Por que não deixar o gado na chuva?

Gostou? Compartilhe!

No período da seca, algumas regiões sofrem com geadas e quedas bruscas de temperatura, os bovinos podem adoecer. Por isso, a Boi Saúde irá te orientar sobre e como proteger os animais do frio e porque não deixar o gado na chuva, na época das águas.

O Sul é a região que mais sofre no inverno, até com neve. Mas o Sudeste também tem quedas de temperaturas, chegando a menos de 10 graus. E como fica o gado durante esse período? A incidência de doenças respiratórias aumenta, o que pode agravar ainda mais a produtividade.

No Centro-Oeste, alguns pecuaristas tiveram graves perdas. Por ser uma zona quente, a queda brusca de 20 graus, levou o prejuízo de mais de R$ 1 milhão.

Assim como no calor, o frio extremo também pode provocar a morte de animais. E como vivemos em um país tropical, no qual a maioria das raças são adaptadas para o clima, não devemos descuidar.

Para começar, bovino fraco e mal alimentado representa uma grande chance de adoecer. Por isso, manter sal no cocho o ano todo para que ele aguente firme todo o período da seca é mais que essencial. Não pense que o sal deve ser iniciado só na seca ou um mês antes do início.

Os 12 meses do ano precisam de sal! Assim, o risco de hipotermia é menor. Se você ainda tem dúvidas sobre o tema, clique: Como escolher uma nutrição de qualidade para o gado.

A hipotermia acontece quando o corpo perde calor de forma rápida, prejudicando o funcionamento do organismo.

 

Por que não deixar o gado na chuva? 

 

Em primeiro lugar, temos os riscos de raios. Em tempestades muito fortes e até antes dela, os raios são frequentes. Sempre nos deparamos com notícias de rebanhos inteiros que morreram por raios. Então, ameaçou a chuva? Abrigue seus animais em galpões e até currais.

Caso sua estrutura ainda não esteja pronta, implemente algumas ações para evitar esse problema. Contamos melhor aqui: Como evitar boi morto por raio na propriedade rural?

Ainda, no período de chuvas, fique atento ao acesso para o cocho. O excesso de lama pode fazer com que os bovinos cheguem ao local e fiquem sem se alimentar.

 

Controle de gado: como proteger o gado do frio?
Como proteger o gado do frio. – Foto: Reprodução Internet

Como proteger o gado do frio

 

Uma forma de proteger o gado do frio é construir galpões que possam protegê-los de geadas e ventos gelados.

Caso não tenha recursos financeiros ou até espaços, plante árvores, mas com copas densas, em formatos de corredores.

Ao ficarem entre as árvores, os bovinos irão se proteger e quando ficam mais próximos uns dos outros, geram calor. Dispense o eucalipto nessa situação, por não ter folhas suficientes.

Vacas paridas e bezerros devem ser acolhidos no pasto maternidade com feno e cobertura.

No piquete, insira o capão de mato e abrigue-os lá quando o frio estiver muito intenso.

 

Cuidado com a pneumonia

 

Todo bovino está propenso a adquirir pneumonia no frio, mas o gado confinado tem um potencial maior.

A poeira da época também é um fator para as doenças respiratórias. E como o gado fica no mesmo espaço, a contaminação conjunta é real.

Por isso, molhar o chão, por exemplo, para evitar que a poeira fique no ar, é uma sugestão.

Como citamos o frio, no calor, precisamos também ter cuidados com as temperaturas altas. Acesse a dica e proteja seus animais no verão: 5 dicas para proteger seu gado do calor excessivo. 

Por fim, confira mais dicas sobre pecuária no nosso canal: Boi Saúde no YouTube.

 
banner banner
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

×