7 passos para aumentar a produção de leite do gado

A pecuária leiteira tem um papel muito importante na economia brasileira. Não importa o tamanho da produção, seja pequena, média ou grande, todos os produtores desejam sempre superar as expectativas do negócio. Aumentar a produção de leite é possível. Porém, é preciso seguir algumas regras e adotar alguns procedimentos. Quer saber como? Continue com a Boi Saúde, que a gente te conta tudo!

Primeiro, vamos entender a nossa produção. Somente em 2017, o Brasil produziu mais de 6 bilhões de litros de leite. Uma bela produção não é mesmo? Mas vamos melhorar esse número? Se você disse SIM nas duas últimas perguntas, siga as nossas dicas:

 

1- Bem-estar animal e manejo adequado

 

  • Não use choques, espetos e produtos tóxicos, pois são prejudiciais à saúde bovina;
  • Explique a todos os vaqueiros e funcionários que lidam com o gado sobre o manejo adequado. O animal não pode ter medo do humano. Sempre ser bem tratado e acolhido desde o nascimento;
  • Deixe sempre o pasto ou o local confinado com árvores ou locais com sombras para os bovinos se protegerem do sol e da chuva;
  • Faça constantes vistorias na sua propriedade. Tire todos os objetos que possam ferir ou até mesmo serem consumidos pelo gado e causar danos irreversíveis à saúde deles;
  • Tenha sempre um protocolo para combate aos parasitas. Infelizmente, muitos bovinos são contaminados e sofrem com os danos proporcionados por esse problema que tem alta incidência na nossa pecuária;
  • Água é um dos elementos fundamentais para o gado leiteiro. A quantidade ideal que um bovino de leite deve ingerir por dia é de quatro litros de água para cada um litro de leite produzido. A água deve ser limpa, sem cor, cheiro, sabor. A mesma adequada para consumo humano.

 

Dicas ajudam o produtor a aumentar a produção de leite do gado
Dicas ajudam o produtor a aumentar a produção de leite do gado. – Foto: Reprodução Internet

2- Suplementação em dia

 

Existem alguns suplementos que auxiliam no aumento da produção de leite, como:

 

Virginiamicina:

É um composto antimicrobiano que melhora a produtividade e desempenho do gado. Estudos indicam aumento de 15% do peso vivo ao mês. O composto é uma tecnologia que permite ao animal uma melhor performance dentro das condições oferecidas pelo produtor e com entrega de um bom resultado. Ainda, melhora a imunidade. Isso significa que proporciona proteção contra parasitas.

 

Monensina sódica:

É um aditivo que tem como característica a modificação da fermentação do rúmen. Com isso, melhora a conversão alimentar. Tem uso muito frequente em gado de leite.

 

Sal Mineral:

São compostos suplementares para complementar a alimentação e nutrição dos bovinos não encontradas na pastagem e ração. O papel principal é evitar a perda de peso e também manter o gado sadio a ponto de estimular e aumentar a quantidade de leite produzido. É uma mistura de cálcio, cloro, enxofre, fósforo, magnésio, potássio e sódio, cobalto, cobre, ferro, iodo, manganês, molibdênio, selênio, zinco. Todos elementos essenciais para proteger o gado de doenças e dar força no organismo.

 

Ureia:

Usada para as matrizes durante a seca, a ureia é uma ótima aliada ao produtor. Porém, é preciso cautela no uso. A ureia deve ser sempre oferecida misturada a algum outro elemento e nunca ser oferecida aos animais em jejum. Portanto, oriente os responsáveis pela tarefa a oferecerem outra alimentação, após longos períodos de manejo. Apenas utilize a ureia pecuária na alimentação dos bovinos. Pois a ureia agrícola é proibida para fins de alimentação animal.

O cocho precisa ser coberto. Essa cobertura evita que a água se acumule no cocho e em contato com a ureia, a torne intoxicante, a ponto de levar o animal à óbito. Uma orientação é fazer furos no cocho, que permite o escoamento da água ou até mesmo deixá-lo inclinado;

 

Sal proteinado:

O sal proteinado nada mais é que um suplemento enriquecido com proteínas, que além desse macronutriente, oferece minerais complementares para manter ou repor a deficiência no organismo do animal como: cálcio, ferro, zinco, fósforo, vitaminas A e E, entre outros.

