Confinamento a pasto de baixo custo na fase de terminação

Entenda como fazer terminação/confinamento a pasto.

Como fazer um confinamento a pasto de baixo custo na fase de terminação dos animais? É possível realizá-lo sem grandes investimentos com maquinário, mão de obra e instalações. E ainda servir milho em grão inteiro ao seu plantel.

 

Confinamento a pasto aumenta o peso do gado na fase de terminação
Confinamento a pasto aumenta o peso do gado na fase de terminação

Confira dicas

  • A taxa de lotação deve ser de 20 a 30 animais por hectare;
  • Servir ração com consumo de 1.2 peso vivo por animal ao dia;
  • Em outro cocho, servir milho grão inteiro;
  • A pastagem irá se esgotar porque a taxa de lotação é alta,  essa é a fase de adaptação dos animais ao milho inteiro;
  • Após 20 dias, o animais irão consumir o milho inteiro a 2% peso vivo/animal por dia;

Não há necessidade de grande investimento na instalação do confinamento a pasto. O benefício é o ganho de peso médio de 1,5 kg animal/dia, ótimo número considerando o custo-benefício dessa estratégia.

 

Três pontos fundamentais para o confinamento a pasto

1 – A qualidade do milho: sirva milho graúdo, grão inteiro, com umidade máxima de 13%;

2 – Servir o milho com o cocho de 40 cm  a 50 cm por animal;

3 – Nunca menos que duas refeições por dia. O mínimo é duas, mas o produtor pode ser vir três ou até quatro refeições.

Com o passar do dia, o pasto irá brotar novamente e o animal não come. Esse pasto brota e fica rasteiro, por causa do peso do gado ao pisoteá-lo. Esse pisoteamento não mata a pastagem, inclusive, as fezes e urina dos animais, servem como adubo para esse pasto.

Então, 21 dias após a terminação, esse pasto já está novo e bonito novamente para os próximos animais.

Quer investir no confinamento mas não saber qual raça adquirir para o método? Clique nesse dica: Raça ideal para investir no confinamento.

 

Planilha de Quantidade de Animais:
Receba em seu e-mail para calcular quantidade de animais p/ hectare.


topo
Bitnami