Vacas de cria: inseminação X estação de monta

A reprodução pode aumentar de forma considerável o plantel do pequeno e médio produtor. As vacas de cria, por geraram um bezerro ao ano, proporcionam boa lucratividade. Porém, existem duas formas que garantem a prenhez: a inseminação artificial e a estação de monta. Qual será o melhor para sua propriedade? Aqui, vamos te explicar as diferenças entre os dois métodos para que sua decisão seja assertiva e garanta novos bezerros para seu plantel.

 

Vacas de cria e importância na propriedade 

 

A vaca de cria que define como será o gado de corte e de leite que será oferecido pela propriedade. O produtor tem que se preocupar com o manejo eficiente desse animal. O investimento precisa ser feito na hora correta e utilizar um sêmen de boa qualidade.

Essa categoria merece atenção especial no plantel.  Os cuidados vão muito além da escolha do sêmen. O parto, assim como os períodos que o antecedem e são subsequentes, requer manejo exclusivo, como a alimentação diferenciada. A falta de cuidados podem resultar em cio irregular, má-formação do feto, e nesses casos, o prejuízo ao produtor é grande.

Se você ainda não sabe o que oferecer para as vacas de cria, de acordo com cada fase, confira a dica: Nutrição ideal para vacas prenhas.

 

vacas de cria
Vacas de cria têm papel importante na propriedade. – Foto: Nova Delhi Genética

Inseminação X estação de monta: entenda a diferença

 

A IATF (Inseminação Artificial por Tempo Fixo) está bem estabelecida na pecuária brasileira. Grandes produtores de gado têm especialistas atuando nas propriedades para garantir uma genética de alta qualidade. Porém, por envolver tecnologia, procedimentos veterinários específicos e mão de obra especialidade, o procedimento ainda tem alta investimento para o pequeno e médio produtor. É preciso estabelecer protocolos muito bem definidos. Para aprofundar os conhecimentos, acesse: Melhor época para IATF de bovinos. 

Já a estação de monta, desde que bem planejada, também pode trazer bons resultados. A estação de monta dura apenas três meses. Pode ser entre os meses de novembro a janeiro, período das águas, ideal para a reprodução. Durante esses três meses, o produtor tem uma pastagem de melhor qualidade, o que auxilia na fertilidade dos animais.

A vantagem da estação de monta é que os animais terão a gestação e a cria na mesma época dentro da propriedade. Ou seja, o produtor terá um plantel com uma faixa etária igual, o que facilita a comercialização e o manejo.

Ainda na estação, é necessário ter um espaço para a recuperação desse reprodutor e das vacas. Essa atitude promove uma boa qualidade ao seu rebanho.

Para potencializar seus resultados, ofereça uma ração ideal para essas matrizes: Ração para vacas de cria.

 
Boi Saúde Logo Preto - Vacas de cria: inseminação X estação de monta

Ração para Vaca de Cria:
Receita para recuperar o escore corporal!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo
Bitnami