Como fazer a vedação de pastagem?

Vedar o pasto é uma boa maneira de garantir forrageira com bom teor nutricional o ano todo. Nós, produtores rurais, sabemos o impacto da falta de pasto na seca e o quanto a perda da produtividade pode proporcionar prejuízos ao nosso negócio. Uma dica é se preparar e montar um planejamento para fazer a vedação de pastagem no momento certo. Pegue o papel e caneta ou imprima essa dica para efetivar seu lucro.

 

 

Benefícios da vedação de pastagem

 

  • alimentação de baixo custo;
  • consumo de nutrientes na seca;
  • evita a falta de alimento;
  • pode ser feita silagem com o pasto.

 

Como realizar a vedação de pastagem

 

O momento adequado para vedar o pasto é entre o fim de fevereiro e o começo de março. A justificativa, segundo a Embrapa, é a qualidade nutricional desse capim que será vedado. Nessa época, estará no ápice nutricional. Caso tenha uma extensão de pasto suficiente para separá-la em duas partes para vedação em épocas diferentes, o resultado pode ser melhor ainda. Com essa possibilidade, vede uma parte em fevereiro e a outra em março. A primeira é oferecida em junho e julho e a segunda entre agosto e setembro. Já pensou, amigo produtor, que maravilha ver seu gado consumindo pasto de boa qualidade o ano todo?

Na escolha da forrageira, a mais indicada para vedação é a braquiária. O capim estrela, tiftons e massai também têm bom rendimento. Uma informação importante é sempre manter o pasto muito bem adubado com ureia. A proporção indicada é 100 quilos de ureia por hectare.

Uma outra técnica que é alternativa é o feno em pé. E claro que a Boi Saúde preparou a instrução sobre como fazê-lo: Feno em pé para uso no período da seca.

 

vedação de pastagem
Vedar pasto é alternativa para boa alimentação na seca. – Foto: Embrapa

Complemente com suplementação 

 

Mesmo oferecendo pasto o ano todo, a partir da vedação, sem os suplementos não é possível manter a engorda em crescimento, de acordo com a expectativa do negócio. Quando falamos sobre a necessidade do sal mineral, sal proteinado e virginiamicina, não é apenas na seca. O gado que chega a esse período crítico de engorda, com o organismo protegido e com bom progresso de engorda.

Mais que ter um boi gordo, é preciso ter um boi saudável e os suplementos podem auxiliar na prevenção de diversas doenças. Algumas acometem o gado na seca e outras nas águas. Outro grande perigo são os parasitas. E o produtor que tem o bovino com o organismo fortalecido de dentro para fora, tem chances menores de sofrer com sérios problemas que afetam diretamente a produtividade.

Para saber como iniciar a suplementação, acesse: Sal proteinado na seca: quando iniciar o fornecimento. 

 
banner banner
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Black Week