 

Além disso, sempre usufrua de suplementos com as seguintes composições:

  • Biotina: fortalece o casco e cicatriza os sulcos já existentes e previne para que não apareçam novos;
  • Probiótico: controle a população de bactérias nocivas no rúmen do animal e faz toda a conversão alimentar do gado;
  • Gordura protegida: passa pelo ruminante direto saindo na lactação. Proporciona um leite com uma taxa maior de gordura, pois não é absorvida pelo organismo da vaca. É um suplemento que eleva a classificação do leite devido aos componentes e qualidade.

 

3- Dosagem ideal da ração

 

Se a vaca produz 10 quilos de leite por dia, sirva três quilos de ração para esse animal. É uma dose individual que deve ser feita em todas as vacas produtoras de leite da propriedade. É com essa dosagem que a produtividade não será afetada na seca e no período das águas.

 

4- Cuide da nutrição do gado

 

Confira uma receita infalível para manter seu gado bem nutrido, com o organismo funcionando plenamente, auxilia e muito na produção do leite. Utilize os ingredientes: fubá de milho, farelo de soja, ureia, sal mineral, monensina sódica ou virginiamicina e fosfato de cálcio. Ou seja, componentes fáceis de serem encontrados no mercado agropecuário. A ração deve ser servida em duas porções: pela manhã e à tarde. A pastagem deve ser de boa qualidade sempre.

A receita disponível gratuitamente no link no fim do texto é composta por 20% de proteína e poderá render até 15 litros de leite por dia.

 

5- Higiene nos currais e utensílios utilizados

 

No curral, o local de ordenha dos animais não pode ter nenhum acúmulo de lixo  e caso tenha lama, o excesso precisa ser drenado. O lugar  tem que estar limpo constantemente para a ordenha.

Muito cuidado com a higiene no momento da ordenha, seja manual, seja  mecânica. Lave sempre os utensílios utilizados com cloro antes e depois. Os profissionais que atuam nessa atividade devem lavar bem as mãos e usar roupas limpas. De preferência, utilizar aventais exclusivos para essa finalidade;

 

6- Diminua o tempo da ordenha

 

Hoje o produtor demora muito para levar o animal do pasto até o curral. E também na preparação para a ordenha. Na Nova Zelândia, não se gasta mais de dois minutos nesse processo. Há uma padronização que permite esse tempo. Esse procedimento diminui o estresse que afeta a produtividade.

 

7- Investimento em tecnologia

 

Existem propriedades pequenas que tem próprio resfriador e ordenha mecânica. Quando há boa tecnologia, os laticínios em torno desse produtor até disputam o leite pela qualidade. A proposta comercial melhora, a qualidade também e tudo isso com rebanho reduzido.

Agora que você já aprendeu a aumentar sua produção, foque na gordura do leite: Como aumentar a gordura do leite.

 
Boi Saúde Logo Preto - 7 passos para aumentar a produção de leite do gado

Total Leite Premium:
Suplemento completo para gado de leite!


4 pensou em “7 passos para aumentar a produção de leite do gado”

  1. MANOEL HUDSON FREITAS DOS SANTOS disse:

    Caros,
    Tudo bem??
    Tenho uma pequena propriedade e nela produzo leite. Aqui o clima é seco e sofremos todos os anos com a seca. Gostaria de uma formula para que eu pudesse aumentar a produção de leite de minhas vacas mesmo no período de estiagem.
    Qual seria a mistura ideal de itens para vacas com produção de ate 15l de leite dia?
    essa mistura seria só o concentrado, visto que o volumoso tem capim no pasto, seco mas tem. Queria entrar com o concentrado quando apartasse as vacas todos os dias as 14 horas.
    poderia me instruir como fazer??

    Hudson Freitas
    hudaoaju@gmail.com

  2. Paulo Henrique Ferreira da Silva disse:

    Super bom
    É sempre bom saber mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

topo
Bitnami