Sal proteinado: entenda como o uso potencializa os bovinos

Responsável pela boa produtividade de 95% do rebanho brasileiro, o sal proteinado fornece todos os componentes nutricionais não encontrados no pasto. Como cada região do país tem solos com características diferentes, fazer essa suplementação no cocho é necessária para evitar a perda de peso e potencializar a rentabilidade dos bovinos.

Muitos produtores oferecem o sal proteinado apenas no período da seca. É comprovado cientificamente os benefícios do uso do sal durante esta época para evitar a peso. Além de potencializar a engorda. Porém, o indicado é fazer uso durante todo o ano. Assim, o organismo do bovino estará preparado para enfrentar a desnutrição do pasto. E, ao chegar na seca com o peso sadio, será mais fácil mantê-lo.

Além disso, por conter diversos componentes, o sal proteinado auxilia na prevenção de diversas doenças e parasitoses por reforçar e proteger o organismo de dentro para fora. Tudo isso, sem prejudicar a qualidade do produto que será oferecido: leite ou carne.

 

O que é?

 

O que é o sal proteinado? É um componente que aperfeiçoa o aproveitamento dos nutrientes, reduz o tempo para o abate e promove excelentes resultados na pecuária de leite e corte, além de evitar queda na produtividade e o uso é necessário. O sal proteinado nada mais é que um suplemento enriquecido com proteínas, que além desse macronutriente, oferece minerais complementares para manter ou repor a deficiência no organismo do animal como: cálcio, ferro, zinco, fósforo, vitaminas A e E, entre outros. A deficiência mineral causa um quadro de sintomas gerais no gado, que afeta diretamente o dia a dia do animal.

Do que é composto? Entre os elementos que compõem o sal proteinado e que não são oferecidos naturalmente pela pastagem além do sódio, são: cálcio; cobalto; enxofre; ferro; fósforo; flúor; magnésio; potássio.

Como servir? O cocho onde é oferecido esse sal proteinado deve estar protegido de água como chuvas, calhas ou irrigações de plantações e ter tamanho adequado para que todos os animais tenham acesso ao componente e ração ao mesmo tempo e de forma adequada.

 

Sal proteinado potencializa os resultados e deve ser utilizado durante o ano todo
Sal proteinado potencializa os resultados e deve ser utilizado durante o ano todo. – Foto: Giro do Boi

Como utilizá-lo na seca

 

Posso utilizá-lo na seca? O uso do sal proteinado como alimentação na seca reforça nutrientes perdidos em períodos de temperaturas baixas para que o rebanho não tenha perda de peso e nutrientes necessários para uma boa saúde.

Como potencializar o uso no período da seca? É possível corrigir a deficiência de pastagem especificamente no período da seca. Prepare uma mistura caseira para amenizar os danos, conformo abaixo:

  • 12kg de ureia;
  • 25kg de sal branco;
  • 10kg de sal mineral;
  • 40kg de farelo de soja;
  • 30kg de milho moído.

Poderá ser utilizado um misturador. Faça com que essa mistura fique bem homogênea com esses ingredientes. Sirva ao gado na proporção de 0,2% do peso do animal. Isso significa se seu animal pesa 500kg, você deverá servir 1kg do alimento por dia.

 

Como oferecer ao gado

 

Como posso fracionar as porções de matéria seca ao longo do dia? Divida em três porções diárias. A primeira será servida às 7h da manhã. A quantidade será de 30% de toda a matéria que será oferecida por dia. A segunda porção sairá às 13h30, com 20% de toda matéria seca. Entre meio-dia e 15h, é o período de maior irradiação solar e o gado tem um consumo menor. E a última porção será às 16h, com 50% de toda a nutrição seca do dia, que irá também sobrar para o período da noite.

Sal proteinado e ureia podem ser oferecidos juntos? A ureia para bovinos é um composto que mantém o peso com baixo custo e resultados bem interessantes. O uso da ureia para bovinos pode ser realizado em todas as épocas do ano, mas principalmente na seca, período que o solo fica pobre em nutrientes e o pasto não fornece as substâncias nutricionais necessárias para manter a saúde do animal, e consequentemente, continuar a engorda. Caso sirva no proteinado, quando o consumo é de 1g por quilo vivo do animal, misture 12% de ureia.

 

Matrizes e bezerros

 

Aumenta o índice reprodutivo das matrizes? O sal proteinado potencializa a fertilidade não só das matrizes, mas também dos touros reprodutores por contem fósforo na composição. Além disso, após o parto, as matrizes precisam de uma recuperação corporal. E apenas o pasto não tem condições de oferecê-la. E assim, manter um ciclo reprodutivo dentro do esperado. Para as vacas nessas condições, a dose ideal é dentro de valores próximos a 1 g/kg de peso vivo. Ou seja, se a vaca pesa 300 kg deverá consumir 300 g de sal proteinado/dia).

O sal proteinado pode ser oferecido na desmama? Sim, o sal pode ser oferecido no creep-feeding para que o animal já se acostume com essa alimentação.

 

Como armazená-lo?

 

Verifique a cobertura do galpão: a incidência de raio solar prejudica os micro e macroelementos da nutrição animal. Por isso, mantenha seus sal mineral,  proteinado e ração sempre abrigados. Nunca deixa os sacos de ração diretamente no solo: quando for armazenar sacos de ração, nunca os deixe diretamente no solo, independentemente do piso. Coloque-os sempre em um estrado de madeira porque a umidade altera a matéria seca. Combata todos os roedores dos galpões: esses animais são grandes vilões e podem prejudicar o sal mineral e outros nutrientes oferecidos ao seu gado.

Para auxiliar a sua pastagem no período da seca e evitar grandes prejuízos, acesse a dica: Como diminuir a falta de pasto na seca.

 
Boi Saúde Logo Preto - Sal proteinado: entenda como o uso potencializa os bovinos

Sal Proteinado:
Receba grátis uma receita de sal proteinado.


2 pensou em “Sal proteinado: entenda como o uso potencializa os bovinos”

  1. Silvio ipires disse:

    José Carlos, obrigado pelas suas dicas, elas estão me ajudando muito; Mas tenho uma dúvida quanto a uréia, ela precisa ser triturada e só depois colocada na mistura do sal proteinado?

    1. Olá, fico feliz que as dicas estão te ajudando! Respondendo a sua pergunta, não a uréia não precisa ser triturada para misturar com o sal proteinado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo
Bitnami