para consumo interno.

Segundo a Associação dos Criadores de Mato Grosso, as perdas financeiras do transporte podem chegar a R$ 154 por animal, por exemplo.

Esses danos são causados por leões e contusões na pele e musculares. Além disso, o estresse é outro fator que causa problemas na saúde. Em outras palavras, afeta a qualidade da carne.

 

Medidas de embarcador de bovinos ideais

 

Em primeiro lugar, vamos começar pela altura que precisa ser de dois metros.

Já para a extensão do corredor, o indicado é que tenha 70 metros.

Em segundo lugar, abordamos a largura. Ela precisa ser suficiente para que os bois passem de forma confortável. E sem apertos. Quando muito estreito, os animais se machucam e ficam com receio de entrar.

Sendo assim, antes de inserir os animais no local, faça uma vistoria. Acima de tudo, cheque a limpeza. Bitucas de cigarro queimam as patas. Lama em excesso torna o local escorregadio.

Em terceiro lugar, depois disso, verifique se existem tábuas soltas e pregos que possivelmente causariam algum dano aos animais.

 

Medidas embarcador bovinos corretos garante a segurança
Quais as medidas de embarcador de bovinos ideais? – Foto: Iepec

Dicas para embarcar bovinos com segurança

 

  • Dias antes da operação, faça um planejamento para evitar problemas no momento do embarque. Portanto, faça quantas reuniões forem necessárias com a equipe envolvida no processo. O objetivo é que nada dê errado. Além disso, todos devem estar alinhados com suas funções;
  • Todas as documentações devem estar em dia. É indicado conferi-las dias antes. E não no momento do embarque;
  • Não embarque animais doentes ou desnutridos. Sendo assim, sempre solicite a avaliação de veterinários para analisar as condições dos bovinos que serão embarcados;
  • É necessário checar se as condições sanitárias como vacinas e vermífugos estão em dia antes do embarque. Da mesma forma, se o produtor fizer a análise durante o processo e, algum animal não estiver adequado, não haverá tempo hábil para ajustar o manejo;
  • O bem-estar animal deve estar acima de todos os protocolos de embarque. Por isso, todas as possibilidades de prejudicar a saúde do animal devem ser avaliadas. Dessa forma, os bovinos não sofrerão;
  • Não tem profissionais suficientes para lidar com o rebanho que será embarcado? Contrate vaqueiros disponíveis na região. Esses profissionais são os mais indicados para conduzir o gado em segurança para o transporte.

 

No momento do embarque, bois sem chifres aumentam a segurança. Como resultado, evitam ferimentos em conflitos.

Por fim, para saber como é feita a descorna, acesse a dica: Quando e como fazer a descorna em bezerros.

Complemente essa dica com mais conteúdo sobre pecuária. Acesse o canal de vídeos. Aumente sua produtividade. Clique: Boi Saúde no YouTube.

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*