fbpx

Horário de verão impacta a bovinocultura leiteira?

Os animais não sabem da mudança do horário de verão. Portanto, ajuste a rotina do plantel na bovinocultura leiteira.

Saiba mais sobre o assunto na dica da Boi Saúde de hoje. Acompanhe!
 

 

O verão é um período que pode proporcionar estresse ao rebanho. Por isso, a partir de agora você vai aprender como lidar com os animais, que demoram em torno de duas semanas para se acostumar com o período.

O produtor tem o costume de lidar todos os dias com o rebanho nos mesmos horários. No entanto, deve estar atento às mudanças que o horário de verão pode causar nos animais, como o estresse, que influencia diretamente na qualidade do produto final a ser obtido. Os bovinos são animais de hábitos e que todos os dias nos mesmos horários fazem uso do bebedouro, por exemplo, assim como a ordenha e demais atividades que envolvem o cuidado do rebanho.

Além da sentir a mudança de horário, o calor também pode afetar a produção de leite. Para evitar prejuízos, sugerimos que confira a dica: 5 dicas para proteger o gado do calor excessivo.

 

Horário de verão impacta a bovinocultura leiteira?
Conheça o impacto do horário de verão na pecuária. – Foto: Portal Agropecuário

Adeque ao horário de verão na bovinocultura leiteira

 

Esses animais sofrem com a mudança de horário. Por isso, há necessidade de adequação do trato do rebanho. Sendo assim, se o produtor faz a ordenha às 5h no horário tradicional, no horário de verão, para os animais será às 6h. Então a dica é começar às 5h50, 5h40, até chegar às 5h novamente.

Depois, quando voltar o horário de verão, a ordenha será retomada gradativamente. Contudo, a ordenha da tarde sempre deve ser feita uma hora depois do horário de costume. Assim não há alteração na qualidade da produção.

 

O estresse do animal pode englobar diversas vertentes

 

Veja algumas delas:

  • Além da mudança de horário, evite utilizar insumos tóxicos aos animais;
  • Sempre dê preferência aos produtos naturais;
  • Deixe a pastagem livre, espaço considerável de acordo com as cabeças do gado.

São tópicos simples, mas importantes para alavancar a produtividade e não afetar a saúde do animal. Acima de tudo, atuar no conceito de bem-estar animal é fundamental em nossa pecuária. Afinal, o manejo que evita estresse e não usa a violência contra os bovinos e demais animais da propriedade é fator fundamental. Sendo assim, o uso de choque e espetos devem ser eliminados e o cuidado e preservação da saúde precisam estar em primeiro lugar.

Para continuar no assunto de bem-estar animal, sugerimos que leia a dica a seguir que preparamos: Bem-estar bovino: conceito deve estar presente na pecuária

Outras dicas e orientações te esperam em nosso canal de vídeos. Todo o conteúdo é totalmente gratuito e de fácil entendimento. Então, não perca tempo. Acesse agora e desfrute de todo o material já disponibilizado. É só clicar: Boi Saúde no Youtube

Por fim, essa dica te ajudou, amigo e amiga pecuarista? Deixe seu comentário. Afinal, sua opinião é muito importante para o nosso trabalho.

Agradecemos a companhia e leitura. Até a Próxima!

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

×