Você sabe como participar de leilão de gado?

O leilão de gado é uma opção de aquisição de animais que são referência em genética. Sendo assim, se sua intenção é melhorar a sua produtividade, considere a sua participação.

Mas será que qualquer pecuarista consegue atuar nessa atividade? É o que vamos descobrir aqui!

Em primeiro lugar, vamos explicar porque um pecuarista participa de um leilão de gado.

As vantagens são bem positivas. Confira logo abaixo:

  • As transações comerciais são seguras;
  • Os animais leiloados são de qualidade acima de média. Então passam por inspeções antes de serem aprovados para o leilão;
  • Em um único local, é possível comprar diversos bovinos.
  • Além dos animais em si, são comercializados sêmen e óvulos para inseminação artificial;
  • O pagamento é facilitado. Ou seja, algumas opções oferecem parcelamento. Isso significa que mesmo quem está começando agora tem chances de participar.

A compra e venda de gado por leilão é um mercado e tanto. Como resultado, chega a movimentar mais de R$ 2 bilhões por ano. Portanto, por que ficar de fora?

 

Onde acontecem os leilões? 

 

Geralmente, em feiras e exposições de agronegócio.

As associações que representam as raças também fazem eventos com foco nesse tipo de comercialização. Os animais são levados até o local. Algumas propriedades reconhecidas por melhoramento genético e de raças promovem esse tipo de evento.

Além disso, existem os leilões que acontecem pela internet. Esses estão cada vez mais populares.  Dessa forma, existe o fácil acesso e o benefício de não precisar ir até o local.

Basta se conectar. Acesso o site indicado no dia e horário agendados. Só fique atento para participar e dar lances em eventos organizados por entidades reconhecidas.

O locutor anuncia as características físicas e genéticas e dá os lances. Está sem condição de investir? Não dê o lance durante o leilão. Principalmente, caso não tenha interesse ou esteja em dúvida. Uma multa é cobrada em caso de desistência.

 

leilão de gado
Leilão de gado na Expo Umuarama – Reprodução Internet

Sobre os lances 

 

O leilão começa com um valor mínimo para cada animal. A venda termina quando um comprador dá um lance com o valor mais alto acima do valor mínimo.

Acima de tudo, não esqueça de avaliar o bovino antes da compra. Faça uma ronda. Então, pesquise os animais que estarão disponíveis.

Além do físico, não deixe de checar certidões, registro genealógico e demais documentos. Te damos explicações mais focadas sobre o assunto aqui: Compra de gado tem segredos na escolha.

 

Como participar de leilão de gado?

 

Como participar como comprador

Quem pode participar? Pessoas físicas e jurídicas. Os organizadores solicitam comprovante de atuação na pecuária. E até o vínculo com alguma propriedade rural. Por isso, esteja com seus documentos em dia.

O seu crédito pode ser analisado. Então, mantenha seu caixa em dia. Para saber como focar na sua administração, confira: Administração rural: mantenha em dia as finanças da propriedade.

 

Como participar como vendedor 

Tem animais de pura origem ou cruzamentos com resultados acima da média? Então, por que não organizar o seu próprio leilão?

Para isso, contrate empresas especializadas. Um leiloeiro irá não só organizar. Mas avaliar os animais. Certamente, todos os selecionados precisam estar com a documentação em dia. Assim como a sanidade, com as vacinas. A transmissão pela TV também é possível.

 

Antes de participar de um leilão… 

 

Participar de um leilão para conhecer como o evento funciona é muito válido. Além da experiência do evento, você vai conhecer outros pecuaristas. E trocar informações e formatos de produção é sempre muito relevante.

Em primeiro lugar, faça uma pergunta antes de entrar na empolgação dos lances. Eu preciso ou tenho estrutura para a aquisição do animal? E a estrutura é mais que espaço físico, por exemplo.

Os bois vendidos em leilão de gado têm tratamentos diferenciados.

Por isso, verifique qual a alimentação que o produtor oferece. Manter a saúde em dia no cocho é fundamental. Ainda mais quando se trata de touros reprodutores e vacas de cria.

Por fim, continue a aprimorar seus conhecimentos. Confira nossas dicas em formato de vídeo. Acesse: Boi Saúde no YouTube.

 
banner banner
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*