Terminação x peso vivo: alimentação do gado de corte 

A fase da terminação pode ser determinante para o boi adquirir o peso ideal para o abate. E o foco está na alimentação, não só no pasto, mas também no que é oferecido no cocho. Nesta dica, vamos indicar como deve ser feita a alimentação do gado de corte baseado no peso vivo na terminação.

O que significa terminar um animal? Segundo boletim técnico da Phibro, terminar um animal é bem mais que atingir a um determinado peso vivo. O foco deve ser produzir uma boa carcaça que atenda as demandas do mercado. O objetivo é obter um lucro maior. Para chegar ao resultado esperado não só pelo produtor, mas também pelo frigorífico, alguns aspectos precisam ser levados em conta: raça, plano nutricional, sexo e até o tamanho do esqueleto do animal.

Agora que você sabe o principal, vamos partir para o ataque.

Quando falamos de estratégia alimentar na terminação, todos esses fatores citados acima importam. Isso significa que cada classificação tem uma necessidade diferente. Novilhas precisam de uma nutrição diferente na fase de terminação. Assim como as vacas que são direcionadas ao descarte, passando pelos machos castrados e machos inteiros.

 

peso vivo - Terminação x peso vivo: alimentação do gado de corte 
Terminação x peso vivo: alimentação do gado de corte. – Foto: Reprodução Internet

Terminação a pasto focada no peso vivo 

 

Uma boa indicação é a terminação intensiva a pasto, conhecida também pela sigla TIP. Aqui, o método alimentar consiste em ofertar grandes quantidades de ração aos animais. A dosagem é baseada no peso vivo do animal. Com isso, o produtor oferece uma quantidade correspondente a 2%.

Lembre-se sempre daquele combo de sucesso da pecuária: pasto + nutrição + bem estar animal. Essa fórmula é uma garantia de conquistar as arrobas desejadas nessa fase.

Por isso, amigo produtor, confira as orientações a seguir:

 

Alimentação do gado e ganho de carcaça na terminação

 

  • Qualidade do pasto. Nesse quesito é quantidade e qualidade, não é mesmo? Por isso, escolher uma espécie de forrageira que seja mais adequada ao seu solo e região é importante. E não basta fazer a adubação. O pasto também precisa de manejo diário para evitar pragas e lama e outras situações que impacte os nutrientes;
  • Suplementação. Não tem como manter uma engorda expressiva, principalmente na terminação, sem a nutrição no cocho. Mais que fornecer e complementar a nutrição do pasto, alguns aditivos, como a virginiamicina, por exemplo, reduzem a acidose ruminal;
  • Ração baseada em grãos e ingredientes selecionados. Escolha bem seus fornecedores. O barato pode sair caro. Pesquisa o melhor custo-benefício daquilo que é oferecido aos seus animais. O reflexo das suas escolhas está na saúde e na balança.

E claro que a Boi Saúde vai te dar uma boa sugestão sobre o que oferecer nessa fase. Confira os ingredientes de uma formulação específica para esse formato de engorda: Ração para terminação de gado de corte: confira a receita. 

Referência: 

Terminação Intensiva a Pasto. Boletim Técnico. Phibro Animal Health Corporation.

 
Ração para Terminação - Terminação x peso vivo: alimentação do gado de corte Ração para Terminação mobile - Terminação x peso vivo: alimentação do gado de corte 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*