Capim para o cerrado: quais são os mais resistentes?

O capim é a base alimentar do gado. Pelo solo brasileiro ter características diferentes devido a grande extensão territorial, a espécie que se dá bem no Nordeste, pode não se adaptar no Sul. Mas e no Cerrado? Uma das regiões com solo mais pobre e infértil do país? Para que você tire essa dúvida, preparamos uma dica sobre capim para o cerrado.

Ter um capim adequado para a região e ao solo da propriedade garante bons nutrientes para a engorda. E quando a espécie adequada é escolhida, o produtor pode elevar a produtividade. Claro que não basta fazer a formação. O pasto precisa de cuidados para que esteja sempre em condições de garantir boa alimentação ao gado. Até no período da seca é possível. Há métodos como a irrigação, que pode ser uma boa alternativa. Para saber mais acesse: Irrigação de pastagens é método simples para o pasto seco.

 

capim para o cerrado
Capim para o cerrado precisa ter boa adaptabilidade ao solo. – Foto: Embrapa

Capim para o cerrado

 

Andropogon gayanus: tem boa tolerância à seca. Solos com baixa fertilidade e água escassa podem fazer uso desse tipo de forrageira. A melhor época para formação é no período das águas, devido às chuvas. Tem médio teor de proteína e a utilização do sistema de pastejo rotacionado é uma boa forma de manutenção. Se quiser implementar na sua propriedade, clique: O que é e como fazer pastagem rotacionada para gado.

Braquiária: é a principal pastagem do Brasil. De origem africana, tem boa adaptabilidade no cerrado e no clima tropical. Com raízes que alcançam até quatro metros de profundidade, tem capacidade de reciclar os nutrientes do solo. De todas as forrageiras, a braquiária é a menos exigente quando o assunto é fertilidade. Pois se adapta facilmente em solos diferentes, sendo mais tolerante à seca do que as outras espécies.

 
Boi Saúde Logo Preto - Capim para o cerrado: quais são os mais resistentes?

Volumoso de Cana-de-Açúcar:
Nutrição e economia na propriedade!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo