Confinamento sem volumoso. Como fazer?

O confinamento é uma forma de produção que está ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. Oferecer uma dieta equilibrada com todos os nutrientes necessários é um dos fatores de sucesso desse método. É possível fazer um confinamento sem volumoso com aumento da produtividade e maior rendimento de carcaça.

Primeiro, vamos entender o que é o confinamento, sistema de área restrita onde lotes de bois são criados. Os cochos ficam abastecidos com ração e água e é muito utilizado para gado de corte.  A pastagem é oferecida apenas durante a fase de adaptação da nova dieta. Esse método é muito utilizado na fase de terminação.

O desafio de se manter um gado em confinamento sem volumoso é evitar a perda de peso e aumentar o rendimento da carcaça. Além disso, traz vantagem no manejo do gado, pois não há necessidade de instalações. Outro benefício é uma dieta muito fácil de ser aplicada.

Para entender, os alimentos volumosos são os que tem alto valor de fibra e fornecem baixa energia. Vão desde forrageiras, silagens, feno, até cana-de-açúcar.

 

É possível fazer o confinamento sem volumoso e obter bons resultados
É possível fazer o confinamento sem volumoso e obter bons resultados. – Foto: Reprodução Internet

Como fazer um confinamento sem volumoso

 

Para se fazer uma dieta de confinamento sem volumoso, o produtor pode recorrer a elementos como:

  • Casca de algodão, que é rica em fibra;
  • Tamponantes, ingredientes que neutralizam a acidez, muito utilizados na pecuária leiteira. São eles: bentonita, bicarbonato de sódio, carbonato de
    cálcio, óxido de magnésio, sesquicarbonato de sódio. Auxiliam na elevação da produtividade e evitam problemas metabólicos;
  • Os aditivos antimicrobianos e probióticos. Esses últimos são aditivos compostos por microrganismos vivos que compõem a flora ruminal dos animais. São considerados bactérias boas do organismo. Para saber mais sobre o assunto, acesse nossa dica: Aditivos probióticos e prebióticos: quando e como usá-los.
  • Grão inteiro de milho: utilizado na terminação, o milho auxilia no estímulo da ruminação. O uso do milho como alimento para gado é considerado uma dieta democrática. Pois é possível encontrá-lo em todas as regiões do país sem dificuldades. Além disso, o preço depende da alta do mercado. Entretanto, pode-se utilizar outros ingredientes, conforme citado acima.

Não basta só os alimentos serem de boa qualidade. Por isso, a água também deve ser servida de forma adequada. Ou seja, oferecer o líquido inodoro, transparente para prevenir doenças. Contudo, esteja sempre atento ao que é oferecido para a sua produção. Zele sempre pelo bem-estar animal na sua propriedade.

 
Boi Saúde Logo Preto - Confinamento sem volumoso. Como fazer?

Virginiamicina:
Alavanque os resultados a com Virginiamicina!


4 pensou em “Confinamento sem volumoso. Como fazer?”

  1. Diogo França disse:

    Bom dia! Muito boa a matéria. Porem tenho alguma duvidas em relação a quais tratos e misturas posso utilizar para realizar a alimentação dos animais, e as proporções em cada dieta. Desde já muito obrigado.

  2. Gilmar Figueiredo Guedes Júnior disse:

    Existe uma Fórmula de Ração, a base de Concentrados, capaz de alimentar todo o gado no período de 30 dias, no início do período chuvoso?
    Nesse período o gado não come mais a pastagem seca e a pastagem verde ainda é muito escassa para alimentar o gado, gerando uma perca de peso.
    Desde já agradeço!

    1. Olá Gilmar, obrigado pela pergunta, sugiro que envie um e-mail para “contato@boisaude.com.br” para que possa obter uma resposta completa! Continue nos acompanhando, abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo