7 dicas para iniciar uma produção de gado de corte

Que a pecuária é o setor que sustenta o país, todo mundo sabe. Por isso, é comum pessoas iniciarem uma produção de gado de corte para investimentos ou até mesmo como modo de sustento. Porém, para começar, é preciso seguir alguns passos importantes. Todos os processos precisam ser estudados, antes da decisão de ser iniciar a criação de gado de corte. Vamos saber quais são?

O Brasil tem diversas vantagens sobre outros países quando o assunto é agropecuária. Historicamente, foi a primeira atividade econômica do país. Além disso, temos um solo e clima favoráveis com boa adaptabilidade de algumas raças.  Nosso país tem um bom consumo de carne interno, mas também somos um dos maiores produtores e exportadores de carne do mundo. Então, por que não investir? Siga as nossas orientações:

 

1 – A pergunta principal: você gosta de animais e está disposto a investir em uma atividade que demanda tempo e dinheiro? 

Produzir animais com foco em gado de corte é tarefa para poucos. São diversas atividades que precisam estar em dia e alinhadas, por isso, só realmente quem gosta da lida no campo está apto a exercer a função. Se você considerar que está pronto, tudo bem! Siga em frente! Porém, tenha em mente sobre os desafios de manejo e também manter a engorda em dia.

Além disso, investimentos constantes precisam ser feitos. Épocas da seca e das águas demandas custos e cuidados diferenciados. Por isso, é importante checar se há disponibilidade para oferecer um gado de qualidade e ter condições de concorrer com os produtores que já tem tradição no mercado.

 

2 – Verifique se sua propriedade está apta para receber animais

A propriedade precisa ter uma boa pastagem e uma área de acordo com o número de cabeças que estará disposto a investir inicialmente. Cheque também se a sua propriedade está segura com cercas, dessa forma, evitará a fuga e até roubo dos bovinos. A água precisa ser abundante, pois o gado demanda muito desse líquido, principalmente em regiões mais quentes.

O local precisa estar limpo, sem acumulo de lixo e lama. Moscas e insetos são grandes vilões na saúde dos bovinos, por isso, uma varredura antes dos primeiros animais chegarem, é essencial.

 

3 – É preciso investir em equipamentos e utensílios 

Cocho, bebedouro, curral, precisam estar com boa qualidade. Parece bobagem, mas a alimentação e a água são grandes responsáveis pela saude do animal. Ainda, é preciso também mensurar a compra de suplementos e vermífugos. O gado não vive só de ração e água, amigo produtor! Ainda, é preciso verificar se você dará conta de tudo sozinho ou precisará de mão de obra. Lidar com o gado sozinho é impossível. Os animais precisam ser contidos para as vacinas devem ser administradas de acordo com o calendário do Ministério da Agricultura e Abastecimento (MAPA). E uma pessoa só não consegue fazer todo esse procedimento. Além do cuidado geral com o gado.

 

Producao de gado de corte exige planejamento e escolha adequada da raça, de acordo com a região
Producao de gado de corte exige planejamento e escolha adequada da raça, de acordo com a região

4 – Escolha um regime: pasto ou confinamento 

Os dois tem vantagens! Fica a critério do produtor, mas também do tipo da propriedade. Muitos acham que não podem começar com o confinamento e que apenas grandes produtores estão aptos a esse regime. Mas, é possível sim, desde que haja espaço suficiente para os bovinos. Para entender um pouco mais sobre a estrutura necessária para o confinamento, acesse a dica: Como iniciar o confinamento em pequenas propriedades. 

O pasto é o mais comum para pequenos produtores. Os cuidados são específicos, pois o pasto precisa ser realmente bom. E no período da seca, é preciso redobrar a atenção com os nutrientes ingeridos. Os resultados são satisfatórios e é um ótimo sistema para iniciar uma produção.

 

5  – Escolha a raça ideal para sua região 

Cada raça tem sua particularidade. Mesmo a Nelore sendo a mais popular no país, há diversas opções que podem se adaptar melhor ao seu solo, te proporcionando mais lucro. O clima e o solo impactam diretamente no resultado da engorda, por isso, investir em uma raça adequada é o ideal.

 

6 – Tenha um planejamento financeiro 

O fluxo de caixa precisa estar em dia. Todas as despesas iniciais precisam estar devidamente contabilizadas para checar se está no caminho certo. Você não precisar ser um especialista em finanças. Pode contratar um profissional ou até mesmo um escritório de contabilidade para te auxiliar com a demanda. Ainda, esses profissionais podem te auxiliar sobre investimentos. Mensure também os custos versus o lucro que possivelmente terá.

Analise também quem são seus concorrentes e a qualidade do produto deles. Dessa forma, poderá estudar em como superá-los e oferecer a melhor carne da região.

 

7 – Seja positivo! 

O mercado do boi varia muito. Não desanime de acordo com as arrobas e o fluxo cambial. Mesmo com todos os números e dados divulgados, temos que ter em mente que é nosso setor que mantém a economia do país e lidar com o gado é uma paixão. Siga firme no seu propósito e não desanime.

Conte sempre com as dicas da Boi Saúde para alavancar seu negócio!

 

Total Corte Premium:

Suplemento vitamínico e mineral com virginiamicina para bovinos de corte em todas as fases de criação!


 

3 pensou em “7 dicas para iniciar uma produção de gado de corte”

  1. Começei com uma vaca hoje tenho 10 e espero um dia chegar lá na frente e contar a minha história se Deus quiser

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo
Bitnami