Laminite bovina: inflamação que ataca os cascos

O gado, quando não recebe o manejo adequado, está sujeito a inúmeras doenças. Essas podem ser adquiridas por diversas formas, seja parasitas, bactérias e infecções. Neste texto, vamos abordar a laminite bovina, uma inflamação que ataca os cascos. Aqui, você saberá o que é, como evitá-la e quais os fatores que expõe o gado a essa doença. Continue com a Boi Saúde e aprimore a cada dia sua pecuária.

Doenças que afetam os cascos diminuem a produtividade devido a dificuldade de locomoção. Especificamente a laminite, causa grande impacto econômico e afeta com maior porcentagem o gado de leite. Isso não só no Brasil, mas no mundo todo.

 

O que é laminite bovina? 

 

O nome, como algumas doenças bovinas, parece complicado. É uma inflamação que afeta a parede dos cascos. Alguns produtores podem conhecê-la popularmente como aguamento.

Os sintomas são dor e até mesmo a mudança na estrutura do casco. Outro fator que não pode deixar de ser citado é a claudicação intensa.

Hemorragias da sola e até fissuras também são apresentáveis. Em casos avançados, o casco fica quente e com sinal de inflamação a olho nu.

 

Quais são as causas?  

 

Existem quatro pilares centrais que provocam esse tipo de doença nos cascos.

nutrição: os bovinos que consomem grande quantidade de concentrados e poucas fibras estão propensos a desenvolverem a laminite bovina. O sistema de confinamento é o mais suscetível. Por isso, fica o alerta para o oferecimento de grãos em excesso. O balanceamento com fibras de baixa qualidade se associam ao quadro.

A partir do momento que um bovino faz consumo excessivo de grão, o ácido láctico tem uma produção maior que a necessária no processo de digestão. Isso eleva as bactérias e a liberação de toxinas.

Quando o animal ingere uma quantidade excessiva de grãos, há um aumento da produção de ácidos láctico no trato digestivo, havendo destruição de um número elevado de bactérias e conseqüente liberação se suas toxinas.

ambiente;

sanidade;

genética.

 

Classificação 

 

Subclínica: forma mais comum, com os fatores associados a nutrição. Nesse caso, até o abscesso está relacionado, a partir de lesões. Falamos sobre como prevenir esse outro problema na dica: Como evitar carne com abscesso?.

Aguda: esse formato causa dores.

Crônica: manifesta-se quando a classificação subclínica se desenvolve sem tratamento e diagnóstico adequado. Os cascos adquirem formatos fora do normal

 

Como tratar? 

 

Felizmente, existe tratamento. O mais comum é baseado no uso de antibióticos e antiinflamatórios não-esteroidais. Como a maioria das doenças, assim que é um bovino é diagnosticado, é preciso isolá-lo dos demais para cuidados específicos.

O local mais adequado para estadia do animal durante o tratamento é um espaço limpo e com o chão forrado para que evite dor na pisada. Quanto mais duro o local onde o animal encosta o casco, maior a dor.

Ainda, lembre-se sempre do bem-estar animal. Água adequada para consumo e forrageira ou outra alimentação que esteja oferecendo no momento devem estar à vontade para o bovino.

 

Prevenção 

 

Como a acidose láctica é um dos principais motivos do desenvolvimento da laminite, é preciso evitá-la. Proporcionar uma adaptação aos animais que consomem grãos e fibras é o ideal. Para um equilíbrio, oferecer produtos alcalinizantes, como bicarbonato ou carbonato de cálcio, misturados à ração também é uma boa medida protetiva.

 

laminite bovina - Laminite bovina: inflamação que ataca os cascos
Laminite bovina causa dor ao animal e prejuízos para a propriedade. – Foto: reprodução/internet

Mantenha sempre a higiene na propriedade 

 

O excesso de lama é algo frequente nas propriedades devido a mistura de pasto, terra e água. A circulação de animais e pessoas a espalha para todos os lados.  Esse aspecto, além de aparentar má higiene, prejudica a saúde dos animais e também do homem. Por isso, é preciso evitar esse problema.

O excesso de lama, barro e esterco, que prejudicam o casco do animal, pois amolece essa parte da pata. Se o proprietário trabalhar com confinamento, o ideal é fazer um declive de 6 a 8% para evitar o acúmulo de barro e também canaletas na lateral e ao fundo para que tenha escoamento da água.

Para proteger seus animais de doenças, além de sempre zelar pela higiene da propriedade, a nutrição dos bovinos sempre estar em dia. Reforçar o organismo com nutrientes não oferecidos pela pastagem e ração é investimento que evita perda de peso e enfermidades. O corpo do animal cria imunidade e com o uso de produtos naturais, a qualidade do produto não é alterada. A suplementação é uma grande aliada da pecuária hoje no Brasil.

 

Saiba mais sobre as doenças de cascos no Brasil 

 

É muito fácil identificar a doença do casco, pois o bovino começa a mancar ou mudar a posição de apoio ao caminhar. Caso o animal possua alguma ferida, o produtor deverá enfaixar a pata para evitar qualquer tipo de hemorragia. Além de  manejá-lo para algum lugar que não tenha barro para facilitar a cicatrização dessas feridas no casco.

 

Solução para prevenir a doenças no casco

Para prevenir a doença, basta criar uma solução chamada de pedilúvio. O animal passará por ela todos os dias e deverá ser implantada depois de um aqualúvio (local com apenas água limpa). Funciona como um lava-pés, local onde os pés são limpos antes da entrada em piscinas, comuns em clubes. Porém, o foco aqui é o bovino.

A solução deverá conter os ingredientes abaixo que deverão ficar em um tanque lava-pés para evitar as doenças no casco na sua propriedade:

  • 5 litros de formol
  • 5 kg de sulfato de cobre
  • 90 litros de água

Nunca esqueça que manter os animais sadios e proporcionar um bem estar animal é fundamental para que ter uma produção de qualidade e lucratividade em ascensão.

Para entender mais sobre dieta concentrada, que em excesso causa da laminite, clique na dica: Volumoso e concentrado: entenda a diferença.

 

Referência:

LAMINITE BOVINA. REVISTA CIENTÍFICA ELETÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA – ISSN: 1679-7353. Ano VI – Número 10 – Janeiro de 2008 – Periódicos Semestral

 
Boi Saúde Logo Preto - Laminite bovina: inflamação que ataca os cascos

Controle dos Parasitas:
5 dicas para o controle efetivo dos parasitas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

whatsapp