Sistema ILPF aumenta a arroba do gado?

Entre as diversas alternativas de se promover uma pecuária de sucesso está a adoção dos sistemas de integração. Mais que preservar o ambiente em que todos vivem por meio de ações sustentáveis, o produtor pode obter boas vantagens quando a dúvida é o sistema ILPF aumenta a arroba do gado? Neste texto, vamos explicar os sistemas e como proceder para alcançar as arrobas desejadas.

 

O que é a Integração Lavoura Pecuária (sistema ILPF)

 

É um sistema que integra produção pecuária e agrícola em uma mesma propriedade. Não importa o formato, podem ser produzidas ao mesmo tempo, em épocas separadas, na mesma área ou lotes diferentes. O foco é preservar as áreas e conservar os recursos naturais, desde o solo até as águas. O sistema ILPF também é aplicado em áreas já degradadas com foco na recuperação do solo e áreas verdes.

Existe também uma nova  sigla, a ILPF, que significa a Integração Lavoura Pecuária Floresta. Nesse sistema, além da integração entre serviços pecuários e agrícolas, os florestais são incluídos. Ou seja, a produção de árvores são inclusas no processo.

Entre as atividades que impactam a arroba estão:

  • recuperação de pastagens são formas de promover essa intensificação com maior eficiência;
  • menor pressão por abertura e desmatamento de áreas florestais;
  • maior produção com melhoria da qualidade ambiental (água, solo, biodiversidade, etc.);
  • incremento na produtividade.

Atualmente no Brasil, segundo a Embrapa, área de ILPF está entre 14 e 15 milhões de hectares.  Porém, existe a expectativa de chegar a 30 milhões de hectares até 2030.

 

O sistema ILPF aumenta a arroba do gado?

 

Quando o produtor otimiza o uso da área, independentemente dos hectares, pode sim ter um trabalho a mais, porém os resultados são promissores, segundo a Embrapa. É possível um bovino passar de 4 para 6 arrobas por hectare ano, a partir da adoção do sistema.

Entre os motivos de se melhorar a qualidade da carne, estão:

  • Recuperar ou reformar pastagens degradadas;
  • Restaurar a fertilidade do solo;
  • Produzir grãos;
  • Melhorar as condições físicas e biológicas do solo;
  • Diversificar a produção;
  • Diminuir os custos da atividade agrícola e da atividade pecuária;
  • Produzir pasto e forragem conservada para alimentação animal na época da seca;
  • Reduzir a infestação dos cultivos agrícolas por doenças, pragas e plantas daninhas. Inclusive, caso esse seja um problema na sua propriedade, a solução está na dica: Como acabar com as ervas daninhas. 

 

Pastagens degradadas 

 

É possível recuperar uma pastagem degradada, porém o mais indicado é preservá-la com manejo correto diariamente. Quando há uma degradação, não é só o animal que sofre com a falta da forrageira, mas o solo e o ambiente como um todo. Por isso, manter parasitas e insetos bem longe é um passo importante, além da adubação.

Para saber como evitar a degradação do solo, clique: Degradação do solo: saiba como evitar.

 

Como preservar as nascentes das propriedades rurais

 

As águas das represas, rios, riachos são fonte de vida na natureza. E também muito importantes para a pecuária brasileira, agricultura e todo o planeta. Para manter uma boa saúde das fontes naturais de água é preciso preservar as nascentes. E na nesta dica, vamos te ensinar como preservar as nascentes.

A água é essencial para a vida dos seres vivos. Mesmo que em algumas regiões, seja encontrada com abundância, precisa ter consciência da preservação.

1- Faça uma circunferência em torno de 30 a 50 metros, que impeça a entrada dos bovinos na nascente. Assim, o redor não será pisoteado e alguma sujeira ou lama ficam longe.

2- Preserve a mata em torno dela. Quando há enxurradas, essa mata evita que a nascente seja soterrada.

 

ILPF aumenta a arroba do gado 1024x682 - Sistema ILPF aumenta a arroba do gado?
ILPF aumenta a arroba do gado por adotar práticas que auxiliam a pecuária. – Foto: Pixabay

Corredores agroflorestais 

 

Esse plantio de árvores dos dois lados é local ideal para manter os animais nos períodos mais quentes do dia, que costumam ser entre às 10h e 17 horas. Com esse plantio, o produtor manterá os bovinos em temperatura entre 18ºC e 22ºC graus. É um parâmetro adequado e que não proporcionará diminuição do consumo de ração que tem como consequência a queda na produção. Além disso, as árvores podem ser frutíferas, otimizando uma nova produção na propriedade.

 

Plante mudas a cada três metros no pasto

 

É possível formar diversas fileiras no mesmo piquete. Além da presença de sombra, haverá diminuição de aquecimento, ou seja, o ambiente ficará mais fresco, com temperaturas amenas. As raízes dessas mudas, quando adultas, farão uma melhor absorção da água da chuva, que irá favorecer os nutrientes da pastagem. Uma sugestão de espécie é o eucalipto. Bem adaptado ao solo brasileiro, não tem alto custo de plantação, crescimento rápido e encontrado facilmente.

Essas ações, quando aplicadas de forma conjunta a um bem-estar animal eficiente, alimentação e nutrição adequada, promovem uma pecuária efetiva, diferenciada e com ótimos resultados na terminação. Como cada propriedade tem particulares diferentes e individuais, cabe ao produtor analisar quais estratégias se encaixam dentro da ILPF para que se obtenha vantagens não só financeiras, mas para o meio ambiente como um todo. Por esses motivos que a ILPF aumenta a arroba do gado.

 

Referência:

Sistema de Integração Lavoura Pecuária Floresta. Embrapa Pecuária Sudeste.

 
Planilha Quantidade de Animais - Sistema ILPF aumenta a arroba do gado?Planilha Quantidade de Animais mobile - Sistema ILPF aumenta a arroba do gado?
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*