Nitrogênio: cuidados com o gado, o que é e para que serve

Muito comentado e ao mesmo tempo polêmico, o uso do nitrogênio na pecuária é real. Se você ainda não sabe o que é em quais situações é utilizado, está na dica certa. A Boi Saúde irá tirar as principais dúvidas a respeito desse componente e qual o impacto na sua produtividade e os cuidados com o gado.

O nitrogênio é um elemento importante para a fertilidade do solo. É um dos fertilizantes mais utilizados no país, devido as deficiências de solo, principalmente em zonas tropicais.

 

Uso do nitrogênio e os cuidados com o gado

 

Pasto: utilizado como adubo é uma forma de manter a pastagem saudável e com bons nutrientes para manter a engorda do gado. Quando o produtor programar o plano de adubação, o nitrogênio não pode ficar de fora, porém, deve ser o último passo. Antes da aplicação, é necessária a correção da acidez do solo e de elementos que irão potencializar o efeito. Entre eles, estão o fósforo, potássio e enxofre. O nitrogênio é o responsável por acelerar o processo de adubação, além de ser o mais caro.

O nitrogênio no pasto tem função direta e essencial no aumento da forrageira e com isso, permite ao produtor a atuar de acordo com as taxas de lotação sugeridas: Qual a lotação máxima em pastejo contínuo?.

Ureia: é uma forma do nitrogênio não proteico (NNP) muito utilizada como suplementação na pecuária. A ureia comercializada no Brasil é composto por 45% de nitrogênio. É uma boa alternativa pra atender as necessidades do gado durante a seca. E uma informação muito importante: no momento da compra, o tipo é a ureia pecuária. Os demais podem causar graves danos à saúde dos animais. Para saber mais, acesse a dica: Diferença entre os tipos de ureia: qual usar na pecuária?.

 

cuidados com o gado
O uso do nitrogênio na pecuária auxilia na qualidade do pasto e nutrição na seca. – Foto: Aloo fotos

Por que o uso deve ser com cautela? 

 

Quando utilizado de forma errada e até em quantidade excessiva, o nitrogênio pode contaminar a água de superfície. E não para por aí, o solo da propriedade também.

Ao ser inserido em sistemas agrícolas, é responsável pela emissão do óxido nitroso para a atmosfera, afetando o clima.

Quando oferecido aos animais em forma de ureia, o produtor precisa ficar atento. Por mais que o uso frequente seja no período da seca, período com poucas chuvas, o cocho precisa ser coberto e com furos para evitar o acúmulo de água. O objetivo é evitar intoxicação que pode levar o animal à morte, dependendo da quantidade e gravidade. Não corra riscos, evite prejuízos e impactos negativos na sua propriedade: Ureia para bovinos: cuidados no uso e armazenamento.

 

Referência:

RODRIGUES, A. de A.Utilização de nitrogênio não protéico em dietas de ruminantes. Embrapa Pecuária Sudeste.

Nitrogênio na adubação de pastagens no período das águas. Pasto Extraordinário, agosto de 2019.

 
banner banner
 

4 pensou em “Nitrogênio: cuidados com o gado, o que é e para que serve”

  1. João Bosco da Silva júnior disse:

    Obrigado pelas informações! Por favor o sulfato de amônio pra mistura com uréia na ração e no sal ureado é o mesmo sulfato fertilizante usado como adulto?

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá João, obrigado por nos acompanhar, sim, é esse mesmo! Qualquer dúvida estarei a disposição. Abraço!

  2. Luciano Gualberto disse:

    Como tratar bovino (vaca ou boi) que comeu ração com excesso de ureia ou que choveu e a ração ficou com agua ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Black Week