Silagem de capim para gado

Gostou? Compartilhe!

Aqui no blog, temos diversas dicas sobre alimentação alternativa para o gado. E claro que o capim não poderia ficar de fora. Fundamental na pecuária brasileira, é uma ótima opção com viés econômico. Nesta dica, vamos ensinar como oferecer a silagem de capim para o gado. Por isso, se você tem dúvidas sobre o assunto ou nunca ouvir falar, continue com a gente. Garantimos que todas as informações serão valiosas.

O capim servido como silagem pode ser alternativa ao milho, quando o valor de mercado estiver muito alto e não compensando para a aquisição para o produtor. Ou seja, é uma alternativa para o período da seca. Quando há o sistema de pastejo rotacionado na propriedade, é possível fazer uma boa reserva para essa época do ano.

Segundo a Embrapa, dependendo da espécie do capim, se bem armazenado, pode ter validade entre 10 e 15 anos. Sendo assim, uma ótima alternativa é o capim-elefante desenvolvido em 2016.

 

Silagem de capim para gado
Silagem de capim para gado. – Foto: Embrapa

Tempo de colheita do capim

 

  • Capim-elefante: a cada 60 dias;
  • Capim tanzânia: a cada 55 dias;
  • Mombaça: a cada 55 dias.

Tamanho ideal da silagem: o tamanho ideal é de 4 a 5 centímetros.

 

Nutrição: silagem de capim

 

A qualidade e a espécie do capim oferecido é o que vai garantir uma boa nutrição bovina. No momento de oferecer a silagem, por recomendação da Embrapa, é interessante separar os animais por grupos. Por exemplo: vacas leiteiras, novilhas e vacas secas. Contudo, para aprender a fazer uma boa reserva de capim, acesse a dica: Pastejo rotacionado atinge ápice nutricional do capim.

 

Como armazenar o capim

 
Se essa era a sua dúvida, fique atento, pois agora vamos esclarecer. Acompanhe:

  • Em primeiro lugar, o local deve ser limpo e arejado, sem a presença de roedores e animais que causam doenças. Ainda, evita a presença de mofo nos sacos;
  • Sol e chuva não devem ter contato com o capim armazenado;
  • O tempo máximo de armazenagem deve ser de dois anos;
  • No processo de silagem, é importante que toda a água seja retirada;
  • Caso faça o armazenamento em sacos plásticos próprios e não em sacos de tecido, que são os mais comuns, aplique um inoculante biológico que irá auxiliar no combate da proliferação de fungos. Além disso, auxilia também na fermentação;
  • Feche bem os sacos, que podem ser prensados para facilitar e aproveitar mais espaço. O oxigênio não deve ter contato com o capim, assim a fermentação estará garantida. Saiba que, acima de tudo, a fermentação é essencial, pois gera ácidos que deixam o capim com boa qualidade nutricional para o gado.

Essa dica te ajudou, amigo e amiga pecuarista? Deixe seu comentário. Agradecemos a companhia e leitura.

Contudo, não pare seus conhecimentos aqui, amigo produtor! Confira a dica a seguir: Planejamento da alimentação para bovinos na seca

Além do blog, a Boi Saúde tem dicas em formato de vídeo. Novas orientações são publicadas toda semana. O foco é sempre melhorar sua produtividade com investimento de baixo custo. É só clicar: Boi Saúde no YouTube.

Aproveite e se inscreva no canal e não perca nossas atualizações, combinado?
Nos vemos na próxima dica. Então, até lá!

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*