Gir Leiteiro e Gir: dupla aptidão e resistência térmica

As raças bovinas Gir e Gir Leiteiro têm origem indiana. Atualmente, tem uma participação importante na pecuária brasileira como gado de corte e de leite. É considerada a raça zebuína mais antiga do mundo.

Chegou ao Brasil por volta de 1900 e tem boa longevidade. Até a década de 70, era a raça predominante nos pastos brasileiros. Atualmente, é a segunda raça em animais registrados no Brasil.

Pela boa habilidade materna, as matrizes podem dar até 10 crias. É  adaptável ao clima tropical com boa resistência térmica devido ao sistema termorregulador. Essa característica auxilia a evitar o estresse térmico em altas temperaturas. Tem dupla aptidão para gado de corte e gado de leite.

É uma raça rústica, resistente a ectoparasitas e endoparasitas. Por isso, o uso de antibióticos e outros medicamentos é menor que em outras raças. Isso também proporciona uma maior qualidade do leite e da carne, por não deixar resíduos químicos no produto final. É bem adaptável no sistema à pasto.

 

gir e gir leiteiro - Gir Leiteiro e Gir: dupla aptidão e resistência térmica
A raça Gir tem grande produtividade no Brasil – Foto: Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro.

Fisicamente, tem longos chifres retorcidos para baixo. A coloração mais popular é a de fundo claro com pintas avermelhadas ou fundo vermelho com pintas chitas, com variação entre amarelo e vermelho. Com os cruzamentos, foi criado o Gir mocho.  (sem chifres).

No gado de corte produz uma carne com boa qualidade e sabor. Para essa produção, o peso da fêmea é aproximadamente entre 400 kg e 650 kg. Algumas matrizes chegam até 800 kg, dependendo da nutrição.  Já os machos, normalmente pesam entre 750 kg e 950 kg, com possibilidade de chegar a 1.100 kg.

 

Gir leiteiro

 

Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL), o gir leiteiro é o zebuíno de maior produtividade em clima tropical. Por isso, tem se destacado cada vez mais no cenário da pecuária nacional.  Até 2013, tinha em torno de 150 mil cabeças no Brasil. O leite produzido tem valores nutricionais altos. Os índices de gordura e proteína geralmente são altos. Em concursos, uma única matriz chegou a produz 50 kg/dia. Alguns rebanhos chegam a produzir 18 mil kg por ano.

Ainda está em dúvida sobre qual raça investir? Acesse a dica: Senepol: uma ótima opção para a pecuária brasileira. 

 
Raças de Gado de Corte - Gir Leiteiro e Gir: dupla aptidão e resistência térmicaRaças de Gado de Corte mobile - Gir Leiteiro e Gir: dupla aptidão e resistência térmica
 

7 pensou em “Gir Leiteiro e Gir: dupla aptidão e resistência térmica”

  1. José Maria da Silva sobrinho disse:

    Beleza gostei tirei minhas dúvidas obg.

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá José, obrigado pelo comentário, continue nos acompanhando!

  2. Richie Kotzen disse:

    Puxa vida devo agradecer vocês ganharam meu dia que site fantástico cheio de noticias não me canso de Elogiar já é a minha terceira visita por aqui absolutamente fantástico.

    Gir Leiteiro

    1. José Carlos Ribeiro disse:

      Olá Richie, obrigado pelo elogio, continue nos acompanhando. Abraços!

  3. José Carlos Ribeiro disse:

    Olá Giordano, obrigado pelo elogio, continue nos acompanhando!

      1. José Carlos Ribeiro disse:

        Olá Giordano, obrigado por nos acompanhar. Conte sempre com a Boi Saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*